???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/10688
Tipo do documento: Dissertação
Título: Magistério e cultura: a formação cultural dos professores e sua percepção das potencialidades educativas dos museus de arte
Autor: Cruz, Livia Lara da 
Primeiro orientador: Vicentini, Paula Perin
Resumo: Essa pesquisa tem por objetivo analisar as relações existentes entre a formação cultural dos professores do ensino fundamental II e médio da rede estadual de São Paulo e suas percepções acerca das potencialidades educativas dos museus de arte. Tendo como principal referencial teórico o sociólogo francês Pierre Bourdieu e seu conceito de capital cultural, pretendeu-se apreender em que medida a formação cultural dos professores pode ou não determinar uma relação mais fértil com os museus de arte. Para tanto, entre os meses de setembro e novembro de 2007 foram aplicados questionários acerca da origem social, formação escolar e profissional, informações sobre hábitos de lazer e cultura e opinião sobre museus e exposições de arte a dois grupos distintos de professores. O grupo 1 incluiu vinte professores que, durante o ano de 2007, agendaram espontaneamente mais de uma visita monitorada para seus alunos no Museu Lasar Segall, localizado no bairro da Vila Mariana, zona sul da cidade de São Paulo. O grupo 2 incluiu outros vinte professores, que agendaram visitas monitoradas no Museu Lasar Segall devido à participação da escola em um projeto financiado pela Secretaria da Educação do Estado de São Paulo e que não voltaram ao Museu até o fim de 2007. A análise dos resultados obtidos permitiu a percepção de aproximações entre os dois grupos no que diz respeito à sua origem social, mas diferenças em relação à instituição de formação e a relação mantida com os bens culturais de uma maneira geral, e mais especificamente, com o museu de arte. Os professores do grupo 1 (espontâneo) declararam ter um maior acesso, desde a infância, a bens culturais tais como livros, cinema, biblioteca e museu. Advindos majoritariamente de universidades públicas do Estado de São Paulo, esses professores puderam citar com mais precisão o nome do último livro lido ou alguns de seus artistas plásticos favoritos; são eles que acessam a Internet mais freqüentemente, já viajaram para outro país e visitam museus com mais freqüência. Os professores do grupo 2 (projeto), cujo acesso aos bens culturais desde a infância mostrou-se menor, cursaram faculdades privadas (algumas fora da cidade de São Paulo), tiveram mais dificuldade em citar nome de livros lidos ou de artistas preferidos, dificilmente acessam a Internet, nunca viajaram para fora do Brasil e para dois deles, a visita ao Museu Lasar Segall foi a primeira visita a um museu. Assim, um aspecto a ser observado diz respeito a relevância que a instituição formadora (as públicas, com maior renome acadêmico e as privadas, geralmente com menor prestígio na área educacional) possui na constituição de um hábito de freqüência a espaços culturais; entretanto, é fundamental considerar a importância que a ação familiar e, conseqüentemente, os hábitos culturais na infância têm sobre a possibilidade dos indivíduos acessarem os bens culturais quando mais velhos, e o modo como isso será feito. Nas entrevistas realizadas com dois professores do primeiro grupo, foi possível apreender algumas estratégias desenvolvidas por famílias que, embora fracamente dotadas de capital escolar ou capital cultural, contribuem para apropriação dos objetos culturais por parte de seus filhos, seja valorizando a escolarização e o papel da escola, seja servindo como intermediário entre a cultura considerada legítima e as crianças
Abstract: This report of research has the objective of presenting an analysis of the collected data for the realization of a study that pretends to analyze the existent relations between the cultural formation of the basic school and high school teachers, that work at the public education system of São Paulo, and their perceptions of the art museums education potentiality. Having as main theoretical reference the french sociologist Pierre Bourdie and his concept of cultural capital, i intended to apprehend in which way the cultural formation of the teachers can or not determinate a better relationship with the art museums. For that reason, between the months of september and november of 2007 questionnaires were applied to two groups of distinct teachers considering their social origin, scholar and professional formation, information about habits of leisure, culture and opinion about museums and art exhibitions. The group 1 included twenty teachers, that scheduled spontaneously more than one visit with their students during the year of 2007, having monitorship to the Museu Lasar Segall, seated at the district of Vila Marina ( south area of São Paulo city). The group 2 included another twenty teachers, that scheduled visits to the Museu Lasar Segall having monitorship because of their school s participation at a project financed by the Secretary of Education of the State of São Paulo, and did not come back until the end of 2007. The results permitted to perceive the approximation between the two groups, especially about their social origin, but differences between their relation with the formation institution, the relation kept with state cultural objects and more specifically with the art museum. The teachers of the group 1(spontaneous) declared to have more access, since childhood, to cultural objects such as books, cinema, library and museum. The majority came from public universities of the state of São Paulo, these teachers could tell with more precision the name of the last book that they read or some of theirs favorites plastic artists; and they are also those that access internet more often, have already traveled to other countries and make visits to museums more frequently. The teachers of the group 2(project), whose access to cultural objects since childhood showed to be smaller, were students of private universities (some out of the state of São Paulo), had more difficulties to tell the name of last books that they read or the name of their favorite artists, they do not have access to the internet very often, and never traveled to other countries, and for two of them, the visit to the Museu Lasar Segall was the first visit to a museum. So, the aspect to be observed is to consider which is the importance of the formation institution (the public universities, being more traditional in academic aspects and privates that normally do not receive the same amount of importance in this area) has at the constitution of an habit of frequency at cultural areas; but it is fundamental to consider the importance that family action and, consequently, the cultural habits during the childhood have, the possibilities of them to have access to cultural objects when they are older, and the way that it is made. Considering the interviews that were realized with two teachers of the first group, it was possible to apprehend some strategies developed by families that, even not having much of scholar capital and cultural capital, contributed to an appropriation of the cultural objects for their children, being it to give more importance to the progress in school and what school represents, or being a bridge between a legitimate culture and their children
Palavras-chave: Formação cultural dos professores
Perfil sócio-cultural
Relação escola e museu
Museu Lasar Segall
Cultural formation of teachers
Social-cultural profile
School-museum relation
Museum
Museus -- Aspectos educacionais
Museus de arte
Professores -- Formacao profissional
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Educação
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação: História, Política Sociedade
Citação: Cruz, Livia Lara da. Magistério e cultura: a formação cultural dos professores e sua percepção das potencialidades educativas dos museus de arte. 2008. 123 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2008.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/10688
Data de defesa: 9-Sep-2008
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação: História, Política Sociedade

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Livia Lara da Cruz.pdf571,41 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.