REPOSITORIO PUCSP Teses e Dissertações dos Programas de Pós-Graduação da PUC-SP Programa de Estudos Pós-Graduados em Filosofia
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.pucsp.br/jspui/handle/handle/11829
Tipo: Dissertação
Título: As artes liberais e mecânicas: uma via para o conhecimento da sapiência, segundo Hugo de São Vítor
Autor(es): Athayde, Wesley Rodrigues
Primeiro Orientador: Nascimento, Carlos Arthur Ribeiro do
Resumo: Esta dissertação de mestrado descreve os resultados da pesquisa realizada durante o período de dois anos e meio (2007 2009). Na primeira fase deu-se o levantamento de publicações científicas relacionadas à pesquisa, que poderiam ser encontradas tanto no Brasil, como no exterior. Realizou-se um trabalho de leitura, extensiva do Didascálicon de Hugo de São Vítor. O trabalho de leitura estendeu-se também ao livro A doutrina Cristã de Santo Agostinho, pois se percebe que o Didascálicon é uma retomada dessa obra. Finalmente, a apresentação do Didascálicon, em seu conjunto, abordando a composição dos seis livros; três dedicados ao conhecimento das obras do homem e três dedicados ao conhecimento das coisas de Deus. Na segunda fase da dissertação foi investigado o problema envolvido na pesquisa: no século XII, Hugo de São Vítor apresenta nova divisão das artes que constituem a filosofia. O trívio, composto pela gramática, dialética e retórica e o quadrívio, composto pela aritmética, música, geometria e astronomia, deixam de ser o todo que constitui a filosofia e o conhecimento da época e passam a ser parte dessa filosofia. Nessa nova constituição do ensino organizada pelo mestre, a filosofia é dividida em quatro ciências: teórica, prática mecânica e lógica. A ciência teórica, que se divide em teologia, matemática e física, recebe como subdivisão da matemática o quadrívio (astronomia, música, aritmética e geometria). Ainda nessa divisão da filosofia, a ciência prática se divide em individual, privada e pública; a ciência mecânica em fabricação da lã, armamento, navegação, agricultura, caça, medicina e teatro; finalmente, a ciência lógica, que contém as artes do trívio, divide-se em gramática e raciocínio, sendo o raciocínio dividido em demonstração, sofística e prova, contendo esta as outras duas ciências que pertencem ao trívio: dialética e retórica. Nossa pesquisa foi investigar segundo Hugo de São Vítor qual a razão de o quadrívium junto com a teologia e a física constituir uma via especial para se chegar à Mente de Deus. Nesse sentido, Hugo de São Vítor diz que, essas ciências têm o objetivo de investigar a verdade das coisas e tal verdade pertence a Deus; descobrindo-a, chega-se ao conhecimento da Sapiência. Por que Hugo não inclui na constituição dessa via a gramática que pertence à ciência lógica, a dialética e a retórica que pertencem à teoria da argumentação e também à lógica? A tríade prática e as artes mecânicas também são excluídas por ele. Aqui, Hugo responde que tanto a ciência prática, como a mecânica e a lógica, não têm o objetivo de investigar a verdade das coisas, mas sim, de cuidar da vida do homem, ou seja, preservar seu corpo, e tornar mais fácil sua vida na terra. Portanto, a investigação da verdade das coisas é a característica mais importante da tríade teórica que se destaca tanto das outras ciências, de tal maneira que, torna possível àquele que as conhece chegar aos segredos da Sabedoria Divina. Ainda, qual seria o motivo de suma importância para o homem ter de conhecer as ciências e suas respectivas artes? Como observa no decorrer da dissertação, tal conhecimento se faz necessário para que o ser humano possa com conhecimento interpretar os diversos trechos obscuros das Sagradas Escrituras
Abstract: This máster`s dissertation describes the research results in two years and six months period (2007 to 2009). At the first phase has occurred a scientific publication survey related to the research. They could be found in Brazil as outside. A comprehensive reading work has been done of Hugh of Saint Victor Didascalicon. The reading job has included also the book Christian Doctrine by St. Augustin because it is possible to observe that the Didascalicon is a retaking of this work. Finally, the Didascalicon presentation, in all, treating of the six books composition, three of them dedicated to the knowledge of human being works and the rest of them dedicated to the knowledge of God´s things. At the second phase of this dissertation, it has been investigated the problem involved in research; Hugh of Saint Victor in XII century makes a new division the arts, by which philosophy is constituted. The trivium, formed by grammar, dialetic (or logic) and rhetoric, and the quadrivium, consisting of arithmetic, music, geometry and astronomy, are not more all that constitute philosophy and the knowledge of the time and they begin to be a part of philosophy. In the new constitution of education organized by Hugh of Saint Victor, philosophy is divided in four sciences: theoretical, practical, mechanical and logic. Theoretical science, which is divided into theology, mathematics and physics, receives as a subdivision in mathematics, the quadrivium (astronomy, music, arithmetic and geometry). In this new divisions of philosophy practical science is divided in individual, private and public; mechanical science is divided in woollen fabrication art, armament, navigation, agriculture, hunt, medicine and theatre; finally, logical science, which contains the trivium arts, is divided into grammar and reasoning. Reasoning being divided in demonstration, sophistry and proof, wich contains both other sciences wich belong to trivium: dialectic and rhetoric. Our research has been to investigate according to Hugh of Saint Victor why the quadrivium with theology and physics constitute a special way to arrive to God´s Mind. In this sense, Hugh of Saint Victor says that, these sciences have the objective to investigate the truth of things and such truth belong God; discovering them, are reach knowledge of the Wisdom. Why does not Hugh include in the constitution of this way, grammar, which belongs to logical science, dialetic and rhetoric belonging to argumentation theory and also to logic? The practical triad and mechanical arts are also excluded by him. Here, Hugh answers that practical, mechanical and logic science, do not have as objective to investigate the truth of things, but to take care of man s life, preserve his body, and make easier his life in earth. Then, what would be the most important characteristic of the theorical triad, which would become detached from the other sciences, in such a way, as to make possible to their expert to arrive to the secrets of Divine Wisdom is the investigation of the truth of things. And more, which would be the reason of utmost importance for man to know the sciences and their respective arts? As will be observed in the course of the dissertation, such knowledge is made necessary so that the human being can, with knowledge, interpret several obscure passage of Holy Scripture
Palavras-chave: Sapiência
Artes liberais
Artes mecânicas
Wisdom
Liberal arts and
Mechanical arts
Reading
Hugo, de Saint Victor -- 1096?1141 -- Didascalicon de studio legendi
Leitura
Sabedoria
CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::FILOSOFIA
Idioma: por
País: BR
Editor: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da Instituição: PUC-SP
metadata.dc.publisher.department: Filosofia
metadata.dc.publisher.program: Programa de Estudos Pós-Graduados em Filosofia
Citação: Athayde, Wesley Rodrigues. As artes liberais e mecânicas: uma via para o conhecimento da sapiência, segundo Hugo de São Vítor. 2009. 102 f. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2009.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/11829
Data do documento: 3-Nov-2009
Aparece nas coleções:Programa de Estudos Pós-Graduados em Filosofia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Wesley Rodrigues Athayde.pdf577,42 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.