Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/21209
Tipo do documento: Tese
Título: O brincar na educação infantil com base em atividades sociais, por um currículo não encapsulado
Título(s) alternativo(s): Playing in childhood education based on social activities aiming at an unencapsulated curriculum
Autor: Teles, Fabricia Pereira 
Primeiro orientador: Magalhães, Maria Cecilia Camargo
Resumo: Esta tese, de modo geral, investiga o brincar na reorganização do currículo de uma escola de Educação Infantil, localizada na cidade de Parnaíba-PI, antes e durante o desenvolvimento de um projeto organizado com base em Atividades Sociais (LIBERALI, 2009, 2012, 2015). A pesquisa discute o desenvolvimento de novos modos de agir de professoras e crianças, na escola, a partir de conceitos e ações centrais para a Educação Infantil, abordando, de modo central, o brincar e as atividades sociais em que as crianças participam e, nesse contexto, apropriam-se da cultura, assumem posições e tornam-se agentes (STETSENKO; HO 2015). O currículo por Atividades Sociais (AS) possibilita que professores e crianças apreendam conhecimentos historicamente produzidos, bem como, novos modos de agir que (re)significam a vida na escola e na sociedade. À vista disso, dois grandes eixos são basilares à discussão teórica e teórico-metodológica desta tese: o brincar no currículo da Educação Infantil e a proposta de reorganização curricular por meio de Atividades Sociais. As discussões quanto ao conceito de currículo são feitas com base em Apple (1982), Sacristán e Pérez Gómez (1998), Silva (2011), Kuhlmann Jr (2003), Kramer (2014) Oliveira (2010, 2015), Barbosa e Horn (2008), Barbosa et all (2016). O conceito de brincar considera as referências de Brougère (1998, 2003) e Kishimoto (1994, 1996) para o diálogo centrado nas teorias de Vigotski (1933/2007), Elkonin (1978/2009) e discussões de Newman e Holzman (2014), Stetsenko (2015, 2016), entre outros de base vigotskiana. O primeiro eixo enfoca o currículo em relação às concepções e valores presentes nos modelos de práticas adotadas, na escola, acerca do brincar na infância. O segundo propõe a superação de uma base tradicional de currículo, na Educação Infantil, ao apresentar uma nova proposta organizada com base em Atividades Sociais, apoiada nos pressupostos da Teoria da Atividade Sócio-Histórico-Cultural (VIGOTSKI, 1930/2004; 1934/2007, LEONTIEV, 1972/2004; ENGESTRÖM, 2002, 2013, entre outros). Este estudo - inserido na área da Linguística Aplicada, que entende a linguagem como implicada na vida social (MOITA LOPES, 2006), especificamente, na vida escolar de adultos e crianças, - tem como escolha metodológica a Pesquisa Crítica de Colaboração (PCCol) (MAGALHÃES, 2012; 2007, 2014), por entender a investigação como um processo intencional de compreensão e transformação, organizada pelos movimentos de contradição e colaboração, que incidem na criação de Zonas de Desenvolvimento Proximal (VIGOTSKI, 1930/2007). Os dados da investigação, produzidos a partir de encontros de formação, planejamentos, aulas e performances (brincadeiras), fotografias e vídeos foram analisados com base na perspectiva argumentativa da linguagem (LIBERALI, 2013) articulada à multimodalidade (KRESS, 2010). Ao buscar explicitar e compreender a organização e o movimento da atividade do brincar, antes e durante o projeto por AS, as análises revelaram que a implementação do projeto, na instituição de Educação Infantil de Parnaíba-PI, propiciou novos modos de agir, conceber e viver o brincar de adultos e crianças. Tais aspectos foram orientadores de práticas educacionais transformadas, viabilizadas pelas novas compreensões sobre o direito de brincar na escola, não exclusivamente como um lazer, mas de relevância primordial à infância e ao processo de ensino-aprendizagemdesenvolvimento humano. As transformações subsidiaram, posteriormente, o fortalecimento prático-teórico da proposta curricular da instituição, contexto da pesquisa
Abstract: This doctorate dissertation, in general, investigates play in the reorganization of the curriculum of a school of early childhood education, located in the city of Parnaíba-PI, before and during the development of a project organized based on social activities (LIBERALI, 2009, 2012, 2015). The research discusses the development of teachers and children’s new ways of acting at school, based on early childhood education central concepts and actions, addressing, in a central way, the play and the social activities in which the children participate, and in this context, approppriate of their culture, take positions and become agents (STETSENKO; HO 2015). The Social Activities curriculum enables teachers and children to grasp historically produced knowledge, as well as new ways of acting that (re) signify life in school and in society. In view of this, two main axes are basic to the theoretical and theoretical-methodological discussion of this essay: playing in the curriculum of early childhood education and the proposal of curricular reorganization through social activities. The discussions about the concept of curriculum are based on Apple (1982), Sacristán and Pérez Gómez (1998), Silva (2011), Kuhlmann Jr (2003), Kramer (2014) Oliveira (2010, 2015), Barbosa and Horn (2008), Barbosa et al. (2016). The concept of play considers the references of Brougère (1998, 2003) and Kishimoto (1994, 1996) to the dialogue centered on the theories of Vigotski (1933/2007), Elkonin (1978/2009) and discussions of Newman and Holzman (2014), Stetsenko (2015, 2016), among others of vigotskiana base. The first axis focuses on the curriculum in relation to the conceptions and values present in the models of practices adopted at school about play in childhood. The second proposal is to overcome a traditional curriculum based in early childhood education presenting a new proposal based on social activities, supported by the assumptions of Socio-Historical-Cultural Theory (VIGOTSKI, 1930/2004, 1934/2007, LEONTIEV, 1972/2004, ENGESTRÖM, 2002, 2013, among others. This study - inserted in the area of Applied Linguistics, which understands language as implicated in social life (MOITA LOPES, 2006), specifically in the school life of adults and children - has the methodological choice of Critical Collaboration Research because it understands the research as an intentional process of understanding and transformation, organized by the contradiction and collaboration movements, which focus on the creation of proximal development zones (VIGOTSKI, 1930/2007). The research data, produced at training meetings, planning, classes and performances (jokes), photographs and videos were analyzed based on the argumentative perspective of language (LIBERALI, 2013) articulated to multimodality (KRESS, 2010). In an attempt to explain and understand the organization and movement of the activity of play, both before and during the project by social activities, the analyzes revealed that the implementation of the project at the Parnaíba-PI early childhood institution provided new ways of acting, conceiving and living the play by adults and children. These aspects guided the transformation of educational practices, made possible by the new understandings about the right to play in school, not as a leisure, but as an important element for purposes of teaching-learningdevelopment with primordial relevance to the respect of childhood. The transformations subsidized, afterwards, the strengthening of the curricular proposal of the institution, context of the research
Palavras-chave: Educação infantil
Brincadeiras
Atividades criativas na sala de aula
Early childhood education
Play
Creative activities and seat work
Área(s) do CNPq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LINGUISTICA::LINGUISTICA APLICADA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Faculdade de Filosofia, Comunicação, Letras e Artes
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem
Citação: Teles, Fabricia Pereira. O brincar na educação infantil com base em atividades sociais, por um currículo não encapsulado. 2018. 216 f. Tese (Doutorado em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem) - Programa de Estudos Pós-Graduados em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2018.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/21209
Data de defesa: 26-Abr-2018
Aparece nas coleções:Programa de Estudos Pós-Graduados em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Fabricia Pereira Teles.pdf3,55 MBAdobe PDFThumbnail

Baixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.