???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/9150
Tipo do documento: Dissertação
Título: O investimento direto estrangeiro como poupança externa para a infraestrutura: um estudo sobre a economia brasileira dos anos 2000
Autor: Oliveira, Alexandre da Silva de 
Primeiro orientador: Lacerda, Antonio Corrêa de
Resumo: RESUMOO trabalho analisa a infraestrutura brasileira, com destaque para os impactos da poupança externa, representada pelo investimento direto estrangeiro (IDE), a evolução dos investimentos domésticos, públicos e privados, e o ambiente regulatório e institucional dos anos 2000. A hipótese é que o desenvolvimento da infraestrutura brasileira, por sua característica de monopólio natural, requer um Estado indutor e regulador do crescimento econômico de longo prazo. A justificativa é que os investimentos públicos, principalmente, do Plano de Metas e o II PND, ampliaram os investimentos privados nacionais e estrangeiros em infraestrutura até os anos 1970. Em contraposição, a carência de infraestrutura, em virtude da ausência estatal e da reestruturação produtiva dos anos 1980 e 1990 representou uma oportunidade para o início de um novo ciclo de investimentos em infraestrutura iniciado nos anos 2000, impulsionados pela consolidação dos fundamentos macroeconômicos do Plano Real e pela implementação do Plano de Aceleração do Crescimento (PAC). Contudo, ainda há um ambiente desfavorável aos investimentos privados, nacionais e estrangeiros em infraestrutura em virtude, principalmente, das incertezas regulatórias e do baixo investimento público no país. Isto posto, no capítulo 1 é apresentada uma revisão da teoria keynesiana e neoclássica acerca do investimento e poupança para uma economia fechada, como também a questão do crescimento com poupança externa como estratégia de desenvolvimento para uma economia ao exterior, como é a brasileira. Na sequência são apresentadas algumas notas teóricas acerca dos investimentos diretos estrangeiros (IDE), um resgate dos impactos das instituições e regulação sobre os investimentos e, por fim, apresenta-se o papel do planejamento econômico e do Estado indutor do crescimento econômico de longo prazo. No capítulo 2 são apresentados os ciclos de investimentos em infraestrutura, com destaque para os anos 1930-1970, que marca o início industrialização e ampliação dos investimentos em infraestrutura; 1980-1990 com a crise do Estado, desequilíbrios macroeconômicos, escassez de investimentos públicos em infraestrutura e as privatizações, que redefiniram o papel dos investimentos estrangeiros no país; e os anos 2000, com a retomada do Estado como principal indutor e regulador do crescimento, e o novo ciclo de investimentos em infraestrutura, viabilizado pelo financiamento público, com destaque para o papel do BNDES. Já no capítulo 3 são apresentadas as relações entre a infraestrutura brasileira e o capital externo, com ênfase para um estudo sobre a evolução do IDE para o Brasil e uma comparação internacional com os outros países do BRIC
Abstract: ABSTRACTThe research analyzes the Brazilian infrastructure, emphasizing the foreign savings impacts, represented by foreign direct investment (FDI), domestic public and private investments, and regulatory and institutional environment of the 2000s. The research focuses an evaluation of the hypothesis that the Brazilian infrastructure development, characterized by natural monopoly, and the state such as an inducer and regulator of long-term economic growth. The rationale is that public investment mainly from Economic Plan such as Plano de Metas and II PND, increased private national and foreign investments until the 1970s. In contrast, the infrastructure bottleneck due to state intervention lack and economic restructuring of 1980-1990s provided an opportunity for the new cycle of infrastructure investments since 2000s, boosted by the macroeconomic fundamentals consolidation with Plano Real and Brazilian Economic Growth Acceleration (PAC). However, there is an unfavorable environment for domestic and foreign private investment in infrastructure because of Brazilian regulatory uncertainties and low level of public investments. Chapter 1 presents a Keynesian and neoclassical theory review on the investment and savings for a closed economy, but also the growth with foreign savings issue as a development strategy for an open economy, such as in Brazil, followed by FDI review. Besides presents the institutions and regulation impacts on investments and, finally, presents the economic planning and the state role as an economic growth long term promoter. Chapter 2 presents the Infrastructure investments cycles, especially for 1930-1970s, industrialization and Infrastructure investments increasing; 1980-1990s State crisis, macroeconomic imbalances, low infrastructure s investments level and privatization redefining the foreign investment role and; 2000s with the review concerning State as the main economic growth inducer and regulator, the new infrastructure s investments cycle due public funding, focusing the BNDES role. Chapter 3 presents the relationship between the Brazilian and foreign capital infrastructure, with emphasizing on FDI inflows/instocks for Brazil and an international comparison with the other BRIC countries
Palavras-chave: Infraestrutura
Investimento direto estrangeiro
Crescimento econômico
Economia brasileira
Infrastructure
Foreign Direct Investment (FDI)
Economic growth
Brazilian economy
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Economia
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Economia Política
Citação: Oliveira, Alexandre da Silva de. O investimento direto estrangeiro como poupança externa para a infraestrutura: um estudo sobre a economia brasileira dos anos 2000. 2011. 113 f. Dissertação (Mestrado em Economia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2011.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/9150
Data de defesa: 17-May-2011
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Economia Política

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Alexandre da Silva de Oliveira.pdf595,02 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.