???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/9517
Tipo do documento: Dissertação
Título: Avaliação do grau de felicidade entre profissionais da área da saúde de um hospital geral de ensino
Autor: Barreiros, Ingrid Verônica Pinto 
Primeiro orientador: Martinez, José Eduardo
Resumo: A Felicidade é almejada e perseguida por todos e, apesar de ser subjetiva, pode ser medida. É considerada, por alguns estudos, como sendo a maneira que uma pessoa avalia a sua vida de uma forma geral, independente de sua situação econômica, física e social. Atualmente se tem buscado vários meios para sua aferição. A iniciativa inicial foi no Oriente, mais especificamente no Butão, em 1970. Hoje a ONU possuí um índice, o HPI (Happy Planet Index) que serve para avaliar os países neste critério e é usado juntamente com o PIB e o IDH. De maneira menos ampliada este conceito está presente dentro de organizações privadas através de outros tipos de instrumentos de medição, já existindo inclusive aplicativos para tablets e celulares com esse fim. Neste estudo nos propusemos a avaliar a percepção de felicidade em dois grupos de profissionais, um do setor administrativo, com N igual a 30 e outro do setor de enfermagem, com N também igual a 30 de um Hospital Geral de Ensino, com o questionário de Felicidade de Oxford composto por 29 itens e também a Qualidade de Vida com o Questionário SF 36. Através de estatística foram feitos estudos quantitativos transversais e observacionais que correlacionaram os fatores que influenciam a felicidade. Com a aplicação de um questionário sócio demográfico, os dois grupos, administrativo e enfermagem, foram comparados em relação ao grau de felicidade, sendo correlacionada a felicidade com os domínios do SF 36. Os resultados estatísticos não demonstraram significante diferença entre os dois grupos. A média do grau de felicidade obtida foi de 4,52 e 4,70; para enfermagem e administrativo respectivamente, de uma escala que vai de 1 a 6, onde 1 é ruim e 6 é ótimo
Abstract: Happiness is desired and it s a goal and despite being subjective, it can be measured. Some researchers defined it as the way someone evaluates his life in a general manner besides his economic, health and social status. Nowadays there is a search for the best way to measure it. The first attempt had occurred at Far East, in Bhutan, during the 70 s. Today, UN (United Nations) has an index, the HPI (happy Planet Index) that can rank the countries according to the level of happiness and can be associated with GDP (gross domestic product) and HDI (human development index). In a small fashion, this concept is also utilized inside private organizations and there are apps for tablets and cells phones for this purpose. In this research, the authors evaluate the happiness perception level within two different groups of professionals, the first working at the administrative section and the second involving nurses. The two groups were composed by thirty subjects and work at a general educational hospital. For this purpose, they used the Oxford Happiness Report index with 29 items and the SF 36 report. By statistic analyses the authors correlated the different aspects of happiness within the two groups. Using social demographic questionnaire, the two groups were compared according to the happiness level and then with the SF 36 results. There were no significant differences between the two groups. The average happiness level were 4.70 for the administrative group and 4.52 for the nurse group. The Scale varies between 1, bad level of happiness until 6, excellent level of happiness
Palavras-chave: Felicidade
Qualidade de vida
Saúde
Hospital
Enfermagem
Pessoal administrativo
Happiness
Quality of life
Health
Hospital
Nursing
Administrative personnel
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação nas Profissões da Saúde
Citação: Barreiros, Ingrid Verônica Pinto. Avaliação do grau de felicidade entre profissionais da área da saúde de um hospital geral de ensino. 2016. 106 f. Dissertação (Mestrado em Educação nas Profissões da Saúde) - Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação nas Profissões da Saúde, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Sorocaba, 2016.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/9517
Data de defesa: 26-Feb-2016
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação nas Profissões da Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Ingrid Veronica Pinto Barreiros.pdf2,03 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.