???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/9506
Tipo do documento: Dissertação
Título: Educação permanente da equipe de enfermagem: ações educativas de enfermeiros no cenário hospitalar
Título(s) alternativo(s): Continuing education of a nursing team: nurses educational actions in the hospital context
Autor: Silva, Debora Schimming Jardini Rodrigues da 
Primeiro orientador: Duarte, Lúcia Rondelo
Resumo: A educação, inserida em todos os momentos ao longo da vida, também contemplada na esfera da saúde, torna-se relevante aos envolvidos à medida que a realidade se apresenta mais significativa. Nesse sentido, a educação permanente surge como estratégia a favorecer o desenvolvimento das relações entre trabalho e educação tendo como coautor o enfermeiro, participante ativo que deve proporcionar à equipe de enfermagem os meios para a reflexão e transformação da realidade, assim como o desenvolvimento da autonomia. Entende-se que no trabalho da enfermagem estão inseridos os processos de cuidar, gerenciar, pesquisar e ensinar, instigando a adoção de uma nova postura coletiva baseada na reciprocidade e visualizando os obstáculos como oportunidade de melhorias. O estudo objetivou caracterizar as ações de educação da equipe de enfermagem realizadas pelos enfermeiros assistenciais, evidenciar a percepção desses enfermeiros sobre as ações de educação que realizam e determinar como eles avaliam o preparo oferecido pelo curso de graduação em Enfermagem para a realização de atividades educativas. A pesquisa, de caráter descritivo, exploratório, de perfil qualiquantitativo com ênfase nos significados, experiências e necessidades apontadas pelos participantes, teve como cenário um hospital universitário, localizado em um município do interior do estado de São Paulo. Participaram do estudo 19 enfermeiros assistenciais que responderam um questionário autoaplicável. Os dados sócio-demográficos dos participantes e os referentes às ações de educação por eles realizadas foram organizados em tabelas e analisados segundo a frequência das suas variáveis. O conteúdo das respostas referentes à percepção sobre as atividades de educação e sobre o preparo para a realização das ações educativas foram organizados segundo o discurso do sujeito coletivo e analisados pelo método de análise de conteúdo, modalidade análise temática. Os resultados mostraram que todos os participantes realizam ações de educação da equipe de enfermagem; a estratégia mais utilizada é a orientação individual em serviço, na forma verbal, sem apoio de recursos audiovisuais; há predomínio das orientações relacionadas a situações do cotidiano, seguidas das relacionadas à apresentação de normas e rotinas, caracterizando ações pontuais, sem problematização coletiva. O fator tempo foi a maior dificuldade apontada devido à sobrecarga de trabalho e quadro reduzido de pessoal. A experiência da equipe, suas habilidades e participação foram consideradas facilitadores das ações de educação. A sugestão de realizar as ações educativas em espaço adequado e fora do horário de trabalho foi recorrente. Os entrevistados se dividiram entre as estratégias participativas e tradicionais como melhor maneira de realizar as ações educativas, com sutil predominância da primeira. A estrutura e as ações estratégicas foram os principais requisitos para concretizá-las. A insatisfação com o preparo oferecido pela graduação para realização das ações educativas foi predominante. Conclui-se que o modelo tradicional e tecnicista de educação ainda é predominante nas ações de educação da equipe de enfermagem; que tais ações carecem de projeto efetivo, com didáticas criativas e inovadoras, recursos apropriados e apoio dos gestores. Também é premente que os cursos de formação e especialização garantam vivências dos modos problematizadores de ensinar, visto a grande responsabilidade dos Enfermeiros em determinar o sucesso da reconstrução da educação em saúde na sua prática
Abstract: Education, present at every moment throughout life, is also contemplated in the health field; and relevant to those involved as the reality appears more significant. In this sense, continuing education emerges as a strategy to promote the development of relations between work and education having as co-author the nurse, active participant who must provide to the nursing staff the means for reflection and transformation of reality, as well as the development of autonomy. It is understood that there are some processes included into the nursing work such as care, managing, researching and teaching, which instigate the adoption of a new collective approach based on reciprocity; and see the obstacles as opportunities for improvement.The study aimed to characterize the nursing team educational activities performed by clinical nurses; to highlight the perception of these nurses about the educational activities that they carry out and; to determine how they evaluate the preparation offered by the undergraduate course in Nursing to conduct educational activities. This research presents a descriptive, exploratory, quantitative and qualitative profile with emphasis on the meanings, experiences and needs identified by the participants, and it took place at a university hospital located in a municipality in the state of São Paulo. The study included 19 clinical nurses who answered a self-administered questionnaire. The participants socio-demographic data and those relating to educational actions they held were organized in tables and analyzed according to the frequency of their variables. The content of the responses regarding the perception of the educational activities and the preparation to carry out educational activities were organized according to the Discourse of the Collective Subject and analyzed by the method of analysis of content, thematic analysis mode. The results showed that all participants carry out educational activities of the nursing team; the most widely used strategy is the individual guidance on duty, on the verbal form, without the support of audiovisual resources; there is a predominance of the guidelines related to everyday situations, followed by the presentation of related rules and routines featuring specific actions, without collective problematizing. The time factor was the biggest difficulty pointed out due to work overload and reduced headcount. The experience of the team, their skills and participation were considered facilitators of the educational actions. The suggestion to carry out the educational activities in an adequate space and outside working hours was recurrent. Respondents were divided between participatory and traditional strategies as the best way to carry out educational activities, with a subtle predominance of the former. The structure and the strategic actions were the main requirements to concretize them. Dissatisfaction with the preparation offered by the graduate to carry out the educational activities was predominant. The conclusion was that the traditional and technical model of education is still prevalent in the educational activities of the nursing team; that such actions lack of effective design, with creative and innovative teaching, appropriate resources and support from the managers. It is also urgent that the training and specialization courses ensure experiences of the problematizing ways of teaching, given the great responsibility of nurses in determining the success of health education reconstruction in their practice
Palavras-chave: Enfermagem
Educação permanente
Hospital
Nursing
Continuing education
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO::TOPICOS ESPECIFICOS DE EDUCACAO
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação nas Profissões da Saúde
Citação: Silva, Debora Schimming Jardini Rodrigues da. Educação permanente da equipe de enfermagem: ações educativas de enfermeiros no cenário hospitalar. 2015. 99 f. Dissertação (Mestrado em Educação nas Profissões da Saúde) – Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação nas Profissões da Saúde, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Sorocaba, 2015.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/9506
Data de defesa: 15-Sep-2015
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação nas Profissões da Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Debora Schimming Jardini Rodrigues da Silva.pdf891,12 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.