Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/13460
Tipo do documento: Dissertação
Título: "A ciência e a verdade": a psicanálise proposta como uma ciência no texto de Jacques Lacan
Autor: Grostein, Sandra Arruda 
Primeiro orientador: Beltran, Maria Helena Roxo
Resumo: A presente pesquisa visa a localizar no texto A Ciência e a Verdade, de Jacques Lacan, publicado em 1966, os argumentos com que ele justifica a vocação científica da psicanálise, e, principalmente, mostra que esta se insere no campo da ciência por meio do sujeito. Procurando, além disso, analisar se essas justificativas são consistentes e em que elementos se apoiam. A investigação está dividida em três partes, que correspondem a três capítulos da Dissertação, as quais têm os seguintes focos: o sujeito da ciência, o objeto da psicanálise e a vocação científica da psicanálise. Para aproximar a psicanálise da ciência, Lacan, no texto base, recusa, no entanto, incluir a psicanálise no bojo das ciências humanas. Em face disso, este trabalho objetiva encontrar, mediante o estudo da crítica, empreendida por Lacan, ao homem como objeto da ciência, o debate com a psicologia, implícito no texto. O argumento de que há equivalência entre o sujeito da ciência e o inconsciente freudiano é outro foco desta pesquisa. Buscar-se-á identificar, na leitura das referências freudianas apresentadas por Lacan no texto base, a coerência desta argumentação. Chega-se à conclusão de que a psicanálise tinha, e continua tendo, como na visão de Lacan, de enfrentar dois grandes obstáculos para localizar-se no campo científico: o primeiro, dizendo respeito ao debate, que se dá, em seus termos próprios, na ciência, sobre a questão do objeto, e o segundo, acerca da diferenciação em relação à psicologia, que visa a incluí-la em seu conjunto, na medida em que busca a unidade enquanto campo do saber
Abstract: The following research aims to find in the text Science and Truth, by Jacques Lacan, published in 1966, the arguments with which he justifies the scientific vocation of psychoanalysis and most importantly, shows that it is located in the field of science through the subject. Searching beyond this, to analyze if these justifications are consistent and to identify through which elements they are supported. The investigation is divided into three parts, which correspond to the three chapters of the dissertation, which have the following focus: The subject of science, the object of psychoanalysis and the scientific vocation of psychoanalysis. To bring together science and psychoanalysis, Lacan, in the main text, refuses to include psychoanalysis in the area of human science. Considering this, the research aims to find, through the study of the criticism completed by Lacan, of man as the subject of science, the debate with psychology, implicit in the text. The argument that there is equality between the subject of science and the Freudian unconscious is another focus of this research. Searching to identify the consistency of this argument through the Freudian references that Lacan is examining in the main text. Concluding that psychoanalysis had, and still has, as in Lacan s view, to face two big challenges to be included in the scientific field: the first has to do with the question of the object and the second deals with the differentiation between psychoanalyses and psychology, that the latter seeks to include the first in its set, since it claims for a unity in its field of knowledge
Palavras-chave: Sujeito da ciência
Objeto da psicanálise
Ensino lacaniano
Descontinuidade em história da ciência
Subject of science
Object of psychoanalysis
Lacanian theory
Discontinuity in history of science
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::HISTORIA::HISTORIA DAS CIENCIAS
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: História da Ciência
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em História da Ciência
Citação: Grostein, Sandra Arruda. "A ciência e a verdade": a psicanálise proposta como uma ciência no texto de Jacques Lacan. 2010. 83 f. Dissertação (Mestrado em História da Ciência) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2010.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/13460
Data de defesa: 27-Mai-2010
Aparece nas coleções:Programa de Estudos Pós-Graduados em História da Ciência

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Sandra Arruda Grostein.pdf359,4 kBAdobe PDFThumbnail

Baixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.