???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/1949
Tipo do documento: Dissertação
Título: A intuição e a mística do agir religioso, a partir do pensamento de Henri Bergson: memória, determinismos e utopia
Autor: Alves, Robson Medeiros
Primeiro orientador: Ponde, Luiz Felipe
Resumo: Nesta dissertação de mestrado, intitulada como A intuição e a mística do agir religioso, a partir do pensamento de Henri Bergson: memória, determinismos e utopia , vamos proceder a uma reflexão sobre uma realidade do agir religioso. Este tem sido produto de uma forte influência da inteligência, que o tem tornado preso à observância de determinismos moralizantes, que tolhem a liberdade desse agir, liberdade esta que o espírito dá ao corpo para agir. Com isso, iremos ressaltar o predomínio, no tempo cronológico, da religião estática, como o veículo de comunicação com o sagrado. Disso decorre uma série de repercuções diretas na duração existencial, que nem manifestam consciência, nem realizam vida. Sobretudo porque distanciam o transcendente da realidade existencial. Assim sendo, se faz premente a presença de uma religião dinâmica, que liberte o agir humano para interagir espiritualmente na vida. Isso somente se faz real, por conta da intuição que, ao penetrar no agir humano, na inteligência, irá impulsionar a vida pela expansão da mística, trazendo ao momento presente a constatação de que o ser humano já participa da eternidade. A mística, então, como presença do eu profundo, do espírito agindo no mundo, vai comunicar o ser à vida, elucidando a consciência. E isso se desenvolverá de tal maneira, que através do agir dos místicos e das místicas, a vida social se tornará mais espiritualizada. A realidade da existência concreta de um agir religioso, que ajuda a escrever a história humana, é mais do que uma constatação, é a identificação de que, pela religião, podemos ter um caminho por onde a espécie humana marcha em frente, considerando-se expressão divina num tempo que é eterno
Abstract: In This master s interpretation, entitled The Intuition and Mystique of Religious Activities, from the Perspective of Henri Bergson: Memory, Determinism and Utopia , We shall bring ourselves to reflect upon and verify the reality of our religious practice. Such activities have been the product of strong, intellectual influence, by which they are shackled to the observance of moralizing determinism, which hold back from religious practice the liberty which the spirit communicates to the body to express. In this way, we shall emphasize the predomince of passing time in the Static Religion as a vehicle of communication with the Supreme. From that point onwards, a series of direct repercussions in existential duration, wich do not manifest consciousness nor express themselves, come to be. Above all, this is because they distance Transcendence from existential reality. Thus, we have to conclude that by such urging, the existence of a religious dynamic develops, which allows human activity to interact spiritually in life. This urging only becomes real due to intuition which, upon penetrating human intelligence and activity, stimulates one s life through the expansion of the mystic, bringing verification to the present moment that one already participates in eternity. This mystic experience, then, as a presence of the deep self, of the living spirit in this world, will communicate life to the self, elucidating consciousness. This will develop in such a way that, by the agency of such mystically endowed beings, social life will become further spiritualized. The reality of the concrete exitence of a religious act, which takes part in the making of human history, is more than a verification. It establishes that, through religion, we can find a road by which the human species can march forward, considering itself a divine expression in the midst of eternal time
Palavras-chave: alma e corpo
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Ciências da Religião
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciência da Religião
Citação: Alves, Robson Medeiros. A intuição e a mística do agir religioso, a partir do pensamento de Henri Bergson: memória, determinismos e utopia. 2001. 250 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Religião) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2001.
Tipo de acesso: Acesso Restrito
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/1949
Data de defesa: 30-Mar-2001
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciência da Religião

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Robson Medeiros Alves.pdf1,17 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.