???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/5324
Tipo do documento: Dissertação
Título: O diabo veste Prada: o fazer da moda no corpo vestido como vitrina de identidades
Autor: Freire, Cristina Gomes 
Primeiro orientador: Oliveira, Ana Claudia Mei Alves de
Resumo: A pesquisa examina como a moda participa da construção da identidade dos sujeitos sociais, a partir de uma análise do filme O Diabo Veste Prada, de David Frankel. Por meio da sociossemiótica e dos regimes de interação e de sentido conceituados por Landowski estudamos a construção dos actantes em suas interações sociais em uma trama centrada no cenário da indústria da moda nas quais se inserem os percursos identitários. Descrevemos e analisamos em um recorte de seqüências do filme como a moda participa como modalizadora cognitiva dos sujeitos da atualidade, como esta é propulsora de relações interativas sensíveis, o modo que a mesma funciona como reguladora dos modos de vestir na sociedade e como ela possibilita acidentes. Investigamos os modos de articulação entre corpo e roupa enfatizando que esses tipos de arranjo formam as várias possibilidades de aparência e como interferem na dinâmica subjetal. Tivemos como hipótese que o estilo e modo como ele se estrutura por meio dos looks e do gosto pela moda acarreta formas de comportamento e de vida atualizadas nos modos de presença. Outra hipótese levantada foi a de que a moda e, em conseqüência, seus produtos como as roupas, acessórios e os arranjos vestimentares participam da edificação do fazer ser dos sujeitos. Além disso, constatamos, em conclusão, que os modos de presença dos sujeitos são regidos por modos de visibilidade, os quais criam imagens simulacrais programadas e manipuladas pela indústria da moda. Os modos de presença e os modos de visibilidade produzem imagens difundidas nas mídias, as quais são marcas figurativas identificáveis do estilo pelas buscas subjetivas de escapatórias das modelações por mecanismos de ajustamento e acidente. Estudamos esses mecanismos a fim de entender como, em sua reiteração, formam os estilos que segmentam e identificam grupos de pertencimento e de referência da constituição social. A pesquisa se entrelaça com a área de comunicação quando tomamos a moda como um fenômeno comunicacional que propaga identidade e estilo já que os sujeitos fazem de seus corpos suportes pelo vestir comunicam mensagens cujos significados são apreendidos pela estética visual
Abstract: This research enquiries how fashion takes place constructing people`s identities, starting on an analysis of the film The Devil Wears Prada, from David Frankel. Throughout sociossemiotics and the interaction and sense regimes concept by Landowski, we study the actor`s construction on their social interactions in a the plot focused on the fashion industry scenario in which the identity paths are inserted. We describe and analyze on a sequence of small filmic narratives the way fashion takes place as cognitive modalizer of the human beings nowadays; the way it is a bush of sensitive interactancial relations; the way it works as regulatory of the ways of dressing in the social scenery and also how fashion makes accidents possible. We investigate the ways of articulation between body and clothes emphasizing that those kinds of arrangements create innumerous possibilities of appearances and how they interfere on the subjetal dynamics. We pointed as hypothesis that the style and the way it structures itself by the means of the outfits and the taste for fashion brings up forms of behavior and life actualized on the presence ways. Another hypothesis thrown was that fashion and, in its consequence, its byproducts such as clothes, accessories and the garment arrangements take place into the edification of the making to be of the individuals. Besides, we could see, in conclusion, that the presence ways of the persons are governed by the visibility ways, which create simulacral figures programmed and manipulated by the fashion industry. The ways of presence and the ways of visibility product figures broadcasted on the media, which are figurative marks of the style for the subjective searches of escape from the modulations by the adjustments and accident mechanism. We studied these mechanisms in order to understand how, on its reiteration, the styles are brought together that segment and identify belonging groups of the social constitution. The research bounds to the communication area as we take fashion as a communicational phenomenon that broadcast identities and style due to the persons make their bodies boards for the dressing that communicate messages which meanings are apprehended by the visual aesthetics
Palavras-chave: Sociossemiótica
Estilo
Moda
Grupos de referência
Sociossemiotics
Style
Fashion
Reference groups
Film The Devil Wears Prada
O diabo veste Prada (Filme)
Moda -- Aspectos simbolicos
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::COMUNICACAO
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Comunicação
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Comunicação e Semiótica
Citação: Freire, Cristina Gomes. O diabo veste Prada: o fazer da moda no corpo vestido como vitrina de identidades. 2010. 107 f. Dissertação (Mestrado em Comunicação) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2010.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/5324
Data de defesa: 30-Jun-2010
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Comunicação e Semiótica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Cristina Gomes Freire.pdf6,55 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.