???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/16726
Tipo do documento: Dissertação
Título: Teoria das Molduras Relacionais (RFT): uma revisão de estudos empíricos
Autor: Boavista, Rodrigo Rodrigues Costa 
Primeiro orientador: Malerbi, Fani Eta Korn
Resumo: A Teoria das Molduras Relacionais (Relational Frame Theory RFT) foi proposta por Steven Hayes e Aaron Brownstein em 1985. Apenas em 2001 foi lançado o primeiro livro cujo conteúdo era exclusivamente dedicado a apresentar sua proposta e indicar campos para aplicação. Inspirados nas pesquisas em equivalência de estímulos e na compreensão operante da linguagem os proponentes da RFT argumentam que o comportamento verbal está relacionado a um operante de ordem superior fortalecido desde a infância via treino de múltiplos exemplares. Este operante responder relacional arbitrariamente aplicável define-se pelas propriedades de implicação mútua, implicação combinatória e transformação de função de estímulos. A RFT vem recebendo críticas de cunho filosófico, teórico e metodológico. O presente trabalho teve como objetivo revisar a literatura empírica produzida à luz da RFT analisando aspectos bibliométricos (ano de publicação, autores, filiação dos autores, periódico, índices de relevância dos periódicos), metodológicos (faixa etária, diagnóstico e escolaridade dos participantes, tipo e local de aplicação, material e equipamentos utilizados, moldura relacional empregada, tarefa experimental e medida utilizadas) e tentativas de compreender fenômenos tradicionalmente estudados por outras linhas de pesquisa/teorias/áreas do conhecimento. Foram revistos 85 artigos publicados entre 1991 e maio de 2013. Identificou-se que o The Psychological Record liderou o número de publicações (42 artigos). A maioria das pesquisas tinha como participantes indivíduos de 18 anos em diante. Apenas 8% publicações consideraram participantes com diagnóstico psiquiátrico. Apenas uma publicação foi conduzida em contexto de grupo. A maior parte dos estudos utilizou tarefas computadorizadas. No que tange às molduras relacionais 68 estudos investigaram relações de coordenação. 53 publicações empregaram procedimentos de matching-to-sample simultâneo. Entre 1991 e 2001 foram identificadas nove pesquisas que combinavam ao menos duas medidas, já entre 2006 e maio de 2013 havia 35. Foram observados estudos nos quais fenômenos tipicamente abordados pela filosofia, heurística, clínica comportamental, teoria da mente, neurociências, entre outras, foram discutidos. Os resultados mostram que os pesquisadores que trabalham sob a perspectiva da RFT produziram dados empíricos a partir de uma diversidade de configurações metodológicas. Contudo, não foram identificadas evidências empíricas com sujeitos não humanos, estudos que avaliassem os resultados obtidos em termos de variáveis sóciodemográficas e pesquisas em que fossem correlacionados resultados à número de tentativas de treino/teste
Abstract: Relational Frame Theory (RFT) was proposed by Steven Hayes and Aaron Brownstein in 1985. Only in 2001 the first book whose content was exclusively dedicated to present RFT proposal and application fields was released. Inspired by research on stimulus equivalence and operant understanding of language RFT proponents argue that verbal behavior is closely related to a high order operant strengthened since early childhood via multiple exemplars training. This operant - arbitrarily applicable relational responding is defined by the properties of mutual implication, combinatorial implication, and transformation of stimuli function. RFT has received criticism directed to iits philosophical foundations, theoretical assumptions and regarding methodological research practices that guarantee its empirical support. This study aimed to review the empirical literature produced in the light of the RFT analyzing bibliometric aspects (year of publication, authors, affiliation of authors, journals, journals´ relevancy rates), methodological aspects (participants´ age, diagnosis and education, type and site of application, material and equipment used, relational frame employed, experimental task and measurement used) and trials to comprehend phenomena traditionally explore by other areas of knowledge/research lines/theories. 85 articles published between 1991 and May 2013 were reviewed. The Psychological Record led publications (42 articles). Studies majority employed participants from 18 years old onwards. Only 8% considered participants with psychiatric diagnosis. Just one publication was conducted in a group setting. Great part of the studies used computerized tasks. In terms of relational frames 68 studies investigated coordinated relations. 53 publications employed simultaneous matching-to-sample procedure. Between 1991 and 2001 there were nine studies that combined at least two measures but between 2006 and May 2013 there were 35. We found articles in which phenomena traditionally explored by areas such as philosophy, heuristic, clinics, theory of mind, neuroscience, among others, were discussed. Results show that RFT researchers produced empirical data through a variety of methodological conditions. However, we didn´t find evidence on non-human subjects or studies which assessed results in terms of sociodemographic variables or number of training and testing trials
Palavras-chave: Teoria das Molduras Relacionais (RFT)
Estudos empíricos
Análise bibliométrica
Análise metodológica
Relational Frame Theory (RFT)
Empirical studies
Bibliometric analysis
Methodological analysis
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA::PSICOLOGIA EXPERIMENTAL
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Psicologia
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia Experimental: Análise do Comportamento
Citação: Boavista, Rodrigo Rodrigues Costa. Teoria das Molduras Relacionais (RFT): uma revisão de estudos empíricos. 2014. 108 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2014.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/16726
Data de defesa: 21-Feb-2014
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia Experimental: Análise do Comportamento

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Rodrigo Rodrigues Costa Boavista.pdf1,36 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.