???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/21453
Tipo do documento: Dissertação
Título: Construção da sonoridade do coro amador: estratégias utilizadas por regentes
Autor: Silva, Ana Paula Guimarães 
Primeiro orientador: Silva, Marta Assumpção de Andrada e
Resumo: Introdução: ao considerar que 90% dos coros no mundo são amadores e que na maioria das vezes esses não recebem orientação de um professor de canto, cabe, na maioria dos casos, apenas ao regente a conduta do preparo vocal dos coralistas e a atribuição de uma sonoridade coletiva. Objetivo: verificar as estratégias utilizadas por um grupo de regentes de coro amador para a construção da sonoridade de seus coros. Método: trata-se de uma pesquisa observacional transversal descritiva. Foi elaborado um questionário para o estudo com base na literatura e na experiência das pesquisadoras, dividido em três partes: identificação da amostra, caracterização do coro amador analisado e investigação a respeito da sonoridade. A seleção dos sujeitos aconteceu por meio da técnica snowball e o critério de inclusão foi: ter mais de 18 anos, ser regente de coro amador com experiência mínima de dois anos e estar em atividade de regência no grupo escolhido por no mínimo seis meses. Para as respostas sobre a forma de trabalho com a sonoridade foram criadas cinco categorias com os termos mais recorrentes. Foi realizada análise estatística descritiva dos dados por meio de frequências absolutas e relativas. Resultados: a amostra foi finalizada com 65 regentes, 58.5% do sexo masculino e 41.5% do feminino, com a média de idade de 42.2 anos e desses 64.6% possuíam dez ou mais anos de carreira. Sobre a característica do coro amador, a maioria eram de música popular (70.8%), com 10 a 20 integrantes (38.5%) e faixa etária entre 31 a 40 anos (30.8%). Na construção da sonoridade destacou-se a categoria de aspectos técnicos com 42.4%, na sequência empatadas com 19.2% aspectos relacionados a intepretação e aspectos de percepção musical, e por último, aspectos relacionados ao corpo/ respiração com 10.1%. A maioria (70.8%) dos regentes relataram dificuldades para conseguir a sonoridade desejada. Conclusão: o grupo de regentes analisados utilizou como estratégias para trabalhar sonoridade majoritariamente aspectos técnicos: vocalizes; técnica vocal; aquecimento e ressonância
Abstract: Introduction: in considering that 90% of the choirs in the world are amateurs and that most of the time they do not receive guidance from a vocal coach, in most cases, only the conductor is responsible for the vocal preparation of the choristers and the attribution of a collective sound. Objective: to verify the strategies used by a group of amateur choir conductors to construct the sonorities of their choirs. Method: This is a descriptive cross-sectional observational study. A survey was prepared for the study based on the literature and the experience of the researchers, divided into three parts: identification and characterization of the sample, characterization of the analyzed amateur choir and investigation on the choral sonority. The selection of the subjects was given by the snowball technique and the inclusion criteria was to be at least 18 years older, to be regent of amateur choir with minimum experience of two years and to be ruling the group for at least six months. For the answers on the form of work with the sonority were created five categories with the most recurrent terms. A descriptive statistical analysis was performed using absolute and relative frequencies. Results: the sample was finalized with 65 regents, 58.5% male and 41.5% female, with a mean age of 42.2 years and 64.6% of them had ten or more years of career. About the characteristic of the amateur choir, the majority were popular music (70.8%), with 10 to 20 members (38.5%) and age group between 31 to 40 years old (30.8%). In the construction of the sonority, the category of technical aspects was highlighted, with 42.4%, followed by tunes with 19.2% aspects related to the interpretation and aspects of musical perception, and lastly, aspects related to body / breathing with 10.1%. The majority (70.8%) of the regents reported difficulties to achieve the desired sonority. Conclusion: the group of regents analyzed used as strategies to work sound mainly technical aspects: vocalizes; vocal technique; warm-ups and resonance
Palavras-chave: Treinamento da voz
Canto coral
Som
Voice training
Choral singing
Sound
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::FONOAUDIOLOGIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Faculdade de Ciências Humanas e da Saúde
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Fonoaudiologia
Citação: Silva, Ana Paula Guimarães. Construção da sonoridade do coro amador: estratégias utilizadas por regentes. 2018. 57 f. Dissertação (Mestrado em Fonoaudiologia) – Programa de Estudos Pós-Graduados em Fonoaudiologia, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2018.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/21453
Data de defesa: 30-Aug-2018
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Fonoaudiologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Ana Paula Guimarães Silva.pdf962,36 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.