???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/12611
Tipo do documento: Dissertação
Título: Cuidadoras familiares de idosos dependentes por acidente vascular encefálico: o cuidado e as perdas
Autor: Mazeto, Ingrid Vilardi 
Primeiro orientador: Karsch, Ursula Margarida
Resumo: Este estudo é produto de uma pesquisa realizada pelo grupo Epidemiologia do Cuidador, cujo foco principal é conhecer a realidade de cuidadores familiares de idosos dependentes, na cidade de São Paulo. Trata-se de uma pesquisa longitudinal caracterizada pela coleta de dados em dois momentos diferentes, sendo o primeiro nos anos de 2000 a 2002, para compreender o impacto na vida de pessoas que assumem o papel de cuidador de um familiar idoso dependente. O segundo, que se constitui no primeiro passo metodológico desse estudo, nos anos de 2006 a 2008, com o objetivo principal de buscar compreender os significados do cuidado e das perdas para os cuidadores familiares de idosos dependentes por acidente vascular encefálico (AVE), cujo familiar cuidado havia falecido. Para tanto, se contextualiza teoricamente o universo das cuidadoras familiares, da morte e do luto, direcionando a seleção dos sujeitos e método do presente recorte. Os critérios para inclusão dos sujeitos são: cuidadores familiares de pacientes com 50 anos ou mais, portando seqüelas de AVE com três a seis meses decorridos do episódio, que necessitam dos cuidados, provenientes de hospitais do Sistema Único de Saúde (SUS), residentes na cidade de São Paulo, compondo o universo de 50 casos no primeiro momento (2000 a 2002). Na segunda fase da pesquisa (2006 a 2008), desse universo anteriormente estudado, 13 idosos cuidados haviam falecido, cinco casos se recusaram em participar das entrevistas domiciliares, formando então o grupo pesquisado de 8 mulheres, sendo 6 esposas/viúvas e 2 filhas. As entrevistas domiciliares são realizadas por uma dupla de pesquisadoras através de questionário semi estruturado e diário de campo, configurando informações, dados e percepções sobre as cuidadoras, o familiar cuidado, os significados do papel de cuidar, e das perdas com o adoecimento e a morte da pessoa cuidada. O presente estudo pretende uma aproximação maior com a realidade vivenciada por esposas/viúvas e filhas, desde o momento que assumem o cuidado do familiar idoso dependente, até o término dessa função com a perda por morte desse familiar. A função de cuidar, nesse estudo faz parte do universo feminino, sendo as esposas em maior número, seguidas pelas filhas. Um aspecto negativo para as filhas cuidadoras com a morte do familiar cuidado é a piora da situação financeira, pois não têm direito ao benefício previdenciário como a pensão por morte para as esposas/viúvas. Nesse estudo observamos esposas/viúvas e filhas idosas cuidando de maridos e pais idosos; em alguns casos, tornaram-se idosas ao longo do cuidado desse familiar. O avanço tecnológico e científico possibilita uma maior longevidade aos idosos com seqüelas de AVE e outros agravos crônicos, mostrando um panorama de cuidados prolongados, o que leva à necessidade de, em curto prazo, criar políticas públicas que contemplem as esposas/viúvas e filhas durante o prolongado tempo que dedicam aos cuidados de seus maridos e pais. Para que elas possam receber por esse papel, atenuando seu cansaço, sentindo-se cuidadas para manter sua saúde e se cuidarem, terem possibilidade de melhorar o bem estar de seu familiar, e que elas tenham um acompanhamento profissional em seu período de luto para que possam se reorganizar
Abstract: This study is the product of a survey conducted by the Group of Epidemiology Caregiver, whose primary focus is to know the reality of family caregivers of dependent elderly in the city of Sao Paulo. It is characterized by a longitudinal data collection on two different occasions, the first being in the years 2000 to 2002, to understand the impact on the lives of people who assume the role of caregiver for an elderly dependent family. The second, which constitutes the first step of this methodological study, in the years 2006 to 2008, with the main objective of seeking to understand the meanings of care and loss for family caregivers of elderly dependent vascular accident, whose family care had died. For that it theoretically contextualize the universe of family caregivers, death and mourning, directing the selection of subjects and method of this crop. The criteria for inclusion of subjects are: family caregivers of patients 50 years or more, carrying sequelae of stroke with three to six months after the episode, they need care, from hospitals of the Unified Health System , residents Sao Paulo, composing the universe of 50 cases at first. In the second phase of research (2006-2008), this universe previously studied 13 elderly care had died, five cases were excluded due to refusal of caregivers to participate in the interviews to form the research group of eight women, with six wives / widows and 2 daughters. The household interviews are conducted by a pair of researchers through semi-structured questionnaire and diary, setting information, data and perceptions of the caregivers, family care, the significance of the role of caring, and losses with the illness and death of person cared for. This study aims to more closely aligned with the reality experienced by wives / widows and daughters, from the moment they take care of dependent elderly family until the end of this function with the loss by death of this family. The role of caring in this study is part of the feminine universe, with their wives in greater numbers, followed by daughters. One downside to the daughters caregivers with the death of family care is the worsening financial situation because they have no right to social security benefits such as death pension for wives / widows. In this study we observed wives / widows and daughters caring for elderly husbands and elderly parents and in some cases, have become older during the care of this family. The technological and scientific advances allows for a greater longevity for the elderly with sequelae of stroke and other chronic diseases, showing and overview of long term care, which leads to the need, in short, create public policies that address the wives / widows and daughters the prolonged time spent in the care of their husbands and fathers. So they can receive for this role, relieving your fatigue, feeling cared for and maintain their health care, have potential to improve the well being of your family, and they have a professional accompaniment in her period of mourning for to reorganize
Palavras-chave: Cuidador familiar
Luto
Gerontologia
Family caregiver
Mourning
Gerontology
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::SERVICO SOCIAL
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Gerontologia
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Gerontologia
Citação: Mazeto, Ingrid Vilardi. Cuidadoras familiares de idosos dependentes por acidente vascular encefálico: o cuidado e as perdas. 2010. 119 f. Dissertação (Mestrado em Gerontologia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2010.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/12611
Data de defesa: 2-Aug-2010
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Gerontologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Ingrid Vilardi Mazeto.pdf768,04 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.