???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/9264
Tipo do documento: Dissertação
Título: O financiamento do SUS e o Imposto sobre as transações financeiras: o debate europeu como uma contribuição
Autor: Leme Junior, Jair de Abreu 
Primeiro orientador: Mendes, Áquilas
Resumo: Desde sua criação pela Constituição de 1988, ate o ano de 2014, o Sistema Único de Saúde (SUS) vem sofrendo por um crônico processo de subfinanciamento. E é esta inquietação, quanto ao motivo pelo qual o SUS tem passado por um crônico processo de impasses no financiamento que este trabalho se originou. Destarte, para entender-se a problemática do financiamento da saúde pública brasileira desde a sua origem é necessário entender a correlação de forças que engendra o sistema capitalista. Posto a hegemonia do capital fictício no centro do capitalismo financeiro contemporâneo, e a sua mais recente crise, buscou-se entender o atual debate acerca do imposto sobre a movimentação financeira que está sendo discutido na Europa. O debate embrionou-se em uma necessidade de recursos iminente que os países europeus precisam para lidar com os enormes déficits públicos que a Europa mantém. E por isso concluímos esta pesquisa destacando a importância de trazermos o debate quando a implementação da FTT (Financial Transaction Tax Imposto sobre as transações financeiras) no Brasil, e destinarmos os recursos ao Sistema Único de Saúde, garantindo de fato a universalidade que a Constituição de 1988 preconiza
Abstract: Since its creation by the Constitution of 1988 until the year 2014, the Unified Health System (SUS) has been suffering a chronic under-funding process. And it is this concern, as to why the SUS has experienced a chronic impasses process in funding this work originated. Thus, to be understood the problem of the Brazilian public health funding since its origin is necessary to understand the correlation of forces that engenders capitalist system. Put the hegemony of fictitious capital in the center of contemporary financial capitalism, and its latest crisis we sought to understand the current debate about the tax on financial transactions being discussed in Europe. The debate originated in a need for resources impending that European countries need to deal with the huge public deficits that Europe holds. And so we conclude this research highlighting the importance of bringing the debate when the implementation of the FTT in Brazil, and destinate resources to the Unified Health System, guaranteeing the universality fact that the 1988 constitution calls
Palavras-chave: Sistema Único de Saúde
SUS
Taxa transações financeiras
CPMF
Capital fictício
Brazilian Unified Health System
Financial transactions tax
Fictitious capital
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Economia
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Economia Política
Citação: Leme Junior, Jair de Abreu. O financiamento do SUS e o Imposto sobre as transações financeiras: o debate europeu como uma contribuição. 2015. 106 f. Dissertação (Mestrado em Economia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2015.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/9264
Data de defesa: 18-Sep-2015
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Economia Política

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Jair de Abreu Leme Junior.pdf1,98 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.