???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/10774
Tipo do documento: Tese
Título: A educação jesuítica e os conflitos de uma missão: um estudo sobre o lugar do jesuíta na sociedade colonial (1580 1640)
Autor: Faria, Marcos Roberto de 
Primeiro orientador: Bittencourt, Circe Maria Fernandes
Resumo: Aprofundar a discussão acerca da prática jesuítica na Província do Brasil no final do século XVI e início do XVII é a preocupação primeira desta tese. Nesse caminho, resgatam-se, inicialmente, os fundamentos da chamada Contra-Reforma e os instrumentos de vigilância que ela pôs em cena, a fim de oferecer ao leitor as condicionantes históricas que perpassaram a atividade dos inacianos no período. Em seguida, recorre-se ao que chamo fundamentos teológico-políticos do modo de proceder jesuítico . Para tanto, destaca-se a trajetória de conversão do fundador da Ordem, Inácio de Loyola, a Bula de criação da Companhia de Jesus, o texto dos Exercícios espirituais e a fundamentação histórica da prática da produção da correspondência jesuítica. Assim, o presente trabalho situa em seu tempo a produção de tais documentos. Contudo, o cerne da tese apresenta-se a partir do Capítulo III, quando se discute a atividade jesuítica na Colônia por meio de uma documentação muito pouco explorada, pesquisada no Archivum Romanum Societatis Iesu em Roma, permitindo ao leitor conhecer a prática dos inacianos na Província do Brasil. Tal prática, a meu ver, foi permeada por conflitos e negociações que se estabeleceram entre os padres, os nativos, os colonos e a direção da Ordem em Roma. Portanto, para falar do lugar do jesuíta na sociedade colonial, torna-se necessário discutir tais conflitos e negociações. Por conseguinte, o trabalho destaca o lugar bastante contestado por Roma e pela sociedade colonial do jesuíta como administrador das aldeias. No meu entender, a origem dos conflitos está no envolvimento dos padres em questões temporais , sobretudo no trato com os nativos nas aldeias. A intenção aqui, entretanto, foi instigar o leitor a uma nova perspectiva com relação à atuação dos jesuítas na Colônia, fundamentalmente porque a fonte de que se faz uso nesta tese é, em grande parte, inédita e de difícil acesso para os pesquisadores brasileiros. Sem apresentar conclusões acabadas, o presente trabalho quis colocar um pouco mais de interrogações sobre quem eram e o que movia os homens de preto que viveram na terra dos papagaios no início da nossa colonização
Abstract: Going deep into the discussion concerning the Jesuit practical in the Province of Brazil in the end of 16th century and beginning of the 17th is the main concern of this thesis. In this way, initially, the beddings of the named Counter-Reformation and the vigilance devices that it put in scene were rescued, in order to offer to the reader the historical conditionings that run through the activity of the ignatians in the period. After that, it is resorted the named theological-political beddings of the Jesuit proceeding way . In such a way, it is pointed the conversion trajectory of the founder of the Order, Ignacio de Loyola, the foundation bull of the Society of Jesus, the text of the Spiritual Exercises and the historical fundamentation of the practices of Jesuit correspondence production. Thus, this research points out the production of such documents at their times. However, the axis of the thesis is presented from Chapter III, when the jesuit activity at the Colony is discussed through a little explored documentation, researched at the Archivum Romanum Societatis Iesu in Rome, allowing to the reader knowing the practical of the ignatians in the Province of Brazil. Such practice, in my opinion, was permeated by conflicts and negotiations that were established among the priests, the natives, the colonists and the direction of the Order in Rome. Therefore, speaking about the place of the Jesuit in the colonial society, it becomes necessary to discuss such conflicts and negotiations. Thus, the research detaches the place so contested by Rome and the colonial society of the Jesuit as administrator of the villages. In my opinion, the origin of the conflicts is in the involvement of the priests in secular questions , principally in the treatment with the natives in the villages. The intention here, however, was to instigate the reader to a new perspective related to the performance of the Jesuits in the Colony, basically because the source researched in this thesis is, to a great extent, unknown and of difficult access for the Brazilian researchers. Without presenting finished conclusions, the current research wanted to establish a few more questions about who was and what motivated the men of black who lived at the land of the parrots in the beginning of our settling
Palavras-chave: Missão
Jesuits
Mission
Education
Counter-reformation
Jesuitas -- Educacao
Jesuitas -- Missoes -- Brasil
Contra-reforma
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Educação
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação: História, Política Sociedade
Citação: Faria, Marcos Roberto de. A educação jesuítica e os conflitos de uma missão: um estudo sobre o lugar do jesuíta na sociedade colonial (1580 1640). 2009. 314 f. Tese (Doutorado em Educação) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2009.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/10774
Data de defesa: 7-Dec-2009
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação: História, Política Sociedade

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Marcos Roberto de Faria.pdf3,63 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.