???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/18998
Tipo do documento: Tese
Título: Marco da Légua: a topografia da (in)indiferença e as metamorfoses urbanísticas em um bairro interclassista em Belém
Autor: Silva, Marly Gonçalves da 
Primeiro orientador: Veras, Maura Pardini Bicudo
Resumo: Este trabalho procura discutir o fenômeno das reformas das avenidas e seus canteiros centrais no bairro do Marco, em Belém, de uma perspectiva sociológica, procurando caracterizá-lo como um fenômeno político por excelência, na medida em que as pressões para tais reformas provêm de grupos de interesse como políticos, empresários, e o governo que as executa também explora simbolicamente tais intervenções. Estado e segmentos corporativos têm instrumentalizado a produção e reprodução real e simbólica das vias que compõem essa malha, recorrendo a diferentes estratégias discursivas que ora escondem, ora revelam interesses privatistas, sob o manto de benefícios de caráter universal. Esse processo de intervenção arbitrária sobre a rua e os espaços de compartilhamento e sociabilidade que ela proporciona, e as recusas que tal intervenção enfrenta por parte dos moradores do bairro do Marco são analisados em momentos distintos da tese. A base histórica na qual incidem tais intervenções é a matriz que deu origem ao bairro há mais de cem anos. Em síntese, assim pode ser definido o conteúdo dos respectivos capítulos: 1. A gênese do urbanismo modernizador, na virada do século XIX para o XX, funda a malha sobre a qual se edificam diferentes discursos e protagonismos que irão se manifestar em temporalidades distintas na história do bairro, e apontam contradições no processo social de ocupação demográfica do mesmo, configurando uma topografia da (in)diferença. 2. As intervenções públicas que incidem sobre espaços viários, privilegiando determinados segmentos sociais em detrimento de outros, se traduzem em metamorfoses urbanísticas que visam atrair investimentos e dinamizar uma economia urbana assentada em comércio e serviços e nos princípios das estratégias competitivas do empreendedorismo contemporâneo; acabam desencadeando um processo de valorização imobiliária na via, que afronta os negócios dos pequenos empreendedores tradicionais. À frente deste processo, há o Estado-empreendedor, com sua obra-Monumento. 3. A rua como palco de disputas pelo poder e pelo poder simbólico, colocando em questão as contradições entre os discursos preservacionistas e as investidas de projetos de reurbanização/revitalização que ameaçam pôr abaixo o que a comunidade de moradores preservou
Abstract: During the past fifty years the motor vehicle industry has been molding the internal structure of Brazilian cities, through a complex road web which encompasses quarters, streets and pavements, causing conflicts, violence and changes in the way of life of the residents of these micro and macro-territories. The State and corporate groups have taken advantage of the production and reproduction – real or symbolic – of the pathways which constitute this web, using different language strategies which sometimes conceal, sometimes reveal private interests, under the veil of universal benefits. This kind of arbitrary intervention concerning the streets and their places of neighbourliness and sociability, as well as the rejections it faces from the residents of Marco quarter, Belém, are analyzed here in three different moments: 1. the birth of modernizing town planning, at the turn of the 19th century, creates the street web on which are built distinctive speeches and actions that will show their different temporalities in the history of the quarter, and unveil contradictions in the course of its demographic occupation, outlining thus a topography of (in)difference. 2. public interventions on the street web which favor certain segments of society in prejudice of others, manifest themselves as urbanistic metamorphoses that intend to attract investments and increase an urban economy settled on trade and services and on the principles of competitive strategies of contemporary enterprising; they break out the valorization of immovable property in the street, which suffocates the traditional little enterprisers’ business. Ahead in this trend, the enterprising State, with its Monument-work. 3. The street as the scenary of fights for power and for symbolic power, showing the contradictions between the preservation discourse and the attack of reurbanization projects that threaten the gains preserved by the community of residents
Palavras-chave: Intervenções urbanísticas
Sociologia do urbanismo viário
Classes sociais
Urbanistic interventions
Street planning
Social classes
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Faculdade de Ciências Sociais
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais
Citação: Silva, Marly Gonçalves da. Marco da Légua: a topografia da (in)indiferença e as metamorfoses urbanísticas em um bairro interclassista em Belém. 2016. 333 f. Tese (Doutorado em Ciências Sociais) - Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2016.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/18998
Data de defesa: 15-Apr-2016
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Marly Gonçalves da Silva.pdf17,91 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.