???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/22025
Tipo do documento: Tese
Título: Cultura organizacional e cultura brasileira: lógicas institucionais
Título(s) alternativo(s): Organizational culture and Brazilian culture: institutional logics
Autor: Fernando, Jorge Tenório 
Primeiro orientador: Trevisan, Leonardo Nelmi
Resumo: Nos últimos 15 anos do novo milênio, o Brasil havia conquistado um certo protagonismo na esfera internacional, sobretudo devido a um crescimento econômico expressivo. Não por acaso, o período marcou também uma expansão de empresas brasileiras e latino-americanas para além de suas fronteiras nacionais, dando origem às multilatinas. Ademais, projetou-se em maior medida a cultura brasileira internacionalmente, transmitindo um certo grau de orgulho e aumento da autoestima da população. Essa tese propõe discutir alguns dos principais conceitos associados à cultura organizacional à luz da teoria institucional para examinar elementos culturais relevantes nos níveis governamental, corporativo e pessoal, apontando semelhanças e diferenças no ambiente de trabalho no Brasil em comparação a alguns países da Europa com o objetivo de identificar a possível existência de uma típica cultura organizacional brasileira, como defendido por alguns estudiosos. Foram entrevistados profissionais com vivência no Brasil e na Europa, e utilizou-se análise de conteúdo qualitativa para codificação e categorização de suas experiencias. Os resultados apontaram haver coexistência das lógicas institucionais da família, mercado, religião e profissional gravitando entre os grupos, e presença de traços culturais como flexibilidade, personalismo e desigualdade de poder como elementos marcantes na cultura organizacional, com destaque para o jeitinho como traço preponderante e seu reconhecimento como diferencial do brasileiro para reação rápida diante das adversidades enfrentadas no cotidiano do trabalho
Abstract: Along the years of this new millennium, Brazil has become protagonist in the international realm for an expressive economic growth. Not coincidentally, the period marked also an expansion of Brazilian and Latin American companies beyond the national borders, comprising the multilatinas. Besides, the Brazilian culture and image was overall projected internationally, conveying some degree of pride among locals. This dissertation proposes to address some of the main organizational culture conceptualizations at the light of the institutional logics theories seeking to raise relevant cultural elements on the governmental, corporate and personal levels, complemented by identifying similarities and differences in doing business in Brazil compared to other regions in order to examine and discuss the possible existence of a typical Brazilian organizational culture, as defended by some scholars. Professional with working experience in Brazil and in Europe were interviewed, and qualitative content analysis was employed to codification and categorization of their narratives. Results pointed to the coexistence of family, market, religion and professional institutional logics gravitating across groups as well as the presence of cultural traits such as flexibility, personalism and power inequality as chief elements of the organizational culture, with emphasis on jeitinho as a predominant trait vis-à-vis its recognition as a Brazilian differential tool to face adverse situations in the working environment
Palavras-chave: Cultura organizacional
Lógicas institucionais
Cultura - Brasil - Aspectos sociais
Corporate culture
Institutional logics
Culture - Brazil - Social aspects
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ADMINISTRACAO
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Faculdade de Economia, Administração, Contábeis e Atuariais
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Administração
Citação: Fernando, Jorge Tenório. Cultura organizacional e cultura brasileira: lógicas institucionais. 2018. 140 f. Dissertação (Mestrado em Administração) - Programa de Estudos Pós-Graduados em Administração, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2018.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/22025
Data de defesa: 28-Feb-2019
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Administração

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Jorge Tenório Fernando.pdf2,04 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.