???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/9712
Tipo do documento: Dissertação
Título: A reformulação curricular da Universidade Federal Rural da Amazônia: intenções e ações
Autor: Guimarães, Lucélia Tavares
Primeiro orientador: Chizzotti, Antônio
Resumo: Nas últimas décadas, a sociedade contemporânea vem passando por mudanças significativas, que se configuram pela sobreposição do mercado sobre o Estado e a sociedade. A universidade, como outras instituições, vem sendo pressionada a adaptar-se à lógica do mercado, orientando sua ação educativa às necessidades do capital. Ao mesmo tempo, a sociedade civil organizada e comprometida com as questões sociais passou a exigir que demandas históricas de grupos marginalizados e sofridos sejam contempladas. A partir desse contexto, buscou-se compreender como a Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA), lócus da pesquisa, percebe e confronta-se com essas transformações. A partir de dezembro do ano 2000, a instituição deu inicio ao projeto denominado Pro-UFRA, gestado quando ainda era Faculdade de Ciências Agrárias do Pará (FCAP), tendo por finalidade o fortalecimento institucional. A primeira ação deu-se com a transformação da FCAP em UFRA no ano de 2002, o que seria consolidado com a implementação dos novos currículos dos cursos de Agronomia, Engenharia Florestal, Medicina Veterinária, Zootecnia e Engenharia de Pesca. O Pro-UFRA, a partir de suas atividade de ensino, pesquisa e extensão, tinha como missão trabalhar para a superação dos obstáculos diversos, para auxiliar na melhoria das condições de vida de largos estratos populacionais sofridos da Amazônia, na exclusão da pobreza e para o meio ambiente da região. A partir desse cenário, o estudo em questão procurou compreender o processo de reformulação curricular vivenciado pela UFRA, entre os anos de 2002 e 2005. Teve-se como objetivo perceber a dinâmica das relações que se estabeleceram durante o desenvolvimento curricular, partindo do que foi objetivado enquanto intenção às ações realizadas pelo Grupo de Desenvolvimento Curricular. A pesquisa esteve sustentada pela abordagem qualitativa, baseada em uma pesquisa documental e entrevistas semi-estruturadas. Os sujeitos participantes foram os professores e professoras da instituição, que estiveram envolvidos ou não com a reformulação curricular. Os resultados apontam para a necessidade da universidade avaliar a forma como foi conduzido o desenvolvimento curricular, uma vez que a injeção de expectativas nos resultados acabou por desconsiderar a possibilidade de que posições antagônicas pudessem se estabelecer e inviabilizar a implementação dos novos currículos dos cursos oferecidos pela instituição, como também impossibilitar que uma análise em torno do currículo enquanto prática fosse realizada na perspectiva de perceber se a proposição se consolidaria como uma alternativa de emancipação social ou de manutenção das estruturas vigente
Palavras-chave: Universidade Federal Rural da Amazônia
Reformulação Curricular
Amazônia
Educação do Campo e Desenvolvimento
Currículos
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Educação
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação: Currículo
Citação: Guimarães, Lucélia Tavares. A reformulação curricular da Universidade Federal Rural da Amazônia: intenções e ações. 2005. 171 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2005.
Tipo de acesso: Acesso Restrito
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/9712
Data de defesa: 20-Oct-2005
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação: Currículo

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
LuceliaGuimaraes.pdf1,36 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.