???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/13199
Tipo do documento: Dissertação
Título: Todos somos brasileiros: políticas, sensibilidades e representações estabelecidas no período Vargas (1937-1946)
Autor: Mastroeni, Rosana Eva Eksterman 
Primeiro orientador: Rago Filho, Antonio
Resumo: Este trabalho tem como principal objetivo problematizar as interpretações do período varguista à luz da construção e da significação de Getúlio no imaginário social, elaboradas entre os anos de 1937 a 1946. Embora o recorte temporal seja um tanto longo, a sua extensão se deve ao fato de este trabalho procurar problematizar tanto a construção da ideologia do Estado Novo por meio dos discursos de Getúlio Vargas, como também a construção de sua imagem via os discursos de Alexandre Marcondes Filho difundidos pelo rádio, bem como as formas com que a população respondeu a estas elaborações por intermédio de correspondências oriundas de diversas regiões brasileiras destinadas a Vargas. O que se objetiva é responder a questionamentos como: Como foi possível a construção de uma representação tão popular a partir de uma figura pública? Como se articula a relação entre público e privado nas construções imaginárias?
Abstract: This work has as its main objective to question the interpretations of the Vargas period in light of the construction and meaning of Getúlio in public fancy, elaborated between years 1937 to 1946. Although the timeline is somewhat long, its length is due to the fact that this work is seeking to question both the construction of the ideology of the New State by means of the speeches of Getúlio Vargas, as well as the construction of his image through the speeches of Alexandre Marcondes Filho broadcast by the radio, as well as the forms in which the population responded to these elaborations by means of correspondence coming from various Brazilian regions intended for Vargas. The purpose is to answer questionings like: How was it possible the construction of such a popular representation as of a public figure? How is the relationship between public and private articulated in the imaginary constructions?
Palavras-chave: Era Vargas
Identidade
Imaginário coletivo
Identity
Collective fancy
Marcondes Filho, Alexandre -- 1892-1974
Vargas, Getulio -- 1883-1954
Brasil -- Politica e governo -- 1930-1945
Identidade social -- Brasil
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::HISTORIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: História
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em História
Citação: Mastroeni, Rosana Eva Eksterman. Todos somos brasileiros: políticas, sensibilidades e representações estabelecidas no período Vargas (1937-1946). 2009. 261 f. Dissertação (Mestrado em História) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2009.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/13199
Data de defesa: 27-Nov-2009
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em História

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Rosana Eva Eksterman Mastroeni.pdf39,14 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.