???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/12643
Tipo do documento: Tese
Título: Nos subterrâneos da revolta: trajetórias, lutas e tensões na Cabanagem
Autor: Pinheiro, Luís Balkar Sá Peixoto 
Primeiro orientador: Matos, Maria Izilda Santos de
Resumo: Recuperando trajetórias e tensões diferenciados no interior da Cabanagem, o trabalho busca romper com tradicionais visões uniformizadoras do movimento cabana, apresentando-o como heterogêneo e multifacetado. Investiga a composição das fileiras rebeldes a partir das listas de prisioneiros do navio-prisão "Defensora", tomadas como base por onde se pretende aprofundar a compreensão das ações insurgente e propor uma revisão geral dos significados até então atribuídos à rebelião. Acompanhando as contradições internas que segmentavam e opunham facções distintas nos grupos dominantes na sociedade do Grão-Pará, investiga o conteúdo nativista e regionalista trazido ao movimento pelas lideranças "brancas" de proprietárias e fazendeiros, salientando suas limitações quanto a possibilidade de incorporação das demandas oriundas dos segmentos populares. Enfatiza essas contradições a partir da recuperação dos discursos, bandos e proclamações expedidas pelas três lideranças cabanas (Félix Malcher, Francisco Vinagre e Eduardo Angelim) que conseguiram chegar ao poder, assumindo tanto a tarefa de consolidar-se no poder provincial, impondo-se a Corte do Rio de Janeiro, quanto a de reprimir e sufocar violentamente as manifestações populares que Ihes negavam apoio e reconhecimento. Ao analisar autonomamente a multiplicidade da ação popular insurgente, recusa enquadrá-las como manifestações espontâneas, instintivas e inconsequentes, propondo entende-las como o resultado de deliberações auto-conscientes, onde tanto o tipo de ação empregada quanto os alvos escolhidos nessa ação, derivavam diretamente das contradições alicerçadas na base das relações de opressão e controle social, cotidianamente experimentadas pelos segmentos populares da sociedade paraense
Abstract: Retrieving trajectories and differentiated tensions in the interior of the "Cabanagem", this work seeks to breack up with the traditional uniformizing visions of the Cabano movement, presenting it as heterogeneous and multifaceted. It researches the composition of the insurgent ranks starting with the prisoner lists of the jail-ship Defensora, taking those lists as basis to deepen the understanding of the insurgent actions and propose a general revision of the meaning up to then imputed to the rebellion. Following the internal contradictions that used to segment and oppose distinct factions to the dominant groups at the Grão-Para society, researches the nativist and regionalist content brought to the movement by the white leaderships of land` owners and farmers, stressing its limitations in what concerns the possibility of incorporating the demands generated from the popular segments. Emphasizes these contradictions beginning with the recovering of speeches, groups and proclamations released by the three "cabanas" leaderships (Félix Malcher, Francisco Vinagre and Eduardo Angelim) who succeeded in reaching the power, taking charge of the task of strengthening themselves in the provincial power, imposing themselves upon the Rio de Janeiro sovereign court, as well as violently curbing and suffocating the public manifestations that denied them the support and acknowledgement. When analyzing autonomously the multiplicity of the insurgent popular action, refuses to classify them as expontaneous, instinctive and inconsequent manifestations, proposing to understand them as the result of self-conscious deliberations, where the type of action as well as the targets chosen in this action, directly originated from the contradictions grounded on the basis of opression and social control relations, experienced daily by the popular segments of the Pará society
Palavras-chave: Amazonia
Movimentos sociais
Revolta popular
Brasil -- Historia -- Cabanagem, 1835-1840
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::HISTORIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: História
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em História
Citação: Pinheiro, Luís Balkar Sá Peixoto. Nos subterrâneos da revolta: trajetórias, lutas e tensões na Cabanagem. 1998. 439 f. Tese (Doutorado em História) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 1998.
Tipo de acesso: Acesso Restrito
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/12643
Data de defesa: 30-Nov-1998
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em História

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Luis Balkar Sa Peixoto Pinheiro.pdf53,82 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.