???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/11951
Tipo do documento: Tese
Título: Proposta de adaptação dos Indicadores Clínicos de Risco para o Desenvolvimento Infantil (IRDI) para questionário para pais e sua aplicabilidade
Autor: Machado, Fernanda Prada 
Primeiro orientador: Cunha, Maria Claudia
Resumo: Os Transtornos do Espectro Autista (TEA) são considerados distúrbios no desenvolvimento que se apresentam na infância cuja identificação e diagnóstico precoce possibilitam o início das intervenções terapêuticas, melhorando o prognóstico. Objetivos: Adaptar o instrumento IRDI (Indicadores Clínicos de Risco para o Desenvolvimento Infantil) para questionário retrospectivo para pais de crianças de 3;0 a 7;0 anos, aplicá-lo em 2 grupos de sujeitos e avaliar a sua sensibilidade para rastreamento de TEA por meio da comparação com a escala CARS-BR (Childrood Autism Rating Scale). Método: Participaram do estudo 72 sujeitos, familiares de crianças de 2;11 anos a 7;7 anos, divididos em dois grupos: grupo pesquisa (GP) e grupo controle (GC). A proposta de modificação do instrumento IRDI para IRDI-questionário transformou os 31 indicadores (afirmações) do primeiro em perguntas de caráter retrospectivo, dirigidas aos pais em formato auto-aplicável, com respostas em escala Likert. O IRDI-questionário foi aplicado nos dois grupos estudados e a CARS-BR foi aplicada no GC. Os dados foram submetidos à análise estatística - utilizou-se o teste de associação Qui-quadrado e o teste de comparação de médias T-Student para verificar a homogeneidade entre os grupos. Para a validade foi realizado o coeficiente de correlação de Pearson entre o IRDI-questionário e CARSBR, somente para o grupo autista. Na definição do ponto de corte do escore gerado pelo instrumento IRDI-questionário, foi utilizada a curva ROC (Receiver Operating Characteristic) e calculados os valores de sensibilidade, especificidade e valor preditivo positivo (VPP). Na análise de concordância para o IRDI-questionário foi utilizado o coeficiente de Kappa e concordância total. Resultados: O IRDI-questionário mostrou-se de fácil aplicação, rapidez no preenchimento (tempo médio de 15 minutos) e baixo custo. A análise da consistência interna das questões do instrumento pelo alpha de Cronbach apresentou valor de 0,89. A comparação entre os grupos, segundo as respostas dos pais às 31 questões do IRDI-questionário, mostrou diferença estatisticamente significativa em 16 delas, com valor de p<0,05. Na comparação com a CARS-BR, o coeficiente de correlação de Spearman foi de r=0,42, apresentou correlação positiva, estatisticamente significativa entre os resultados de ambos os instrumentos (p=0,011). A análise da curva ROC, identificou uma área de 84,6%, boa performance, estatisticamente significativa (p<0,001). O ponto de corte definido para o IRDI-questionário revelou sensibilidade de 88,9%, especificidade de 63,9% e valor preditivo positivo (VPP) de 71,1%. Considerações Finais: Foi possível verificar que os ítens do questionário recobrem os principais sinais de risco para TEA apontados na literatura. A avaliação da sensibilidade do novo instrumento para fins de rastreamento de TEA, mostrou bons índices (em torno de 90%) a partir do ponto de corte estabelecido no estudo, garantindo que boa parte das crianças com TEA da amostra estudada fossem identificadas com o IRDI-questionário
Abstract: Autism Spectrum Disorders (ASD) are considered developmental disorders that appears in infancy. Early identification and diagnosis enable early intervention. The earlier the child can be identified and treated, the better the long-term outcome. Aim: to adapt the IRDI instrument to retrospective parent report for children from 3;0 to 7;0 years old, administer it in 2 groups and evaluate its sensitivity to screening ASD in comparison with CARS-BR (Brazilian version of Childhood Autism Rating Scale). Method: Participated on the study 72 subjects, parents of children aged from 2;11 to 7;7 years, divided into 2 groups: research group (RG) and control group (CG). The proposed IRDI modification into IRDI-questionnaire, transformed the 31 affirmations from the first into retrospective self-administered questions to parents, with responses in Likert scale. The IRDI-questionnaire was administered in the two groups and the CARS-BR was administered in the CG. The data were submitted to statistical analysis - the chi-square test and the comparison of means test, T-student were used to verify the homogeneity of the groups. For validity, the Pearson's correlation coefficient between IRDI-questionnaire and CARS-BR were performed. A ROC curve was plotted in order to identify the best cut-off point. Sensitivity, specificity and positive predictive value were calculated based on the cut-off point established. In order to study the agreement in IRDI-questionnaire, Kappa s correlation coefficient was calculated. Results: IRDI-questionnaire showed to be easy and quick to administer (average 15 minutes) and with low cost. The internal consistency analysis of the questions calculated by Cronbach s alpha coefficient obtained 0,89 as value. The comparison between the groups by the parents answers to the 31 questions, showed statistically significant difference in 16 questions, with p<0,05. IRDIquestionnaire and CRS-BR comparison by Spearman's correlation coefficient obtained r=0,42, positive correlation, statistically significant between the results of both instruments (p=0,011). The ROC curve plotted identified an area of 84,6%, good performance, statistically significant (p<0,001). The cut-off point established for IRDI-questionnaire indicated sensitivity of 88,9%, specificity of 63,9% and positive predictive value of 71%. Final remarks: we verified that most items of IRDI-questionnaire concerns the main ASD risc signs pointed out in literature. The sensitivity evaluation from the new instrument showed good rates (around 90%), assuring that most children with ASD were identified by IRDI-questionnaire
Palavras-chave: Indicadores clínicos de risco para o desenvolvimento infantil
Transtorno autístico
Speech
Language and hearing sciences
Autistic disorder
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::FONOAUDIOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Fonoaudiologia
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Fonoaudiologia
Citação: Machado, Fernanda Prada. Proposta de adaptação dos Indicadores Clínicos de Risco para o Desenvolvimento Infantil (IRDI) para questionário para pais e sua aplicabilidade. 2013. 115 f. Tese (Doutorado em Fonoaudiologia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2013.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/11951
Data de defesa: 26-Feb-2013
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Fonoaudiologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Fernanda Prada Machado.pdf1,05 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.