???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/15124
Tipo do documento: Dissertação
Título: Experiência de psicólogos em plantão psicológico: introduzindo o atendimento a famílias
Título(s) alternativo(s): Psychologists s experience on psychological attendance: bringing about attending families
Autor: Barra, Tiago Yehia de La 
Primeiro orientador: Macedo, Rosa Maria Stefanini de
Resumo: Esta dissertação tem por objetivo refletir sobre a experiência de psicólogos plantonistas que realizam atendimentos no LEFE (Laboratório de Estudos em Fenomenologia Existencial e Prática em Psicologia), na USP (Universidade de São Paulo), propondo uma modalidade de atendimento: o Plantão Psicológico com grupos familiares, sendo que os plantonistas participantes dessa pesquisa não tinham prévio conhecimento da teoria Sistêmica. Ao longo do trabalho aborda-se uma descrição do Plantão Psicológico realizado na perspectiva fenomenológica existencial, uma leitura da evolução dos modos de ser família e as possibilidades de cuidados oferecidos às famílias nos dias de hoje. A pesquisa foi realizada de acordo com uma metodologia qualitativa. A análise das entrevistas foi realizada a partir de uma visão da Teoria Sistêmica. Foram entrevistados cinco psicólogos plantonistas e articularam-se alguns elementos apresentados em cada narrativa, expressando uma compreensão aproximada com outros elementos das outras narrativas. Estes, reunidos sob uma nomeação significativa na direção da experiência vivida pelos plantonistas, constituíram categorias que dialogaram com leituras teóricas. Concluiu-se que a prática exercida pelo psicólogo não goza de definições claras quanto a todas as suas possibilidades, principalmente se consideradas as novas demandas sociais. O psicólogo vai para a prática com um conhecimento fragmentado e a expectativa de uma clínica tradicional, dualista e privada, muito afastada das necessidades atuais da comunidade. Quando lançado a uma modalidade que rompe com aquilo que para ele é conhecido, precisaria ter abertura e disponibilidade para lidar com a angústia. Deste modo, ele abrir-se-ia para novas possibilidades do seu fazer. A escritura deste trabalho abriu uma série de questões que ainda estão longe de chegar a um consenso, requerendo mais pesquisas
Abstract: The aim of this dissertation is to reflect upon the experience that psychologists have when on duty at LEFE (Laboratório de Estudos em Fenomenologia Existencial e Prática em Psicologia-Laboratory of Studies in Existential Phenomenology and Practice in Psychology) at USP (University of Sao Paulo) suggesting a kind of attendance: the psychological attendance to family groups. However, the psychologists in attendance that took part in the experiment didn‟t have any previous knowledge of the systemic theory. During the work we took up a description of the psychological attendance carried through the phenomenological existential perspective, an interpretation of the ways of being a family and the possibilities of caring offered to the current families. A qualitative methodology was used in the research. The analysis of the interviews was done in the light of the systemic theory. Five on duty psychologists were interviewed and we found out some elements in common in all the narratives. These elements gathered, appointed towards the experience the psychologists had been through and constituted categories that dialogued with theoretical reading. It was concluded that the practice the psychologist uses, doesn‟t follow clear definitions in relation to all possibilities, mainly when all the new social demands are taken into consideration. The psychologist waits on people having a fragmented knowledge and the expectation of a traditional practice, dualist and private far from the needs of the current community. When the psychologist faces a condition which breaks up with what he knows, he should be more open and available to deal with anguish, opening himself to new possibilities of performance. Writing this work led us to a series of questions which are far from reaching a consensus and thus require more research
Palavras-chave: Famílias
Plantão psicológico
Atendimento
Families
Psychological attendance
Treatment
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Psicologia
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica
Citação: Barra, Tiago Yehia de La. Psychologists s experience on psychological attendance: bringing about attending families. 2012. 158 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2012.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/15124
Data de defesa: 7-May-2012
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tiago Yehia de la Barra.pdf1,18 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.