REPOSITORIO PUCSP Teses e Dissertações dos Programas de Pós-Graduação da PUC-SP Programa de Estudos Pós-Graduados em Literatura e Crítica Literária
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.pucsp.br/jspui/handle/handle/22334
Tipo: Dissertação
Título: Trança de gente: a construção das protagonistas narradoras Leda e Bel em A filha perdida e Bisa Bia, Bisa Bel
Autor(es): Bergamo, Giuliana Arcocha
Primeiro Orientador: Darin, Leila Cristina de Melo
Resumo: A presente dissertação tem como objetivo discutir o processo de construção da identidade feminina em A filha perdida (2016), de Elena Ferrante, e Bisa Bia, Bisa Bel (1982), de Ana Maria Machado, ambas narradas por protagonistas femininas. Partimos de uma reflexão sobre o que é feminino e próprio do papel da mulher na sociedade a partir das discussões propostas por Simone de Beauvouir e Rebecca Solnit. Discutimos, ainda, o que é identidade e sua importância no contemporâneo segundo Zygmunt Bauman. Sob essas perspectivas, procuramos compreender a função da personagem, a partir das teorias de Antonio Candido e Anatol Rosenfeld. Verificamos, então, quais estratégias de narração são utilizadas para que este feminino seja construído nas personagens. Analisamos, ainda, o impacto da interação entre personagens, por meio da alteridade, sob a ótica de Jean-Paul Sartre e Emmanuel Lévinas. Com base em uma ampla reflexão sobre tempo e narrativa fundamentada nas teorias de Paul Ricoeur, Benedito Nunes e Tzvetan Todorov, examinamos como as narradoras manipulam o tempo para construir suas identidades. Concluímos que em ambas as obras, a identidade nunca é de fato alcançada, uma vez que o feminino ou aquilo que se diz próprio da mulher é uma ideia fluida, o que se mostra evidente na forma como as personagens vão sendo traçadas ao longo das narrativas. Ainda assim, Bel, a protagonista de Machado, é uma personagem mais fechada, enquanto Leda, a protagonista de Ferrante, é composta por fragmentos, uma personagem “obscura”, como sugere o título original em italiano: La figlia oscura
Abstract: The following dissertation aims at discussing the process of building the female identity in A Filha Perdida (2016) by Elena Ferrante as well as in Bisa Bia, Bisa Bel (1982) by Ana Maria Machado, both of which narrated by female protagonists. Firstly, it was of utmost importance to reflect upon what is female and the role of women in society based on discussions proposed by Simone de Beauvoir and Rebecca Solnit. Secondly, a discussion has been raised on what identity is and its importance in the contemporary world according to Zygmunt Bauman. In the light of all those perspectives, this paper sought to understand the role of the character underlying Antonio Candido and Anatol Rosenfeld’s theories. Apart from that, this research has therefore identified which narrative strategies are used so that the female is built in the characters. Also, it was paramount to analyse the impact of the interaction among characters, by means of otherness, from the standpoint of Jean-Paul Sartre and Emmanuel Lévinas. In accordance with thorough reflection upon time and narrative underpinned by theories of Paul Ricoeur, Benedito Nunes and Tzvetan Todorov it was possible to ascertain how the narrators manipulate time in order to build their identities. At last but not least, in both books the identity is never reached indeed, since female or what it is said to be inherent to women is a fluid idea, which happens to be evident in the way the characters are being featured along the narratives. Nevertheless, Bel, Machado’s protagonist, is more restrained, while Leda, herein Ferrante’s counterpart, consists of fragments – an ‘obscure’ character, as the original title in Italian suggests: La figlia oscura
Palavras-chave: Machado, Ana Maria [1941- ] - Bisa Bia, Bisa Bel
Ferrante, Elena [1943- ] - A filha perdida
Mulheres na literatura
Literatura infantojuvenil brasileira - História e crítica
Ficção italiana - História e crítica
Women in literature
Children's literature, Brazilian - History and criticism
CNPq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LETRAS::TEORIA LITERARIA
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da Instituição: PUC-SP
metadata.dc.publisher.department: Faculdade de Filosofia, Comunicação, Letras e Artes
metadata.dc.publisher.program: Programa de Estudos Pós-Graduados em Literatura e Crítica Literária
Citação: Bergamo, Giuliana Arcocha. Trança de gente: a construção das protagonistas narradoras Leda e Bel em A filha perdida e Bisa Bia, Bisa Bel. 2019. 95 f. Dissertação (Mestrado em Literatura e Crítica Literária) - Programa de Estudos Pós-Graduados em Literatura e Crítica Literária, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2019.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/22334
Data do documento: 25-Abr-2019
Aparece nas coleções:Programa de Estudos Pós-Graduados em Literatura e Crítica Literária

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Giuliana Arcocha Bergamo.pdf770,5 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.