???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/5315
Tipo do documento: Tese
Título: Lugares à venda: a construção de um processo visual a partir das marcas-território
Autor: Henriques, Fernanda 
Primeiro orientador: Pinheiro, Amálio
Resumo: Esta pesquisa tem como objeto as marcas-território desenho e slogan que representam simbolicamente um lugar para o mercado externo, notadamente na área de turismo , tendo como foco a Marca Brasil desenvolvida pela Embratur em 2005, e a Marca Espanha, desenvolvida pelo Turespaña en 1984. Indaga-se aqui se a representação de marca consegue sintetizar elementos díspares como dança, folclore, natureza, clima, religião, idioma e todas as demais qualidades físicas/econômicas/culturais presentes regionalmente, ainda que a mesma seja mosaicada e heterogênea, em apenas uma imagem. O objetivo é analisar de que maneira foram traduzidos os complexos códigos da cultura brasileira e da cultura espanhola em desenhos de marca, tendo como apoio seus elementos comunicacionais tais como cores, formas, tipografia e slogan. Para compreender a função de uma marca comercial dentro de uma sociedade de consumo, adotamos como base metodológica autores que discutem imagem e marca comercial, tais como Adrian Frutiger, E. H. Gombrich, Joan Costa, Justo Villafañe e Rudolf Arnheim. No intuito de analisar de que maneira tal símbolo é recebido, acrescido, transformado e devolvido pela e para a cultura, adotamos autores que discutem semiótica e cultura, como Amálio Pinheiro, Edgar Morin, Jesús Martín-Barbero e Iuri Lótman. A metodologia consiste em pesquisa bibliográfica e levantamento de imagens de marcas, e o quadro teórico inclui a semiótica da cultura, a comunicação e a mestiçagem cultural. Nesses quatro anos de pesquisa, incluindo um período de seis meses de doutorado-sanduíche realizado em Sevilha, Espanha, foi percebido significativo aumento da presença de marcas-território lançadas por países, na América Latina e no mundo. Como hipótese em análise, propõe-se que a criação da marca-território deve-se à necessidade de se construir um símbolo publicitário mais flexível do que a bandeira e os brasões nacionais
Abstract: The object of this research was territory brands - a drawing and a slogan symbolically representing a place for the external market, namely in the tourism area -, focused on the Brazil Brand developed by Embratur in 2005 and on the Spain Brand developed by Turespaña in 1984. Here we question whether the brand representation is able to summarize different elements, such as dance, folklore, nature, climate, religion, language and all the remaining physical/economic/cultural regional characteristics, even if as a mosaic and heterogeneously, in one single image. The objective is to analyze how the complex codes of the Brazilian culture and Spanish culture were translated into brands' drawings supported by their communicational elements, such as colors, shapes, fonts and slogan. To understand the function of a commercial brand inside a consumer society we adopted as methodological base authors who discuss image and commercial brand, such as Adrian Frutiger, E. H. Gombrich, Joan Costa, Justo Villafañe and Rudolf Arnheim. In order to analyze how a symbol is received, added, transformed and developed by and for a culture we consulted authors who discuss semiotics and culture, such as Amálio Pinheiro, Edgar Morin, Jesús Martín-Barbero and Iuri Lótman. The methodology consisted of a bibliographical research and assessment of brand images, and the theoretical scenario includes the culture's semiotics, communication and cultural crossbreeding. In these four years of research, including a six-month period of sandwich-doctorate held in Seville, Spain, a significant increase could be seen in the number of territory brands launched by Latin American countries and in the world. As hypothesis under analysis we propose that creating territory brands arises from the need of building advertising symbols more flexible than national flags and coats of arms
Palavras-chave: Marca-território
Marca
Publicidade
Comunicação visual
Imagem
Territory brand
Brand
Advertising
Visual communication
Image
Comunicacao visual
Marca registrada
Publicidade
Turismo -- Marketing
Turismo -- Marketing
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::COMUNICACAO
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Comunicação
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Comunicação e Semiótica
Citação: Henriques, Fernanda. Lugares à venda: a construção de um processo visual a partir das marcas-território. 2010. 193 f. Tese (Doutorado em Comunicação) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2010.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/5315
Data de defesa: 11-May-2010
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Comunicação e Semiótica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Fernanda Henriques.pdf25,41 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.