???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/9319
Tipo do documento: Dissertação
Título: Experiências neoliberais: Brasil, Argentina, Chile e México
Autor: Ditticio, Claudio 
Primeiro orientador: Pires, Julio Manuel
Resumo: Neste estudo, partindo de análises das alternativas de pensamentos econômicos relacionados com o liberalismo e as intervenções estatais na economia, são discutidas as experiências de Brasil, Argentina, Chile e México, com a adoção do Neoliberalismo. Retrocedeu-se às histórias desses países desde meados do século XX, para identificar as razões que os levaram à implantação desse sistema e avaliar os resultados dessas opções até os dias atuais. Cada sociedade aqui retratada possui uma história diferente, de lutas e conquistas, mas, também, de sofrimentos e dependências. Entre os objetivos macroeconômicos fundamentais, são sempre relacionados os voltados à obtenção de estabilidade monetária e do crescimento de forma sustentada, propiciando a manutenção de níveis de emprego adequados e uma distribuição de renda que traga o bem-estar às populações do país. Na busca dessas conquistas, idéias e correntes econômicas, políticas e sociais surgem e são experimentadas nas mais variadas regiões. O encerramento da experiência comunista na ex-União Soviética fez muitos crerem que, afinal, o caminho estava delineado e teria obrigatoriamente de ser trilhado sob o regime capitalista de produção e repartição de bens e serviços. Bastava que se abrissem as fronteiras do país, incentivando as transações e movimentações livres entre as nações em todos os aspectos, pois, com isso, todos certamente seriam beneficiados. A experiência tem revelado, agora que adentramos o século XXI, que existiram algumas histórias de sucesso e outras ainda aguardam uma melhor consolidação dos benefícios esperados. Os dados também parecem revelar que mesmo aqueles que obtiveram resultados econômicos satisfatórios apresentaram, contudo, carências no que tange aos aspectos sociais, como a manutenção de salários inadequados e da perversa distribuição de renda entre os agentes individuais. Neste início de novo século é importante saber o que pode se esperar para o Brasil e os outros países aqui estudados, quanto aos benefícios que ainda podem ser obtidos ou legados para as próximas gerações, dadas as experiências daqui e de outros países importantes da região que abraçaram a mesma orientação. Procuram-se, também, informações quanto à possibilidade ou a viabilidade do prosseguimento do sistema neoliberal ou a sua eventual substituição por um modelo alternativo, visando garantir desenvolvimento sustentável e estabilidade para a economia mundial. Finalmente, é discutida a impossibilidade de adoção de modelos teóricos fechados, sem que se dê especial atenção às especificações e à própria história de cada sociedade
Abstract: In this study, are discussed the experiences of Brasil, Argentina, Chile and México, mainly after their implementation of Neoliberalism, starting from the analyses of alternative economic thoughts related to liberalism and state intervention on economy. To do so, the histories of that countries from the beginning of last century, are revisited in order to identify the reasons behind the implementation of those system, as well as to verify the results hitherto. Every nation has a different history of accomplishments and sufferings. The main macroeconomic goals are related to monetary stabilization, sustained growth and employment, with fair distribution of the resources and economic and social benefits to the population. Trying to achieve those results, several alternative economic schools and related practices have been implemented in several regions. Many analysts and critics pointed that the end of the communist experience in Soviet Union was a confirmation of the best approach brought by the capitalist system of production and distribution of goods and services. All the countries had to do was open their economies for the free transactions between the nations, in every aspect of their economic activities. The results have been, in the beginning of a new century, of both successes and defeats. The data show that even for the countries with better economic performance, several problems are observed concerning social aspects related to low salaries and bad income distribution. With the beginning of a new century, the interest lies in knowing what to expect in terms of benefits for the present and the coming generations to Brazil concerning the adoption of the procedures recommended under the Neoliberals approach here and in other main Latin American countries. We also look for information to confirm the future of Neoliberalism or eventually its substitution by other kind of theories and practices to assure sustained growth and stability to the global economy. Finally, it is discussed the impossibility to implement a pure and closed model of economic thought, without considering the subjects related to the history and specificities of a particular society
Palavras-chave: Privatização
América Latina
Neoliberalism
Globalization
Latin America
Globalizacao
Liberalismo
Neoliberalismo
America Latina -- Condicoes economicas
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Economia
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Economia Política
Citação: Ditticio, Claudio. Experiências neoliberais: Brasil, Argentina, Chile e México. 2007. 364 f. Dissertação (Mestrado em Economia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2007.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/9319
Data de defesa: 26-Oct-2007
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Economia Política

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Claudio Ditticio.pdf1,72 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.