???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/20396
Tipo do documento: Dissertação
Título: Prevenção de suicídio: estratégias para modificar a percepção e o conhecimento de estudantes de Medicina
Título(s) alternativo(s): Suicide prevention: strategies to change perception and knowledge of Medical students
Autor: Picarelli, Cristiane Cacossi 
Primeiro orientador: Rodrigues, Cibele Isaac Saad
Resumo: Introdução: O suicídio é importante problema de saúde pública mundial. Segundo a Organização Mundial da Saúde, no ano de 2012 a taxa de suicídio foi aproximadamente 800 mil mortes, o equivalente a um suicídio a cada 40 segundos. As tentativas de suicídio são ainda mais prevalentes. Dentre os principais fatores de risco destacam-se a presença de transtorno mental e a tentativa de suicídio prévia. Sabe-se que a prevenção de suicídio é possível e não deve ser tarefa apenas de profissionais da saúde especializados. Assim, reconhece-se o papel fundamental do médico generalista para os planos de prevenção. É necessário saber identificar fatores de risco e de proteção, além de se trabalhar as crenças errôneas que traduzem muitas vezes atitudes e pensamentos enraizados repletos de preconceitos e julgamentos. Um bom momento de capacitação desses profissionais é durante a graduação médica. Objetivo: O presente estudo tem por objetivo avaliar a percepção e o conhecimento do estudante quintanista da Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde (FCMS) da PUC-SP em relação ao tema suicídio – pré e pós a utilização de metodologias ativas de ensino-aprendizagem – e capacitá-los para a realização da abordagem adequada. Materiais e métodos: Trata-se de um ensaio clínico de temática educativa, não controlado e não pareado, quantitativo, prospectivo, descritivo, analítico e de intervenção. Foi aplicado o Questionário sobre a Atitude Frente ao Comportamento Suicida (QuACS), já validado, acrescido da obtenção de dados sociodemográficos. A capacitação foi realizada através de duas etapas: 1ª) apresentação de trechos de filmes escolhidos sobre o tema, com posterior problematização e debate; 2ª) dramatização de situações reais sobre suicídio. Para análise dos questionários utilizou-se o Statistical Data Analysis (SPSS) versão 17.0 e foram realizados os testes de Kolmogorov-Smirnov e Wilcoxon. Resultados: A amostra foi constituída por 87 estudantes quintanistas da FCMS da PUC-SP durante o estágio curricular de Psiquiatria, predominantemente composta por mulheres, raça branca, aproximadamente 24 anos, classe média alta e católica. Após a capacitação, verificou-se uma redução significante dos sentimentos negativos diante do paciente que apresenta tentativa de suicídio e uma melhor percepção da capacidade profissional para lidar com esse paciente. Já as ideias em relação ao direito ao suicídio pouco se alteraram. Discussão: Com a capacitação houve mudança na percepção e melhora no conhecimento sobre o tema e foi possível reverter crenças errôneas. Estudantes percebem-se mais capazes em reconhecer o paciente que apresenta risco de suicídio e sentem-se mais seguros em oferecer cuidado. Conclusão: É possível promover mudanças positivas na percepção e no conhecimento do estudante frente ao tema suicídio, através do uso de metodologias ativas de ensino-aprendizagem
Abstract: Introduction: Suicide is a critical global public health issue. According to the World Health Organization, in the year 2012 the suicide rate reached approximately 800 thousand deaths, the equivalent of one suicide every 40 seconds. Suicide attempts are even more prevalent. Among the main risk factors there are the presence of mental disorder and the previous suicide attempt. It is known that suicide prevention is possible and should not be the task of only specialized health professionals. Hence, it is recognized the fundamental role of the general practitioner for prevention plan. It is necessary to be able to identify risk and protection factors, as well as to work on the erroneous beliefs often translated into attitudes and deep-rooted thoughts full of prejudices and judgments. A good time to prepare these professionals is during their medical graduation. Objective: The objective of this study is to evaluate the perception and knowledge of the fifth-year student of the Faculty of Medical Sciences and Health (FCMS-PUC/SP) regarding to the subject of suicide – prior and later to the use of active teaching-learning methodologies – and enable them to carry out the appropriate approach. Materials and methods: This is an educational, uncontrolled and unpaired, quantitative, prospective, descriptive, analytical and interventional clinical trial. A validated Suicide Behavior Attitude Questionnaire (SBAQ) was administered, along with the acquisition of sociodemographic data. The training was carried out through two stages: 1st) presentation of selected film clips on the theme, with subsequent problematization and debate; 2nd) dramatization of real situations about suicide. The Statistical Data Analysis (SPSS) version 17.0 was used to analyze the questionnaires, and the Kolmogorov-Smirnov and Wilcoxon tests were also administered. Results: The sample consisted of 87 fifth-year students from the FCMS-PUC/SP during the Psychiatry curriculum, predominantly Caucasian women, about 24 years old, upper middle class and Catholic. After the training, there was a significant reduction of negative feelings towards the patient who presented suicide attempt and a better perception of the professional capacity to deal with this patient. The conception about the right to suicide has hardly changed. Discussion: With the training, there was a change in perception and improvement in knowledge about the issue and it was possible to reverse erroneous beliefs. Students perceive themselves to be more capable of recognizing the patient who is at risk for suicide and feel more secure in providing care. Conclusion: It is possible to promote positive changes in students’ perception and knowledge regarding suicide through the use of active teachinglearning methodologies
Palavras-chave: Suicídio - Prevenção
Estudantes de Medicina
Educação Médica
Suicide - Prevention
Medical students
Medical Education
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação nas Profissões da Saúde
Citação: Picarelli, Cristiane Cacossi. Prevenção de suicídio: estratégias para modificar a percepção e o conhecimento de estudantes de Medicina. 2017. 86 f. Dissertação (Mestrado em Educação nas Profissões da Saúde) - Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação nas Profissões da Saúde, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Sorocaba, 2017.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/20396
Data de defesa: 23-Aug-2017
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação nas Profissões da Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Cristiane Cacossi Picarelli.pdf1,74 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.