???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/3689
Tipo do documento: Dissertação
Título: Politização da arte: desdobramentos da antropologia das imagens
Autor: Ferreira, José Bento 
Primeiro orientador: Chaia, Miguel Wady
Resumo: A pesquisa reúne referências para o pensamento sobre a imagem em arte e antropologia. O ponto de partida é a obra de Hans Belting. O primeiro passo é a problematização da categoria obra de arte. Encontra-se na razão filosófica o arcabouço conceitual dessa categoria. Avalia-se as conseqüências das transformações do conceito de obra de arte depois das vanguardas. Idéias de Arthur C. Danto e Hal Foster abalam a autonomia da experiência estética. Trabalhos de Andy Warhol e Ai Weiwei ampliam o procedimento situacionista de détournement (desvio). Artistas contemporâneos introduzem uma virada etnográfica no mundo da arte. A arte moderna reagiu ao desenvolvimento do capitalismo e ao surgimento do ambiente urbano. A artista Silvia M cria um sistema de trocas com o meio e com os outros que reconstitui o sistema das dádivas descoberto pelo sociólogo Marcel Mauss. Seu trabalho é analisado a partir de idéias de Mauss, Gell, Augé e do crítico de arte Nicolas Bourriaud. Aprofundamentos na questão das imagens com Hans Belting e Marie-José Mondzain e os trabalhos dos artistas do desvio sugerem o panorama da guerra das imagens.
Abstract: This research gathers references towards an inquiry concerning the image in the realms of art and anthropology. It responds to the work of Hans Belting. It begins by questioning the idea of artwork. Philosophical rationalism provides the conceptual framework behind this idea. Consequences of the evolution of the concept of artwork after the avant-garde are to be evaluated. Ideas from Arthur C. Danto and Hal Foster tackle the autonomy of aesthetic experience. The works of Andy Warhol and Ai Weiwei unfold the situationist détournement (deviance) procedure. Contemporary artists make the case for an ethnographic turn within the artworld. Modern art reacted to the advance of capitalism and the upcoming of the urban environment. Artist Silvia M creates a system of exchanges with the environment and the others equivalent to the system of gifts as discovered by sociologist Marcel Mauss. Her work is to be considered according to the ideas from Mauss, Gell, Augé and the art critic Nicolas Bourriaud. Further analysis on the image problem according to Hans Belting and Marie-José Mondzain plus the work of deviance artists reveals the war of images situation
Palavras-chave: Antropologia visual
Política e arte
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Ciências Sociais
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais
Citação: Ferreira, José Bento. Politização da arte: desdobramentos da antropologia das imagens. 2015. 103 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2015.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/3689
Data de defesa: 8-Oct-2015
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Jose Bento Ferreira.pdf7,83 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.