Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/9458
Tipo do documento: Dissertação
Título: Abertura comercial e crescimento econômico: uma análise dos efeitos dos fluxos de comércio internacional sobre o nível de renda dos estados do Brasil
Título(s) alternativo(s): Trade openness and economic growth: an analysis of the effects of international trade flows on the per capita GDP of Brazilian states
Autor: Felices, Marcel Moraes 
Primeiro orientador: Lacerda, Antonio Corrêa de
Resumo: Este trabalho analisa o impacto da abertura comercial sobre o crescimento econômico dos estados do Brasil. Teria a abertura comercial da economia brasileira, iniciada no fim dos anos 1980, elevado o nível de renda per capita dos estados? Se houve impacto, qual a sua magnitude? Qual a melhor forma de estimá-la? Como tratar o problema da endogeneidade entre crescimento e abertura comercial? Para responder a essas questões, empreende-se uma análise empírica baseada em regressões dinâmicas de crescimento, utilizando como ferramenta o estimador do System-GMM. A amostra considerada abrange os 26 estados mais o Distrito Federal, para o período de 1989 a 2004. Os resultados obtidos apontam para um efeito positivo e significativo da abertura sobre crescimento. Examinamos, ainda, o efeito das exportações no PIB per capita, com ambas as variáveis divididas de acordo com o setor de atividade econômica. Nesse caso, o período vai de 1989 a 2009. As exportações de produtos industriais são significantes para explicar os PIBs setoriais (indústria, serviços e agropecuária), sendo positivamente correlacionadas com o PIB industrial e o PIB de serviços e negativamente correlacionadas com o PIB agropecuário. As exportações de produtos não-industriais (relacionados a bens primários) não são significantes para explicar nenhum PIB setorial. Além disso, estudos de caso de três estados São Paulo, Mato Grosso do Sul e Maranhão revelaram as peculiaridades de cada um, sugerindo que a liberalização comercial afetou os estados brasileiros de maneira muito diferente
Abstract: This paper analyzes the impact of trade openness on economic growth of Brazilian states. Would trade openness of the Brazilian economy, which began in the late 1980s, be responsible for raising the per capita income level of the states? If there was an impact, what is its magnitude? What is the best way to estimate it? How to treat the problem of endogeneity between growth and trade openness? To answer these questions, we undertake an empirical analysis based on dynamic growth regressions, using as a tool the System-GMM estimator. The considered sample covers the 26 states, plus Federal District, for the period from 1989 to 2004. The results showed a positive and significant effect of openness on growth. We also examine the effect of exports on per capita GDP, with both variables divided according to the economic activity sector. In this case, the period is 1989-2009. Exports of industrial products are significant to explain the GDPs by sector (industry, services and agriculture): positively correlated to industry GDP and services GDP and negatively correlated to agricultural GDP. Exports of non-industrial products (related to primary goods) are not significant to explain any sector GDP. Furthermore, case studies of three states - São Paulo, Mato Grosso do Sul and Maranhão - revealed the peculiarities of each one, suggesting that trade liberalization has affected Brazilian states quite differently
Palavras-chave: Abertura comercial
Estimador GMM
Estados brasileiros
Renda per capita
Trade openness
GMM estimator
Brazilian states
Per capita income
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIA::ECONOMIA INTERNACIONAL
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Economia
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Economia da Mundialização e do Desenvolvimento
Citação: Felices, Marcel Moraes. Abertura comercial e crescimento econômico: uma análise dos efeitos dos fluxos de comércio internacional sobre o nível de renda dos estados do Brasil. 2015. 69 f. Dissertação (Mestrado em Economia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2015.
Tipo de acesso: Acesso Restrito
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/9458
Data de defesa: 16-Abr-2015
Aparece nas coleções:Programa de Estudos Pós-Graduados em Economia da Mundialização e do Desenvolvimento

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Marcel Moraes Felices.pdf1,41 MBAdobe PDFThumbnail

Baixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.