???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/5565
Tipo do documento: Dissertação
Título: Autopoiese e jogos de linguagem: um diálogo wittgensteiniano com a teoria do direito de Luhmann
Título(s) alternativo(s): Autopoiesis and language-games: a wittgensteinian dialogue with luhmann s theory of law
Autor: Resende, Maurício Palma 
Primeiro orientador: Pugliesi, Márcio
Resumo: trabalho busca explorar dois caminhos relacionados à filosofia da linguagem que conduziram a divergentes correntes da filosofia do direito: de um lado, as considerações de Wittgenstein sobre linguagem e mundo e, de outro, a teoria de Luhmann fundada na tese da separação operacional dos seres humanos da comunicação em sistemas autopoiéticos. Após a exposição do pensamento destes autores e seu reflexo no direito, é delineado um diálogo alicerçado em Wittgenstein com a teoria luhmanniana, sendo que ao final deste entende-se que a teoria da diferenciação funcional dos sistemas sociais apresenta uma explicação insuficiente do fenômeno da corrupção em decorrência da referida apartação do homem da comunicação, e afirma-se que noções wittgensteinianas como as de jogos de linguagem e forma de vida indicam um profícuo caminho para trabalhar esta questão de forma menos porosa. Em conclusão, retrata-se direito como plasmado pela linguagem humana, o que o confina à análise dos jogos de linguagem e revela suas feições culturais e históricas
Abstract: This work aims to explore two directions associated with the development of the philosophy of language that leaded to dissonant conceptions of philosophy of law: in one hand, the Wittgenstein s thought on the language and the world; on the other hand, Luhmann s theory grounded on his thesis of an operational rupture regarding man and communication in autopoietic systems. Right after an explanation over both perspectives and their reflects on law, it is outlined a dialogue based on Wittgenstein with Luhmann s theory, discussion which in the end shows that the theory of functional social systems has an insufficient explanation of the corruption phenomenon in result of the thesis concerning the operational opposition man/communication, and affirms that Wittgenstein s notions such as language-games and form of life are worthy ways to struggle with this question. In conclusion, the work pictures the law as a factor based on human s language, positioning it on the mark of an analysis of its language games, which reveals cultural and historical aspects
Palavras-chave: Autopoiese
Jogos de linguagem
Wittgenstein
Luhmann
Autopoiesis
Language-games
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::DIREITO
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Direito
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Direito
Citação: Resende, Maurício Palma. Autopoiesis and language-games: a wittgensteinian dialogue with luhmann s theory of law. 2011. 181 f. Dissertação (Mestrado em Direito) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2011.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/5565
Data de defesa: 26-May-2011
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Direito

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Mauricio Palma Resende.pdf1,09 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.