???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/18960
Tipo do documento: Tese
Título: A morte e o homem: circum-navegações nas incertezas da vida
Título(s) alternativo(s): Death and men: circumnavigations on the uncertainties of life
Autor: Bastos, Cláudio Roberto Fontana 
Primeiro orientador: Carvalho, Edgard de Assis
Resumo: O objetivo desta tese é pensar a dialogia morte vida sob o prisma da complexidade. A obra O Homem e a Morte constitui um eixo hermenêutico das leituras e análises para a compreensão do tema. Ela não se restringe ao campo da tanatologia nem perde sua raiz antropológica e sua condição reflexiva. O itinerário que seguimos, num primeiro momento, trata a dialogia “vida- morte” como embrião do pensamento complexo. A dialógica da morte e sua reforma pela via do pensamento complexo ligam-se intimamente à reforma da vida e à reforma da sociedade. O segundo momento trata da aproximação de Edgar Morin com o pensamento de Paul Ricœur. O texto central é Vivo até a morte, manuscrito póstumo, em que há as experiên-cias de perda na autobiografia do autor e a sua influência na construção de seu pensamento. Desenvolvemos os temas da memória, do esquecimento do luto como vias que possibilitem uma brecha de reflexão pautada nas incertezas e que possibilitam a crítica e enfrentamentos da morte entendida de maneira disjuntiva à vida. O terceiro momento aponta as reflexões para o além da morte. Trata-se dos prolongamentos da vida, dos progressos da ciência, da amortalidade tão marcadas nas reflexões de Morin e que Ricœur demonstra nos temas da memória, esquecimento e luto uma maneira de permanecer vivo até a morte. Ricoeur atribui aos vivos a tarefa de assumir e perpetuar o desejo de ser. Nas situações extremas de horror e angústia, o resgate da memória e da história adquirem força e potencialidades que vão além da morte comum. Os temas da salvação e da ressurreição são tratados no âmbito da visão judaico-cristão por Morin e sob o prisma antropológico e hermenêutico de Ricœur. Ambos apostam na vida e oferecem seus próprios apontamentos biográficos como ciência que apos-ta nas paixões, na esperança e na ética da solidariedade
Abstract: This thesis aims at considering the “death and life” dialogy under the perspective of com-plexity. The work Humanity and death constitutes an hermeneutic part of the reading and analyses held for the understanding of the subject. Such work is not restricted to the field of thanatology and does not lose its anthropological root, as well as its reflexive condition. At first, the itinerary we followed considers the “life and death” dialogy as an embryo of the complex thinking. The dialogy of the death and its reform by means of the complex thinking are closely related to the reform of life and the reform of society. The second moment adres-ses Edgar Morin’s approach towards Paul Ricœur’s thinking. The main text is Living up to dead, posthumous manuscript, in which are the losses experiences in the author’s autobio-graphy and their influence in the building of his thinking. We developed the subjects me-mory, forgetfulness of the grief as means to a reflexion based on uncertainties and that allow the criticism and the facing of the death seen as being separate from life. The third moment points to the reflections about the afterdeath. It is about the prolongations of life, the progress of Science, the immortality, so present in Morin’s reflections, and Ricœur demonstrates, in the subjects memory, forgetfulness and grief, a way of staying alive until death. Ricœur assigns the living ones the task of accepting and spreading the will of being. In the extreme situations of horror and anguish, the retrieving of memory and history acquires strength and potentialities that go beyond the ordinary death. The themes of salvation and resurrection are treated within the Judeo-Christian view by Morin and under Ricœur’s anthropologic and hermeneutic perspective. Both believe in life and offer their own biographical notes as a Science which believes in passions, in hope and in the ethics of solidarity
Palavras-chave: Vida/morte
Memória
Esquecimento
Luto
Life/death
Memory
Forgetfulness
Grief
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Faculdade de Ciências Sociais
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais
Citação: Bastos, Cláudio Roberto Fontana. A morte e o homem: circum-navegações nas incertezas da vida. 2016. 132 f. Tese (Doutorado em Ciências Sociais) - Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2016.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/18960
Data de defesa: 10-Jun-2016
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Cláudio Roberto Fontana Bastos.pdf18,66 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.