???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/3679
Tipo do documento: Dissertação
Título: O retorno à norma: o alcoolismo como produto da vida cotidiana
Título(s) alternativo(s): The return to norm: alcoholism as a product of everyday life
Autor: Francisco, Vinícius Nascimento 
Primeiro orientador: Borin, Marisa do Espírito Santo
Resumo: O presente trabalho analisa uma determinada maneira de agir, entendida como doença pela ciência médica, e uma ofensa à estruturação dos processos ordenados de interação face a face na vida cotidiana. Selecionou-se o alcoolismo para o estudo teórico e como objeto empírico as experiências sociais dos membros dos grupos de autoajuda que adquiriu uma importância social nas últimas décadas: os Alcoólicos Anônimos A.A. O A.A é um espaço físico que apreende o alcoolismo como uma questão relacionada ao cotidiano de homens e mulheres estigmatizados como bêbados. Os membros do A.A esforçam-se, gradativamente, em revestirem o alcoolismo com uma linguagem relacionada à reorganização de suas vidas cotidianas. Num primeiro instante, abordamos as intrínsecas relações entre o mundo sistêmico da ciência, sua forma em atribuir sentido ao alcoolismo (construção racional da concepção de doença) e sua incapacidade de aceitação diante de outras abordagens sobre o problema do consumo excessivo de álcool na vida social. Num segundo momento, mostramos o desenvolvimento histórico e político dos Estados Unidos e as condições sociais propícias para o surgimento de um movimento que compreende o alcoolismo, a partir da discussão pública em torno do caminho rumo ao bem comum da sociedade. Numa terceira ocasião, estudamos as experiências sociais dos membros do A.A e a construção da crença no alcoolismo dentro do grupo como uma anormalidade nascente da desestruturação da vida privada de seus frequentadores. Entendemos, pois, que o alcoolismo, para os membros do A.A, é um fato que obstruiu suas atuações nas relações sociais cotidianas e que continuará obstruindo, caso nada seja feito para se entender a anormalidade daqueles que bebem constantemente na vida cotidiana. O trabalho se apoiou em metodologias qualitativas como o Estudo de Caso, tendo sido selecionado o A.A para sua pesquisa, entrevistas semiestruturadas com os membros do grupo, observação sistemática das reuniões do A.A. e análise de documentos utilizados por seus frequentadores
Abstract: This study aims to analyze a particular course of action understood as a disease by the medical science and an offense to the structuring of processes ordered face-to-face interaction in everyday life. Alcoholism was selected for the theoretical and empirical object as the social experiences of members of self-help groups that acquired a social significance in recent decades: the "Alcoholics Anonymous" AA. The AA is a physical space that apprehends alcoholism as a matter related to the daily lives of men and women stigmatized as drunk. The AA members strive gradually in overlay alcoholism with a language related to the reorganization of their everyday lives. . In the first instance, we address the intrinsic relationship between the systemic world of science, its way to make sense to alcoholism (rational construction of the disease conception) and their acceptance of disability on other approaches to the problem of excessive alcohol consumption in social life. In a second step, we show the historical and political development of the United States and favorable social conditions for the emergence of a movement that understands alcoholism from the public discussion on the way to the common good of society. On a third occasion, we study the social experiences of AA members and the construction of belief in alcoholism within the group as a spring abnormality of disruption of the privacy of its visitors. We understand therefore that alcoholism for AA membership is a fact that hindered his performances in everyday social relations - and will continue blocking if nothing is done to understand the abnormality of those who constantly drink in everyday life. The work was based on qualitative methodologies such as case study, having been selected for the AA your research, semi-structured interviews with the group members, systematic observation of AA meetings and document analysis used by its frequenters
Palavras-chave: Alcoolismo
Alcoólicos Anônimos
Normas sociais
Organização do cotidiano
Alcoholism
Alcoholics Anonymous
Social norms
Organization of Everyday life
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Ciências Sociais
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais
Citação: Francisco, Vinícius Nascimento. The return to norm: alcoholism as a product of everyday life. 2015. 104 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2015.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/3679
Data de defesa: 11-Sep-2015
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Vinicius Nascimento Francisco.pdf1 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.