???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/19932
Tipo do documento: Dissertação
Título: A estrutura organizacional do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL)
Autor: Morais, Marcelo Maurício de 
Primeiro orientador: Araújo, Rafael
Resumo: O objetivo desta dissertação é fazer uma análise do processo de formação e institucionalização do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL), a fim de verificar sua estrutura organizacional, bem como compreender como um partido surgido no âmbito parlamentar pode se propor como referência da esquerda brasileira. Percebemos essa premissa uma vez que o Partido dos Trabalhadores, desde que assumiu a Presidência da República, se distanciou de seu modelo originário abrindo espaço para outros partidos tornarem-se referência da reorganização da esquerda nacional. Este trabalho se justifica dada a importância que o PT adquiriu ao longo dos anos como um partido de massa que se propunha como representante da classe trabalhadora e dos marginalizados do país, e pela sua proposta revolucionária de transformar a estrutura da sociedade brasileira, equacionando assim, a insistente desigualdade social provocada ao longo dos anos. Analisando o processo de ruptura com o PT e a formação do PSOL, podemos observar que ao longo dos dez anos de sua formação, o partido tem se posicionado como uma agremiação representante da classe trabalhadora mesmo que ainda em pequenos setores da população brasileira. Tais características se revelam muitas vezes contraditórias, uma vez que o Partido Socialismo e Liberdade surge no âmbito parlamentar, e por isso mesmo tem certa dificuldade para se inserir nos movimentos sociais e populares da sociedade brasileira. Dado que seu modelo originário, ao contrário de seu partido originário, não está nos movimentos sociais, o PSOL nasce dentro dos marcos institucionais representativos, enquanto que o Partido dos Trabalhadores tem sua origem extraestatal. Como fonte para esse trabalho utilizamos documentos, entrevistas, jornais partidários, noticiários, atas de reuniões e atas do Congresso Nacional, que possibilitaram vislumbrar suas diretrizes políticas bem como sua estrutura organizacional. Para completar o trabalho utilizamos ampla bibliografia que permitiu dar fundamento teórico aos nossos questionamentos
Abstract: The objective of this dissertation is to make an analysis of the training process and institutionalization of the Partido Socialismo e Liberdade (PSOL), to verify his organizational structure as well as understand how this political party emerged under parliamentarian can be propose as reference of left wing political in Brazil. We realize this premise once the Partido dos Trabalhadores (PT), since assuming the Presidency of the Republic, has distanced his originating model and making other spaces for political parties become a reference of the reorganization of the national left. This dissertation justified for the importance that the PT has acquired over the years as a mass political party which proposed as representative of the working class and the others marginalized in the country, and its revolutionary proposal to transform the structure of Brazilian society, equating the insistent social inequality over the years. Analyzing the process of rupture with the PT and the formation of the PSOL, we can observe that over the ten years of his formation, the political party has positioned himself as a party representative of the working class, even if in small sectors of the Brazilian population. Such features are often contradictory, since the Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) comes within parliament, and so even has some difficulty to insert social and popular movements of Brazilian society. His originally model, unlike his originated political party, it’s not in social movements, the PSOL begins in the institutional representative landmarks, while the Partido dos Trabalhadores has his origin extra-government. As a source for this dissertation we use documents, interviews, newspaper supporters, news, proceedings of meetings, and proceedings of the National Conference, which made it possible to glimpse their policy guidelines as well as its organizational structure. To complete this dissertation we use wide bibliography that allowed give theoretical basis to our questions
Palavras-chave: Partido Socialismo e Liberdade (PSOL)
Partidos políticos - Brasil
Institucionalização
Bureaucracy
Institutionalization
Political parties
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Faculdade de Ciências Sociais
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais
Citação: Morais, Marcelo Maurício de. A estrutura organizacional do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL). 2017. 136 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) - Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2017.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/19932
Data de defesa: 3-Mar-2017
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Marcelo Maurício de Morais.pdf1,64 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.