???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/9513
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorHaro, Deborah Grohmann Tondo-
dc.creator.Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4719973H9por
dc.contributor.advisor1Azevedo, Gisele Regina de-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4706279Z2por
dc.date.accessioned2016-04-27T13:10:28Z-
dc.date.available2015-11-04-
dc.date.issued2015-10-07-
dc.identifier.citationHaro, Deborah Grohmann Tondo. Preparação dos pais para alta do seu filho prematuro da UTI Neonatal. 2015. 73 f. Dissertação (Mestrado em Educação nas Profissões da Saúde) – Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação nas Profissões da Saúde, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Sorocaba, 2015.por
dc.identifier.urihttps://tede2.pucsp.br/handle/handle/9513-
dc.description.resumoO avanço tecnológico permitiu uma sobrevida maior aos recém-nascidos prematuros e, com isso, internações muito prolongadas. Realizar uma assistência de enfermagem com foco na preparação dos pais para alta hospitalar de seus filhos prematuros é o objetivo deste trabalho, para isso foi necessário conhecer os problemas enfrentados pelos pais de recém nascidos prematuros, após a alta da Unidade de Terapia Intensiva Neonatal-UTI, capacitar a equipe de enfermagem para inserir precocemente os pais nos cuidados com seu filho prematuro e conhecer, após a capacitação da equipe de enfermagem, a adaptação dos pais em casa, após a alta da UTI neonatal. Observou-se que a equipe de enfermagem estava centrada nos cuidados intensivos ao recém-nascido prematuro, e se sentiam ameaçados com a presença dos pais na UTI, dificultando sua participação nos cuidados com o filho, ou mesmo de carregá-lo de forma frequente, se assim sua condição clínica permitisse. Após a capacitação da equipe e orientações contínuas, a equipe valorizou os sentimentos, medos, inseguranças e principalmente os sonhos maternos e paternos. Os pais foram instigados a participar dos cuidados, e em um dos relatos observou-se que a mãe e o pai acreditavam que o toque poderia machucar ou atrapalhar o desenvolvimento do bebê e, após a equipe insistir orientando o toque, ambos conseguiram interagir com a filha prematura. Concluiu-se que a alta hospitalar gera sentimentos de medo e angústia, porém observou-se nos relatos do primeiro grupo de entrevistas, que o medo era relacionado à angústia de não saber cuidar, de algo dar errado por falha dos pais e, no segundo grupo de entrevistas, não houve nenhum relato de medo ou insegurança em falhar na realização de algum cuidado, pois se sentiam capazes. A partir da capacitação, a equipe ficou mais sensibilizada com a parte humanitária que existe por trás das técnicas da UTI, o aspecto humano começou a fazer parte dos cuidados, os pais tiveram seus papéis no ambiente da UTI, e a equipe começou a valorizar também o sentir, e não apenas o fazer. Considerando que a parte técnica salva vidas, mas não salva aquilo que foi sentido, o sentimento das mães e filhos deve ser reconstruído com a ajuda da equipe e a fé das famíliaspor
dc.description.abstractThe technological advance allowed for greater survival of premature newborns, and, with this, very prolonged hospitalizations. To accomplish a nursing care focused on the preparation of parents for the discharging of their premature babies is the goal of this work, for this was necessary to know the problems faced by the parents of premature newborns after the discharges from the Intensive Care Unit Neonatal-ICU, to capacitate the nursing team to precociously introduce the parents into taking care of their premature baby, and to know, after the training of the nursing team, the adaptation of the parents at home after the discharging from the NICU. We observed that the nursing team was centred on intensive cares of the premature newborn, and felt threatened by the presence of their parents within the ICU, hindering their participation in the care of the child, or even to carry it with frequence, if its clinical condition allows. After the training and continuing guidance, the team appreciated the feelings, fears, insecurities and, especially, the maternal and paternal dreams. Parents were encouraged to participate in the care of, and in one of the reports was noted that the mother and the father believed the touch could hurt, or muddle up the development of the baby, and after the team insistently guiding about the touch, both parents were able to interact with the premature daughter. We conclude that a hospital discharge generates feelings of fear and anguish, however we noted from the reports of the first group of interviews, that fear was related to the anguish of not knowing how to take care of, of something going wrong by parental failure and, in the second group of interviews, there was no account of fear or insecurity about failing in performing some care because they felt capable. From the training, the team became more sensitized to the humanitarian part that exists behind the ICU techniques, the human aspect started to became part of the care, parents had their roles in the ICU setting, and also the team began to value the feel and not just the do. Considering that the technical part does save lives, but does not save what was felt, the mothers and the babies feeling must be rebuilt with the help from the nursing-staff, together with the faith of the familieseng
dc.description.provenanceMade available in DSpace on 2016-04-27T13:10:28Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Deborah Grohmann Tondo Haro.pdf: 670850 bytes, checksum: fcc3830545d710ae350c10d4b1c6756d (MD5) Previous issue date: 2015-10-07eng
dc.formatapplication/pdfpor
dc.thumbnail.urlhttp://tede2.pucsp.br/tede/retrieve/22402/Deborah%20Grohmann%20Tondo%20Haro.pdf.jpg*
dc.languageporpor
dc.publisherPontifícia Universidade Católica de São Paulopor
dc.publisher.departmentFaculdade de Ciências Médicas e da Saúdepor
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.initialsPUC-SPpor
dc.publisher.programPrograma de Estudos Pós-Graduados em Educação nas Profissões da Saúdepor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectPrematuridadepor
dc.subjectPaispor
dc.subjectAlta hospitalarpor
dc.subjectEnfermagempor
dc.subjectPrematurityeng
dc.subjectParentseng
dc.subjectDischargeeng
dc.subjectNursingeng
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO::TOPICOS ESPECIFICOS DE EDUCACAOpor
dc.titlePreparação dos pais para alta do seu filho prematuro da UTI Neonatalpor
dc.title.alternativeParental preparation for the discharging of their premature baby from the NICUeng
dc.typeDissertaçãopor
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação nas Profissões da Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Deborah Grohmann Tondo Haro.pdf655,13 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.