???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/1273
Tipo do documento: Dissertação
Título: Gestão do risco cambial via instrumentos de derivativos: estudo de caso de uma empresa do setor automotivo
Título(s) alternativo(s): Exchange rate risk management via derivatives instruments: an automotive company case study research
Autor: Martinho, Mauricio José Afonso
Primeiro orientador: Securato, José Roberto
Resumo: Nos últimos 6 anos, a taxa de câmbio no Brasil vem apresentando elevada volatilidade, decorrente principalmente do fim da fixação da paridade cambial, a partir do início de 1999, e da conseqüente implementação de uma política de flexibilização da oscilação dos preços das moedas. Dentro desse contexto, empresas que detenham ativos e passivos atrelados à variação da taxa de câmbio, e não possuam políticas de hedge, ficam sujeitas ao risco de exposição cambial, isto é, seus resultados operacionais e financeiros tendem a apresentar forte dependência do comportamento das taxas de câmbio. Uma das formas de redução do risco de exposição às flutuações das paridades cambiais é a utilização de instrumentos de derivativos, cujas negociações no mercado nacional, durante o período citado acima, também apresentaram um crescimento expressivo. A aplicação dessas operações na gestão de risco cambial é o objetivo maior deste trabalho. Procurou-se aqui, uma metodologia que considerou variáveis quantitativas e qualitativas visando comprovar a eficiência das transações de derivativos na redução da exposição à volatilidade da taxa de câmbio. Para alcançar este objetivo, foi desenvolvida uma pesquisa que pode ser dividida em duas etapas principais. Na primeira buscou-se o levantamento, através de pesquisa bibliográfica, das principais características dos instrumentos de derivativos cambiais, considerando o mercado nacional, assim como da importância da gestão do risco financeiro nas empresas que apresentem exposição cambial. A segunda etapa, foi dedicada ao estudo de caso que levou em consideração a análise conjunta de todas as operações de hedge realizadas por uma companhia do setor automotivo e atuante no mercado nacional, assim como dos ativos e passivos motivadores dessas transações, a partir do ano de 1998, período em que a mesma empresa passou a ficar mais exposta à volatilidade cambial. Por fim, a análise dos resultados das transações de hedge combinada ao produto dos ativos e passivos, objetos de proteção, demonstrou que os objetivos definidos pela empresa, no início das operações, foram atingidos, ou seja, os instrumentos de derivativos revelaram-se como ferramentas eficientes para a gestão do risco cambial da companhia
Abstract: During the last six years, the exchange rate in Brazil has been presenting a high volatility, mainly due to the end of exchange rate fixing, in the beginning of 1999, and due to the consequently implementation of a policy which provided the exchange rate prices flexibility. Within this context, companies that hold assets and liabilities linked to the exchange rate variation, and do not have a hedge policy, will be liable to the exchange rate risk exposure, that is, their financial results tend to present straight dependence to the exchange rate variation. One of the manners to reduce the exchange rate risk exposure is the utilization of derivatives instruments, which internal market negotiations also presented a meaningful increase, during the period mentioned above. The applying of these deals in the exchange rate risk management is the main objective of these research. Thus, it was looked for a methodology which considers quantitative and qualitative variables aiming to confirm the effectiveness of the derivatives deals in reducing the exposure to the exchange rate volatility. To achieve this objective, it was developed a research that can be divided in two main steps. Firstly, it was obtained, by a bibliographic search, the mainly characteristics of the derivative instruments linked to exchange rate, considering the national market, as well as the financial risk management importance in companies that present exchange rate risk exposure. Secondly, it was selected a case study research which considers all hedge transactions done by an automotive company, performing in the internal market, and also the assets and liabilities that motivate these deals as from 1998, period in which the company began to present an exposure increase to the exchange rate volatility. At the end, the analysis of the hedge transactions results combined to the products of the assets and liabilities, object of the protections, demonstrated that the objectives defined in the beginning of the deals by the company were attained, meaning that the derivative instruments revealed themselves as efficient tools to the company exchange rate risk management
Palavras-chave: derivatives
risk management
Derivativos (Finanças)
hedge
gestão de risco
Área(s) do CNPq: CNPQ::OUTROS
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Administração
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Administração
Citação: Martinho, Mauricio José Afonso. Exchange rate risk management via derivatives instruments: an automotive company case study research. 2005. 162 f. Dissertação (Mestrado em Administração) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2005.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/1273
Data de defesa: 16-May-2005
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Administração

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Mauricio Jose Afonso Martinho.pdf6 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.