???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/18426
Tipo do documento: Tese
Título: O envelhecimento como questão social: do idoso dependente à consciência da inserção perversa
Autor: Felgar, Júlia Antonietta Simões 
Primeiro orientador: Karsch, Ursula Margarida
Resumo: Este estudo versa sobre reflexões que nos foram impostas pela nossa inserção em um grupo de pesquisas sobre as questões referentes ao envelhecimento com dependências instaladas em conseqüência de moléstias crônico-degenerativas, junto à população que demanda os hospitais públicos da cidade de São Paulo. A partir dos resultados e do envolvimento com esses sujeitos, a reflexão se amplia e vai à busca de compreendê-los no seu processo de envelhecimento, independente de patologias ou não, mas como um momento do curso existencial. Esses movimentos nos levam a rever a literatura pertinente ao tema, que nominamos de discurso de autoridade e que se refere, então, ao pensamento gerontológico. Paralelamente, esses discursos, confrontados com a realidade posta e resgatada, nos impelem em direção às análises que definem/explicam o contexto onde essas vidas se dão. Ou seja, vamos à busca de um cenário para o envelhecimento, seja ele dependente ou não. Desse confronto, realizamos, segundo nossa ótica, um discurso alternativo, como movimento reflexivo que pretende se configurar como uma análise macrossocial, mesmo que incipiente ainda. Nossas conclusões, sem desqualificar as propostas/ações existentes para amparar os idosos, clamam por novas posturas teóricas, até na perspectiva de que produzam práticas inéditas e sejam transformadoras de um presente histórico que, portanto, não é eterno
Abstract: This study is about reflections wich were imposed on a group of researches about aging with dependence on account of chronicdegenerate diseases, with a population that demands public hospitaIs in the city of São Paulo. The reflections increase from the results and involvement with these individuaIs and aim to understand them in their aging process, regardless pathologies, but aging as a moment in the course of existence. These movements lead us to review the literature pertinent to the subject wich we nominate authority discourse, refering the gerontological thought. Those discourses, confronted the given reality, incite us to the analyses that define/explain the context in wich their lifes take place. That is, we inquire afieI the scenery of aging, whether in dependency or not. From this confrontation, we built up, according to own viewpoint, an alternative discourse, as a reflection that intends to configure a macrosocial analysis, even thought still incipient. Our conc1usions, without disqualifying the existent proposals/actions to support olders, protest for new theoretical postures, prospecting to engender new practices and being able to transform the present that, therefore, is not eternal
Palavras-chave: Idosos fragilizados
Idosos -- Condicoes sociais
Cuidador
Exclusão
Globalização
Velhos
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::SERVICO SOCIAL::SERVICO SOCIAL APLICADO
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Serviço Social
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Serviço Social
Citação: Felgar, Júlia Antonietta Simões. O envelhecimento como questão social: do idoso dependente à consciência da inserção perversa. 1999. 187 f. Tese (Doutorado em Serviço Social) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 1999.
Tipo de acesso: Acesso Restrito
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/18426
Data de defesa: 4-Sep-1999
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Serviço Social

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Julia Antonietta Simoes Felgar.pdf7,24 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.