REPOSITORIO PUCSP Teses e Dissertações dos Programas de Pós-Graduação da PUC-SP Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Social
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.pucsp.br/jspui/handle/handle/17142
Tipo: Tese
Título: Homofobia internalizada: o preconceito do homossexual contra si mesmo
Autor(es): Antunes, Pedro Paulo Sammarco
Primeiro Orientador: Sandoval, Salvador
Resumo: Ao longo da história a homofobia foi sendo construída. Ela é uma das bases que sustenta as estruturas de poder e todo o funcionamento social em muitos povos. Cinco foram os dispositivos sociais que interditaram o comportamento homossexual: os hábitos, as tradições, a religião, o sistema jurídico e ciências biomédicas. A feminilidade é cuturalmente associada à homossexualidade em homens. A homofobia é composta de alguns elementos, tais como: machismo, heteronormatividade, heterossexismo e misoginia. No processo de socialização ela é introjetada por todas as pessoas, independente da sua orientação sexual. Porém, o impacto tende a ser maior quando acontece aos homossexuais, recebendo o nome científico de homofobia internalizada. Para esta pesquisa, procuramos entrevistar somente homens que admitissem sentir atração afetivo/sexual por outros homens. Nossos colaboradores têm idades de 20 a 60 anos. Eles pertencem a diversos níveis sociais, econômicos e escolares. Estes sujeitos foram contatados e convidados a participar do estudo por meio de redes sociais da internet voltadas ao segmento LGBT. As entrevistas foram enviadas aos sujeitos por correio eletrônico e divididas em três partes. As duas primeiras tiveram maior ênfase em aspectos quantitativos. A terceira parte investigou somente em aspectos qualitativos. Por meio das 150 entrevistas realizadas, verificamos os níveis de homofobia encontrados e alguns dos prováveis impactos referentes ao processo de sua internalização. Estes estão correlacionados ao desenvolvimento psicossocial, dinâmica de saída, retorno ou permanência no armário , crenças religiosas, corpo, normas de gênero, terminologias sexuais, saúde mental, suicídio, uso/abuso/adição às drogas, comportamento sexual de risco, relacionamentos afetivo-conjugais entre homens, violência doméstica, envelhecimento e velhice de homens homossexuais. A importância de medir a homofobia internalizada está no seu impacto negativo sobre a saúde destes indivíduos, bem como os custos gerados a todo sistema social. Além disto, tanto a homofobia institucionalizada, como a internalizada violam os direitos fundamentais da Declaração Universal dos Direitos Humanos e da Constituição Federal, tais como: liberdade, igualdade, dignidade, respeito, integridade e segurança
Abstract: Throughout history homophobia has been built. It is one of the bases that sustains the power structures and all social functioning in many populations. Five were social devices that interdicted homosexual behavior: the habits, traditions, religion, the legal system and biomedical sciences. Femininity is culturally associated with homosexuality in men. Homophobia is made up of some elements, such as: machismo, heteronormativity, heterosexism and misogyny. In the process of socialization it is internalized by all people, regardless of their sexual orientation. However, the impact tends to be higher when it happens to homosexuals, receiving the scientific name of internalized homophobia. For this research, we tried to interview only men who admitted feeling emotional/sexual attraction to other men. Our respondents are aged 20 60 years. They belong to different social, economic and educational levels. These subjects were contacted and invited to participate in the study through the internet social networks aimed at LGBT segment. Interviews were sent to individuals by electronic mail and divided into three parts. The first two were more emphasis on quantitative aspects. The third part investigated only on qualitative aspects. Through 150 interviews, we reached the internalized homophobia score level for each individual and some of the impacts related to the process of its internalization. These are usually related to psychosocial development, dynamics of "exit, return or stay in the closet," religious beliefs, body, gender norms, sexual terminology, mental health, suicide, use/abuse/addiction to drugs, sexual risk behavior, relationships, marriage between men, domestic violence, aging and elder gay men. The importance of measuring internalized homophobia is at its negative impact on the health of these individuals, and the costs generated to the whole social system. In addition, both the institutionalized homophobia, as the internalized violate the fundamental rights of the Universal Declaration of Human Rights and the Brazilian Constitution, such as: freedom, equality, dignity, respect, integrity and security
Palavras-chave: Homofobia internalizada
Heteronormatividade
Preconceito
Machismo
Internalized homophobia
Heteronormativity
Prejudice
Machismo
CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA::PSICOLOGIA SOCIAL
Idioma: por
País: BR
Editor: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da Instituição: PUC-SP
metadata.dc.publisher.department: Psicologia
metadata.dc.publisher.program: Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Social
Citação: Antunes, Pedro Paulo Sammarco. Homofobia internalizada: o preconceito do homossexual contra si mesmo. 2016. 433 f. Tese (Doutorado em Psicologia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2016.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/17142
Data do documento: 3-Mar-2016
Aparece nas coleções:Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Social

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Pedro Paulo Sammarco Antunes.pdf2,96 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.