???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/19506
Tipo do documento: Dissertação
Título: #Naoesqueceocelular: pais, filhos e smartphones
Título(s) alternativo(s): #Don’tforgetyourcellphone: parents, children and smartphones
Autor: Cabral, Mayara da Silva Peghim 
Primeiro orientador: Souza, Rosane Mantilla de
Resumo: É sabido que a adesão e incorporação das Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs) alteraram no mundo todo, os padrões de comportamento, relacionamento pessoal e familiar. Particularmente o smartphone, que é chamado de aparelho inteligente por suas características como acesso à internet e sistemas operacionais, tem sido utilizado pela maioria da população incluindo crianças e adolescentes. Diariamente seu uso torna-se cada vez mais pessoal e através do download de aplicativos, são utilizados para diversas finalidades dificultando a medição dos pais. Estima-se que até 2018 no Brasil, o número de smartphones em uso atinja a marca de 268 milhões de aparelho e, portanto, sua utilização seja cada vez mais presente também no seio das famílias. Esta pesquisa qualitativa procurou identificar com os pais e responsáveis de crianças e adolescentes de 7 a 17 anos, os tipos de uso das TICs no lar e caracterizar quais seriam os riscos que os filhos se deparariam ao utilizar um smartphone e o que imaginavam que eles entendiam por risco e proteção na internet. Através de dois momentos diferentes, a pesquisa contou com a participação 52 pais que responderam um questionário online contendo 19 questões múltipla escolha e 3 questões do tipo abertas analisadas descritivamente. No segundo momento, outros 27 pais participaram presencialmente de uma palestra e deixaram depoimento por escrito que foram submetidos a análise de conteúdo. Como principais resultados, destacou-se que todo grupo familiar faz uso das TICs em vários momentos da rotina e todos os membros possuem seu próprio smartphone. Existe uma preocupação a respeito dos riscos presentes no acesso e uso dos aparelhos devido sua conexão com a internet e evidenciou-se que pais se colocam de forma passiva em meio a utilização dos smartphones. Ressalta-se os riscos, porém não percebem as potencialidades que o uso proporciona. Os pais esperam que a escola seja mediadora e exerça papel informativo em relação aos temas de educação e TIC. Com sua característica interativa, a utilização dos smartphones pelas crianças e adolescentes nos sugerem que tanto as famílias como diferentes profissionais devam desempenhar papel protetivo e ativo diante delas através de diálogos e discussões
Abstract: It is known that the accession and incorporation of (ICTs) Information and Communication Technologies have changed worldwide, patterns of behavior, personal and family relationships. Particularly the smartphone, which is called a smart phone by its features such as, Internet access and operating systems, has been used by most of the population including children and adolescents. Daily its usage becomes increasingly personal and, through the application downloads, are used for various purposes making it difficult to measurement of parents. It is estimated that by 2018 in Brazil, the number of smartphones in use reaches the 268 million unit mark and therefore their use is increasingly present also within families. This qualitative research sought to identify with the parents and guardians of children and adolescents 7-17 years the types of ICT use in the home and characterize what are the risks that their children would face when using a smartphone and what they thought they understood for risk and protection on the internet. Through two different times, the survey was attended 52 parents who answered an online questionnaire containing 19 multiple choice questions and three open type questions analyzed descriptively. In a second moment, another 27 parents attended in person a lecture and left written testimony that were subjected to content analysis. As main results, stood out that all the family group makes use of ICTs at various moments of the routine and all members have their own smartphone. There is a concern about the risks present in the access and use of the devices because of its connection to the internet and it was evidenced that parents act in a passive way amid the use of smartphones. We emphasize the risks, but do not perceive the full potential that the use provides. The parents expect the school to be a mediator and exert information role in relation to education and ICT issues. With its interactive feature, the use of smartphones by children and adolescents suggests us that families as different professionals should play protective and active role with them through dialogues and discussions
Palavras-chave: Internet e mediação parental
Smartphones e família
TICs e crianças
Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC)
Internet and parental mediation
Smartphones and family
ICTs and children
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Faculdade de Ciências Humanas e da Saúde
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica
Citação: Cabral, Mayara da Silva Peghim. #Naoesqueceocelular: pais, filhos e smartphones. 2016. 88 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia: Psicologia Clínica) - Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2016.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/19506
Data de defesa: 8-Nov-2016
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Mayara da Silva Peghim Cabral.pdf855,89 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.