???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/13062
Tipo do documento: Dissertação
Título: A praça João Pinheiro: cidade, memórias e viver urbano - Pouso Alegre, 1941-1969
Autor: Ishimura, Juliano Hiroshi Ikeda 
Primeiro orientador: Peixoto, Maria do Rosário da Cunha
Resumo: Na dissertação intitulada A Praça João Pinheiro: Cidade, memórias e viver urbano. Pouso Alegre, 1941-1969 , é tecida uma reflexão sobre as intervenções urbanísticas de grande impacto, na Praça João Pinheiro, que tornaram-se o mote para o desenvolvimento desta pesquisa. As muitas histórias e memórias levantadas nos depoimentos de usuários, freqüentadores e representantes do poder público municipal, associados a outros documentos escritos como a imprensa, as Atas da Câmara Municipal e as memórias escritas, revelaram significados múltiplos que essa Praça teve para a cidade e sua vida cotidiana. Os efeitos das intervenções no modo de ver e vivenciar o espaço são fundamentais neste trabalho. Busquei estabelecer um diálogo constante com diferentes tipos de fontes, cujo objetivo maior foi construir uma história multifacetada daquele território, capaz de desmistificar as imagens que pesavam sobre a Praça, dona de valores e regras próprias. Uma cultura da saúde e da infância marcou a Praça João Pinheiro e seus arredores. O peso das idéias higienistas, a repressão da sexualidade feminina e as manipulações ideológicas mostram que instituições como os Parques Infantis e os Dispensários são mais do que lugares de lazer e aprendizado, são locais de disciplina e reclusão. Repleta de disputas e alianças sociais, a pesquisa, dividida em três partes, revelou gostos e sensibilidades que, por vezes, não são mais visíveis no cotidiano da cidade atual. A primeira parte pesquisada refere-se ao processo de ocupação e criação da Praça João Pinheiro, que se deu no inicio do século XX. O outro momento foi o da criação e instalação do Parque Infantil Major Dornelles , na primeira metade da década de 1940. Por último, procurei o processo de criação da Estação Rodoviária e da sede da Prefeitura Municipal, que se deu no final da década de 1960
Abstract: In dissertation intitled The Plaza João Pinheiro: city, memory and live urban.Pouso Alegre city, 1941-1969. sews together a reflection about the urban interventions of significant impact, in the Plaza João Pinheiro, became the theme for the development of this research project. The many histories and memories recounted in interviews with users, passers-by, and the city s public sector representatives, interwoven with other documents both written as the press, the act of Municipal Chamber and written-memory reveal the varied meanings the plaza, has had for the city and your s everyday life. Fundamental to this study are the effects of this intervention on the way of to see and living with the plaza as a space. I searched therefore establish a continuous dialogue with different kinds of legal, whose objective of making up a multi-faced history of that territory, able to desconstruct the several images that were attached to the Plaza, with its own rules and values. A culture of health and infancy it marked the Plaza João Pinheiro and its outskirts. The weight of hygienist ideas the repression of feminine sexuality and the ideological manipulations show that such institutions as the Infantile Parks and the Dispensaries they are more of the one than leisure and learning places, they are local of disciplines and reclusion. Replete of social disputes and alliances, the research, divided in three parts, besides disclosing and feelings, some of which cannot be seen in the daily life of the city nowadays. The first part searched deals with the process of occupation and building of Plaza João Pinheiro, which was done in the beginnings of the XX century. Another one of the moments was the proposal and installation of the Infantile Park Major Dornelles , in the first half of the 1940 s. For the last on it was I looked for to examine the process of establishing the bus station and the town hall headquarter in the final years 1960 s
Palavras-chave: Cidade
Memória
City
Memory
Oral history
Experience
Historia oral
Parque Infantil Major Dornelles (Pouso Alegre, MG)
Praca Joao Pinheiro (Pouso Alegre, MG)
Pouso Alegre, MG -- Historia
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::HISTORIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: História
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em História
Citação: Ishimura, Juliano Hiroshi Ikeda. A praça João Pinheiro: cidade, memórias e viver urbano - Pouso Alegre, 1941-1969. 2008. 170 f. Dissertação (Mestrado em História) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2008.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/13062
Data de defesa: 19-May-2008
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em História

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Juliano Hiroshi Ikeda Ishimura.pdf2,22 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.