???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/9656
Tipo do documento: Dissertação
Título: O componente curricular filosofia e seus professores no ensino médio da rede estadual de educação de São Paulo
Autor: Masullo, Maria Helena 
Primeiro orientador: Ponce, Branca Jurema
Resumo: A Lei no 11.684/2008, que determina a obrigatoriedade da Filosofia como componente curricular do nível Médio brasileiro, traz à tona a necessidade de se conhecer a realidade acerca dos profissionais que atuam em seu ensino. Quem são esses professores? Qual é o seu perfil? O que eles pensam sobre a disciplina que lecionam? Quais as dificuldades por eles enfrentadas e como a superam? Para responder a essas questões, este trabalho analisa o contexto no qual se desenvolve a atuação dos professores de Filosofia no nível Médio da Rede Estadual paulista e as consequências advindas da inserção obrigatória da disciplina, com base na percepção desses docentes. A pesquisa foi subsidiada pela análise de conteúdo e pode ser classificada como quanti-qualitativa , em face da associação de dados quantitativos acerca do sexo, da idade, da situação funcional e da formação dos docentes que ministram aulas de Filosofia na Rede Estadual aos dados qualitativos recolhidos por meio de questionários escritos acrescidos de entrevistas. Os dados coletados apontam quão adverso é o contexto no qual a prática desses professores se realiza na escola média paulista: baixos salários, classes superlotadas, poucas aulas na grade, jornada excessiva de trabalho, separação entre a concepção e a execução do currículo, segregação da categoria entre efetivos e não efetivos, poucos e deficitários cursos de formação contínua, infraestrutura precária. A despeito do contexto desfavorável, esses professores defendem a possibilidade do Ensino de Filosofia contribuir para a formação humana dos alunos de nível Médio e, por isso, procuram legitimar esse ensino. O referencial teórico baseia-se em Gimeno Sacristán (1998; 1999) nas questões que tangem ao Currículo e em Gallo (2011; 2007) no que diz respeito ao Ensino de Filosofia
Abstract: The Law no. 11.684/2008, which determines the obligation of Philosophy as a component of the curriculum of Brazilian High School, has revealed the need to know about the reality of professionals working in their teaching. Who are these teachers? What are their profile? What they think about the subject they teach? What are the difficulties they face and how to overcome them? To answer these questions, this paper examines the context in which it develops the performance of teachers of Philosophy at High School of Rede Estadual Paulista and the consequences coming from mandatory inclusion of the discipline, based on the perception of these teachers. The research was supported by the analysis of content and can be classified as quantitative and qualitative in the face of the association of quantitative data on sex, age, functional status and training of teachers that teach Philosophy at Public School in São Paulo State qualitative data collected through written questionnaires plus interviews. The data collected indicate how adverse is the context in which the practice of teachers is held in São Paulo High School; low salaries; overcrowded classrooms; few lessons in the grid; excessive working day; dissociation between conception and implementation of curriculum; segregation category between effective and ineffective teachers; few and deficient continuing education courses; poor infrastructure. Despite the unfavorable context, these teachers advocate the possibility of teaching Philosophy contribute to the human development of the students of High School and therefore seek to legitimize this teaching. The theoretical framework is based on Gimeno Sacristán (1998; 1999) for questions that refer to the curriculum and on Gallo (2011; 2007) with regard to the Teaching of Philosophy
Palavras-chave: Currículo
Ensino de filosofia
Ensino médio
Perfil docente
Rede paulista de educação
Curriculum
Teaching philosophy
High school
Teaching profile
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO::CURRICULO
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Educação
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação: Currículo
Citação: Masullo, Maria Helena. O componente curricular filosofia e seus professores no ensino médio da rede estadual de educação de São Paulo. 2012. 184 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2012.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/9656
Data de defesa: 30-May-2012
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação: Currículo

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Maria Helena Masullo.pdf2,22 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.