???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/9737
Tipo do documento: Tese
Título: Escola de tempo integral ou escola fora do tempo escolar: o caso de Barretos
Título(s) alternativo(s): Full time school or overtime school: the case of Barretos
Autor: Fontana, Silene 
Primeiro orientador: Chizzotti, Antônio
Resumo: O presente trabalho objetiva analisar, por meio de dois estudos de caso, alguns movimentos realizados para a construção do currículo da Educação de Tempo Integral em um contexto educacional formado pela parceria entre duas instituições: uma escola de ensino fundamental, que compreende a dimensão formal da educação e um Centro Social Urbano (CSU), instituição socioeducativa que representa a dimensão não formal da educação, ambos localizados na cidade de Barretos (SP). Este estudo desenvolveu-se a partir da participação no projeto de tempo integral ao observar que os movimentos em direção à organização da referida escola permitiram inferir, inicialmente, um viés entre o formal e o não formal, que se consubstanciou, mais tarde, em uma percepção difusa do processo e do projeto, o que provocou uma abertura para compreender melhor o que é a escola de tempo integral, nas dimensões do formal e do não formal. Esta pesquisa foi desenvolvida, partir de dois estudos, E1 e E2, em uma escola de ensino fundamental de 1º ao 5º ano e em um Centro Social Urbano (CSU), que atende à referida unidade escolar, com projeto integral. A escolha dessas instituições ocorreu pelo fato de localizaram-se em um bairro de classe socioeconômica baixa de uma cidade do interior do estado de São Paulo. Participaram professores e diretor da escola e educadores do CSU. Os resultados referentes ao Estudo 1 mostraram que a maioria dos participantes entendem a Escola de Tempo Integral (ETI) como um período complementar ao aprendizado da escola. Na avaliação total, os docentes e diretor apontaram mais aspectos negativos (N=25) do que positivos (N=22) e a maioria relata não ver diferenças entre os alunos que frequentam o período integral e o parcial. Quanto às médias das notas dos alunos de período integral e parcial, não se notou diferenças. No Estudo 2, três dos profissionais do CSU relataram ser a ETI um local em que o aluno permanece o dia inteiro, e outros três um local totalmente equipado para suprir as necessidades dos alunos e um local que facilita o dia a dia e a segurança do aluno. O principal aspecto positivo citado em relação à ETI foi a segurança que a escola fornece aos pais que trabalham e não têm um local para deixar o filho. E, como aspecto negativo, a falta de convivência entre pais e filhos e o cansaço dos alunos. O CSU oferece às crianças/adolescentes oficinas de dança, educação física e teatro. A partir desses Estudos, foi possível avaliar os resultados sobre o funcionamento do programa ou do Projeto e sobre as oficinas curriculares de reforço que visavam retomar o conteúdo aplicado no currículo básico. Além disso, os resultados apontaram também os escassos equipamentos e recursos pedagógicos, além de insuficientes espaços para descanso e lazer dos alunos. Dessa forma, concluiu-se que, cotejando o que se pretendia com escola de tempo integral com o que a literatura sobre o tema aponta, o CSU, considerado como tal, passou a ser classificado como um local de educação não formal
Abstract: This study aims to analyze, by means of two case studies, some movement for the construction of the curriculum of Full-Time Education in an educational context formed by a partnership between two institutions: an elementary school, which includes the formal dimension of education and an Urban Social Center (USC), a socioeducative institution that represents the dimension of the non-formal education, both located in the city of Barretos (SP, Brazil). This study was developed from the participation in the full time project when it was observed that the movements toward the organization of the aforementioned school allowed to infer at first a bias between the formal and non-formal, which was consolidated later on in a diffuse perception of the process and the project, which caused an opening to better understand what is the full time school in the formal and non-formal dimensions. This research was developed from two case studies, C1 and C2, in an elementary school from 1st to 5th grade and an Urban Social Center (USC), which caters to that school unit a full time project. The choice of these institutions occurred because of their location: a neighborhood of lower socioeconomic class of a city in the state of São Paulo. This study brought together teachers, the school principal, and USC educators. The results for the first case study showed that most participants understand the Full Time School (FTS) as a supplementary period of learning. On the overall, the teachers and the school principal pointed out more negative aspects (N=25) than positive ones (N=22) and most report not seeing differences between those students who attend full-time and those who attend part-time school. No differences were noticed regarding the average grades of full-time students and part-time ones. In Case 2, three of the USC educators reported the FTS as being a place where the student stays all day long, and three others as a fully equipped place to meet the needs of students and a place that facilitates the students daily routines and their safety. The main positive aspect mentioned in relation to the FTS was the safety sensation that the school provides for working parents who do not have a place where to leave their children. As a negative aspect, they point out the lack of interaction between parents and children and the students fatigue. The USC offers children/teens dance workshops, physical education and drama. From these studies, it was possible to evaluate the results on the operation of the program or project and on tutoring classes aimed at strengthening the students' learning of their curricular subjects. Moreover, the results also pointed out scarce equipment and teaching resources, and insufficient spaces for the students to rest and have recreation. Thus, it was concluded that, comparing what was intended with the full time school with what the literature on this subject shows, the USC, considered as such, was classified as a non-formal education center
Palavras-chave: Educação
Escola de tempo integral
Educação formal
Educação não formal
Education
Full time school
Formal education
Non-formal education
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO::CURRICULO
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Educação
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação: Currículo
Citação: Fontana, Silene. Full time school or overtime school: the case of Barretos. 2013. 160 f. Tese (Doutorado em Educação) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2013.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/9737
Data de defesa: 27-Sep-2013
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação: Currículo

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Silene Fontana.pdf2,9 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.