???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/5303
Tipo do documento: Dissertação
Título: Consumo da experiência em revistas brasileiras: Nova, Claudia, Boa Forma, Você S/A e Viagem e Turismo
Autor: Trindade, Thaís Hoehne Peres Polato 
Primeiro orientador: Prado, José Luiz Aidar
Resumo: O tema desta pesquisa é o consumo da experiência no jornalismo de revista. Experiência no capitalismo globalizado é entendida como conjunto de práticas ligadas à vida cotidiana dos consumidores e a atos de conhecimento transmitidos pelos sentidos, aspectos que no neoliberalismo ganham ampla ligação com o consumo/consumismo. Identificaremos em que medida estas novas relações entre experiência e consumo afetam e são afetadas pelo jornalismo e estudaremos os contratos comunicacionais propostos pelos enunciadores a seus leitores, tendo em vista a importância de se discutir socialmente o tema, já que as mídias investem na construção de identidades na contemporaneidade e ampliam o processo de marketização da vida cotidiana. Delimitamos o estudo do tema às edições de 2008 das revistas Claudia, Nova, Boa Forma, Você S/A e Viagem e Turismo. Nossa questão de pesquisa se coloca da seguinte forma: de que maneiras as revistas segmentadas brasileiras aderiram ao consumo da experiência que marca o capitalismo globalizado? Há pelo menos quatro níveis em que isso ocorre: cobertura jornalística de eventos de marketing de experiência; apelo à experiência; marketing de experiência realizado pelas próprias revistas e consumo da experiência. A nosso ver, este último é um passo além na modalização dos sujeitos realizada pela mídia, pois apela ao sensorial e à ação do leitor. Desta forma, contribui ainda mais para a expansão do fenômeno que vem transformando aspectos da existência humana que ainda não haviam se tornado produtos para consumo. Na contextualização do tema, trabalhamos com autores que tratam do pós-modernismo, dos novos valores do capital e das mudanças trazidas para a comunicação, como André Gorz, Giorgio Agamben, Zygmunt Bauman, Jeremy Rifkin, Muniz Sodré, Terry Eagleton e David Harvey. Para apresentação e análise do corpus, partiremos das reflexões sobre jornalismo, consumo, classe média e teorias do discurso realizadas pelos autores Leandro Marshall, Isleide Fontenelle, Marcio Pochmann, Diana Barros, Vicente Pietroforte, José Luiz Aidar Prado e Ernesto Laclau. Será empregada a análise discursiva para desconstrução dos textos examinados
Abstract: This research addresses the consumption of experience in magazine journalism. Experience , in global capitalism, is understood as a set of practices related to the daily lives of consumers and acts of knowing through the senses aspects that, in neoliberalism, become more closely linked to consumption/consumerism. We will determine to what extent these new relationships between experience and consumption affect and are affected by journalism and study the communication contracts proposed by writers to their readers, based on the importance of socially addressing the topic, since the media invest in the construction of identities in the contemporary world and expand the process of marketization of everyday life. We limited the scope of the study to the 2008 issues of the magazines Claudia, Nova, Boa Forma, Você S/A, and Viagem e Turismo. Our research question is posed as follows: in what ways have Brazilian targeted magazines adhered to the consumption of experience that marks global capitalism? This occurs at least at four levels: journalistic coverage of experience marketing events; appeal to experience; experience marketing conducted by the magazines themselves and consumption of experience. In our view, the latter is a step further in the modalization of the subject by the media because of its appeal to the reader s senses and action. Thus, it further contributes to expanding the phenomenon that has transformed aspects of human existence that had not yet become consumer products. In order to contextualize the topic, we worked with authors who deal with post-modernism, new capital values, and changes brought to communication, such as André Gorz, Giorgio Agamben, Zygmunt Bauman, Jeremy Rifkin, Muniz Sodré, Terry Eagleton, and David Harvey. For the preparation and analysis of the corpus, we take as a starting point the reflections on journalism, consumption, middle class, and theories of discourse by the authors Leandro Marshall, Isleide Fontenelle, Marcio Pochmann, Diana Barros, Vicente Pietroforte, José Luiz Aidar Prado, and Ernesto Laclau. Discourse analysis will be used to deconstruct the texts examined
Palavras-chave: Consumo
Experiência
Revista
Consumption
Experience
Journalism
Marketing
Magazine
Consumidores -- Atitudes
Jornalismo -- Brasil -- Aspectos sociais
Periodicos brasileiros
Marketing
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::COMUNICACAO
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Comunicação
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Comunicação e Semiótica
Citação: Trindade, Thaís Hoehne Peres Polato. Consumo da experiência em revistas brasileiras: Nova, Claudia, Boa Forma, Você S/A e Viagem e Turismo. 2010. 121 f. Dissertação (Mestrado em Comunicação) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2010.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/5303
Data de defesa: 12-May-2010
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Comunicação e Semiótica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Thais Hoehne Peres Polato Trindade.pdf19,3 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.