???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/11930
Tipo do documento: Dissertação
Título: Aquecimento vocal para o canto erudito: teoria e prática
Autor: Araujo, André Luiz Lopes de 
Primeiro orientador: Santos, Teresa Maria Momensohn dos
Resumo: INTRODUÇÃO: Antes da realização de uma performance, aula ou mesmo de uma intervenção fonoaudiológica, realiza-se uma série de exercícios físicos e vocais. A essa prática, dá-se o nome de aquecimento vocal. OBJETIVO: analisar a teoria e a prática sobre o aquecimento vocal no canto erudito, a partir da ótica de diferentes profissionais da área da voz: professores de canto, cantores e fonoaudiólogos. MÉTODO: O estudo foi realizado com 165 sujeitos das três categorias profissionais: 86 professores de canto, 15 fonoaudiólogos e 64 cantores de ambos os sexos, com idade entre 22 a 70 anos no Brasil e Portugal. Os sujeitos responderam via correio eletrônico, a um questionário fechado composto de dados de caracterização da amostra: sexo, idade, formação, tempo de profissão, e perguntas a respeito do objetivo proposto. Trata-se de uma pesquisa de caráter descritivo, de natureza quantitativa de corte transversal. Após a realização dos procedimentos, os dados coletados foram digitados no programa EPIDATA 3.2. e, posteriormente, submetidos à análises estatísticas por meio do software STATA versão 10.0. RESULTADOS: As tabelas foram organizadas por eixos temáticos e distribuídas pelos grupos de profissionais, que compuseram a amostra deste estudo: 65,1% dos professores de canto, 75% dos cantores e 86,66% dos fonoaudiólogos utilizam aquecimento fisiológico, porém a maioria absoluta dos professores de canto 98%, dos cantores 95,3% e fonoaudiólogos 93,3% utilizam o vocalises como estratégia principal para o aquecimento vocal. CONCLUSÃO: A fundamentação e a prática do aquecimento estão dentro do contexto da oralidade. As estratégias mais utilizadas para realizar o aquecimento vocal pela maioria dos sujeitos pesquisados é o vocalise
Abstract: INTRODUCTION: Before any performance, singing class, or even speech therapy intervention, a series of physical and vocal workouts is done. This practice is called vocal warm-up. OBJECTIVE: The objective of this work is to analyze vocal warm-up theory and practice in classical singing, from the perspective of different voice professionals: singing teachers, singers and speech therapists. METHOD: The study comprised 165 subjects from the three professional categories aforementioned: 86 singing teachers, 15 speech therapists, and 64 singers of both genders, aged between 22 and 70 years, in Brazil and Portugal. The subjects responded to an electronic closed-ended questionnaire characterizing the sample with information on gender, age, education, length of time in the profession and addressing questions related to the substance of this work. This is a quantitative cross-sectional descriptive study. The collected data was fed in EPIDATA 3.2 and, afterwards, statistical analysis was carried out using STATA 10.0. RESULTS: The tables were compiled based on thematic axes and distributed according to the professional groups surveyed: 65.1% of singing teachers, 75% of singers, and 86.6% of speech therapists utilize physiological warm-up, however, the great majority of singing teachers (98%), singers (95.3%), and speech therapists (93.3%) use vocalises as the main vocal warm-up method. CONCLUSION: Both principles and practice of vocal warm-up are placed within the context of oral tradition. The warm-up method mostly adopted by the great majority of the subjects of this study is vocalise
Palavras-chave: Aquecimento vocal
Canto
Voz
Música
Vocal warm-up
Singing
Voice
Music
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::FONOAUDIOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Fonoaudiologia
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Fonoaudiologia
Citação: Araujo, André Luiz Lopes de. Aquecimento vocal para o canto erudito: teoria e prática. 2012. 82 f. Dissertação (Mestrado em Fonoaudiologia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2012.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/11930
Data de defesa: 30-Jul-2012
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Fonoaudiologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Andre Luiz Lopes de Araujo.pdf1,06 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.