Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/9215
Tipo do documento: Dissertação
Título: O papel da agência nacional de telecomunicações na promoção das inovações no setor de telecomunicações brasileiro
Autor: Santos, Bruno Oliveira dos
Primeiro orientador: Kon, Anita
Resumo: O desenvolvimento tecnológico é um aspecto essencial para a competitividade tanto das empresas quanto do país no plano internacional. Neste sentido, o setor de telecomunicações é peça chave neste processo, uma vez que é conhecido na literatura convencional como intrinsecamente ligado e dependente de inovações tecnológicas. Dessa forma, este trabalho pretende investigar a importância do setor de telecomunicações, a partir da definição de inovação pela abordagem neoschumpeteriana, além do papel da agência reguladora brasileira, a Agência Nacional de Telecomunicações ANATEL, na promoção e estímulo aos investimentos em inovações no setor de telecomunicações. Para tal, serão apresentadas as políticas diretas implementadas pela agência e uma breve análise do aparato regulatório adotado e sua influência no estímulo à inovação. Por fim, será apresentada uma análise do comportamento dos gastos com atividades inovativas e a natureza desse dispêndio por meio da análise dos dados disponibilizados pela Pesquisa de Inovação Tecnológica PINTEC. Dentre os resultados preliminares deste trabalho destacam-se a fraca atuação da ANATEL no estímulo à inovação deste setor, e, sobretudo o caráter limitado e restrito das atividades inovativas, que se resumem, em boa parte, à adaptação de produtos para o mercado brasileiro
Abstract: Technological development is an essential aspect for internationally competitiveness of companies and countries. In this sense, the telecommunications industry is as essential part in this process, as it is known, in the conventional literature, as intrinsically linked and dependent on technological innovations. Thus, this study aims to investigate the importance of telecommunications, from the definition of innovation by neoschumpeterian approach, the role of the Brazilian regulatory agency, the National Telecommunications Agency ‒ ANATEL ‒ in promoting and stimulating investment and innovation in the telecommunications sector. For this purpose, this study intends to introduce the direct policies executed by the agency and a brief analysis of the regulatory apparatus adopted and its influence in stimulating innovation. Finally, we will present a analysis of the investments on innovative activities and the nature of this expenditure, through the analysis of data provided by the Survey of Innovation ‒ PINTEC. The preliminary results of this study highlight the poor performance of ANATEL in stimulating innovation in this sector, and especially the limited and restricted mark of innovative activities, which are summed up, in large part, for the adaptation of products to the Brazilian market
Palavras-chave: Telecomunicações
Regulação
Anatel
Inovação
Tecnologia
Telecommunications
Regulation
Innovation
Technology
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Economia
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Economia Política
Citação: Santos, Bruno Oliveira dos. O papel da agência nacional de telecomunicações na promoção das inovações no setor de telecomunicações brasileiro. 2013. 128 f. Dissertação (Mestrado em Economia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2013.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/9215
Data de defesa: 5-Jun-2013
Aparece nas coleções:Programa de Estudos Pós-Graduados em Economia Política

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Bruno Oliveira dos Santos.pdf1,17 MBAdobe PDFThumbnail

Baixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.