???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/9892
Tipo do documento: Tese
Título: A formação do médico: um debate à luz das diretrizes curriculares nacionais
Título(s) alternativo(s): The physician´s formation: a debate in the light of the national curricular directives
Autor: Beltrame, Registila Libania
Primeiro orientador: Alonso, Myrtes
Resumo: A especialização precoce do profissional de Medicina trouxe prejuízos para a visão holística do ser humano por parte dos médicos e, por conseqüência, à relação médico-paciente. O uso excessivo da tecnologia e de exames de laboratório para diagnóstico encarece sobremaneira o custo da atenção à saúde, sem o aumento da produção de saúde correspondente. Além disso, a atividade médica exercida dessa maneira atenderia aos interesses de setores econômicos que operam no campo da medicina, como as indústrias farmacêuticas e de equipamentos médicos e hospitalares. A impossibilidade de esse modelo de prática médica levar ao acesso universal e eqüitativo da população aos serviços de saúde tornou-se consensual no mundo, o que reforça a necessidade de alterações curriculares no sentido de formar um médico diferenciado, que procure basear seu diagnóstico no histórico do paciente, na anamnese e num exame clínico criterioso. A mudança de paradigma no ensino médico é considerada necessária para promover a formação de profissionais humanistas, críticos e reflexivos, cujas prioridades são a Atenção Primária, promoção à Saúde, prevenção das doenças e que sejam capazes de resolver os casos das doenças prevalentes na comunidade. Esse perfil de profissional é o preconizado pelas Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Medicina, publicadas em 2001. Todavia, os processos de mudanças curriculares visando à formação do médico geral têm enfrentado dificuldades nas escolas. Este trabalho tem como objetivo procurar entender os fatores que dificultam e os que facilitam um processo de mudanças curriculares visando à formação do médico geral com as características citadas acima. No sentido de contextualizar o problema central da pesquisa, inicialmente são mostradas a relevância do médico para a sociedade, as bases do ensino médico e sua evolução, principalmente no nosso país, e a importância do currículo e do professor de medicina na formação. Ficando caracterizada a relevante influência dos professores na formação do médico, os docentes foram escolhidos como sujeitos do estudo, por meio de dois instrumentos de coleta de dados: os questionários, cujas respostas de 32 docentes foram analisadas pelo Discurso do Sujeito Coletivo, e a análise dos episódios observados no cotidiano da escola e considerados relevantes para a solução do problema. São mostrados como fatores que dificultam a implementação de um currículo cujo objetivo é formar um médico com sólida formação geral: falta de embasamento teórico dos docentes na área de Educação; ensino centrado em ambulatórios de especialidades e em hospitais, levando à especialização precoce; disciplinas básicas ministradas por pesquisadores, com práticas não humanizadas, desvinculadas da clínica; fascínio exercido pelo uso de tecnologias (fetichismo da tecnologia); valorização da especialização por parte dos professores na forma de currículo oculto; fragmentação curricular; falta de entendimento da visão social do médico. Entre os fatores encontrados que poderiam facilitar o processo podem ser citados: apoio da diretoria da Instituição ao processo de implementação das mudanças com ações concretas; os docentes concordarem em maioria com o perfil preconizado pelas Diretrizes Curriculares Nacionais; parte dos docentes ser formada na própria Instituição, com grande comprometimento com a qualidade do profissional formado e o ambiente democrático em que as discussões entre os professores ocorrem, levando a uma maior conscientização e sensibilização dos mesmos para promover as mudanças
Abstract: The premature specialization of the Medicine professional brought harm upon the holistic view of the human being by the physician and, as a consequence, upon the physician-patient relationship. The excessive use of technology and laboratory tests for diagnosis overloads the expenses for health care, without the corresponding increase in health production. Furthermore, medical activities practised in such manner would attend to interests of economic sectors that operate in the field of medicine, such as the pharmaceutical and medical and hospital equipment industries. The impossibility for this model of medical practice leading to the universal and equal access of the population to the health services has become a consensus in the world, which reinforces the need for curricular changes in the direction of forming a distinguished physician, that seeks to base the diagnosis on the patients history, anamnesis and a clinical examination with criteria. The change of paradigm in the medical education is considered necessary to promote the mould for humanist professionals, critic and reflective, whose priorities are the Primary Attention, promotion to Health, prevention of Diseases and that are capable of solving the cases of the prevailing diseases in the community. This professional profile is the recommended by the National Curricular Directives of the Medicine Graduation Course, published in 2001. However, the processes of curricular changes intended to the formation of the general doctor have been facing difficulties at schools. This work has as objective trying to understand the factors that make more difficult and those that make easier a process of curricular changes meant for the development of the general physician with the characteristics mentioned above. In the intention of placing the main problem of the research in context, are initially shown the relevance of this professional for the society, the basis of the medical education and its evolution, especially in our country, and the importance of the course programme and the medicine professor in the formation. Being characterized the relevant influence of the professors in the physician formation, they were chosen as subjects of the study, by two methods of data collecting: the questionnaires, of which answers from 32 professors were analysed by the Collective Subject Speech, and the analyses of the episodes observed in the school everyday life and considered relevant for the problem solution. Are shown as factors that make more difficult the implementation of a course programme which objectives to form a physician with solid general formation: lack of theoretic basis of the professors in the field of Education; teaching focused on specialities ambulatories and in hospitals, leading to the premature specialization; basic disciplines instructed by researchers, with non-humanized practices, detached from the clinic; attraction to the use of technologies (technology fetishism); specialization valued by professors in the form of a concealed curriculum; curricular fragmentation; lack of understanding of the social vision of the physician. Among the factors found which could assist in the process might be referred to: support from the Institution board of directors to the implementation process of the changes with tangible actions; the majority of professors to agreeing to the profile promoted by the National Curricular Directives; part of the professors to be formed in the own Institution, greatly compromised to the quality of the formed professional and to the democratic environment in which the discussions between professors occur, conducting to a greater conscience and sensitisation of them to promote the changes
Palavras-chave: Educação médica
Humanização do médico
Medical education
Physician humanization
Medicina -- Estudo e ensino
Educacao medica
Professores de medicina
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Educação
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação: Currículo
Citação: Beltrame, Registila Libania. The physician´s formation: a debate in the light of the national curricular directives. 2006. 228 f. Tese (Doutorado em Educação) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2006.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/9892
Data de defesa: 12-May-2006
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação: Currículo

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
REGISTILA LIBANIA BELTRAME.pdf2,51 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.