???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/4611
Tipo do documento: Tese
Título: Crítica como criação: procedimentos e estratégias comunicacionais dos exercícios críticos no Brasil
Autor: Neves, Galciani 
Primeiro orientador: Salles, Cecilia Almeida
Resumo: Esta pesquisa aborda procedimentos e recursos comunicacionais da producao de criticos de arte brasileiros, tendo como relevância buscar atenuar a grave lacuna e a ausencia de debate acerca de tal atividade no Brasil, onde a crise da critica transformou-se em verdadeiro cliche. Foram investigados modos de aproximacao e mediacao dos acontecimentos artisticos, debates no espaco público das midias impressas, critérios de análise, sobretudo, entre as décadas de 1960 e 1970, momento em que se pode observar inúmeras transformacões na critica e um processo de profissionalizacao e diversificacao das tarefas de criticos em instituicões, universidades, mercado de arte, midias. Aracy Amaral, Frederico Morais, Ronaldo Brito, Paulo Sergio Duarte, Annateresa Fabris, Paulo Venâncio Filho, Fernando Cocchiarale, Gloria Ferreira, Tadeu Chiarelli, Cristina Freire, Marcio Doctors, Mônica Zielinsky, Maria Amélia Bulhões, Sônia Salzstein foram entrevistados e investigados a luz de seus processos. Esses sujeitos autores relataram suas experiencias, modos de agir, referencias, posicionamentos frente a arte, a cultura, a politica, diálogos mantidos com o entorno, contatos com artistas, experiencias com a arte, relacões com a historia da arte e com a propria critica, instrumentais de análise. Sob a perspectiva da Critica de Processo, proposta por Cecilia Salles com base na Semiotica de Charles Sanders Peirce em diálogo com o conceito de rede de Pierre Musso foi possivel discutir a critica de arte como processo signico fortemente marcado por questões comunicativas em uma ampla rede de conexões. Pensamentos criticos e autorrefexivos componentes inter-relacionados dessa rede e avistados em seu movimento construtivo tornaram-se subsidios fundamentais para a elaboracao de onze campos de procedimentos criticos, em que se evidencia a dimensao comunicativa da critica de arte em múltiplos direcionamentos: do critico com seus contextos de acao, em diálogos com os artistas e com o público leitor, como experiencia perceptiva diante das obras, como expansao e desdobramento da obra ao debate público. Assim, esta pesquisa propõe uma compreensao da critica de arte em sua realidade complexa e em constante transformacao como um exercicio criativo e inventivo ato de comunicacao
Abstract: The present study approaches communicational resources and procedures on the production of Brazilian Art critics, attempting to minimise the great gap and absence of debate around such activity in this country. In Brazil, the critique crisis became a grand cliche. Modes of approaching and mediating artistic events were investigated, as well as public debates on the press, analysis of criteria specially during the 60 s and 70 s. At this time it was possible to perceive a plethora of transformations in the critique and in the professionalization process as well as much diversification in the critic s tasks within institutions, universities, art market, media. Aracy Amaral, Frederico Morais, Ronaldo Brito, Paulo Sergio Duarte, Annateresa Fabris, Paulo Venâncio Filho, Fernando Cocchiarale, Gloria Ferreira, Tadeu Chiarelli, Cristina Freire, Marcio Doctors, Mônica Zielinsky, Maria Amélia Bulhões, Sônia Salzstein were all interviewed ans studied under the light of their processes. These author-subjects talked about their experiences, ways of behave, references, position towards art, culture, politics. They spoke about the dialogues they established with the surroundings, contact with artists, experiences with art, as well as telling about their relationship with Art History and the critique itself, instruments of analysis. Under the Process Critique perspective, proposed by Cecilia Salles based on the Semiotics of Charles Sanders Peirce in dialogue with the concept of net proposed by Pierre Musso it was possible to discuss art critique as a sign process extremely marked by communicational issues in a broaden net of connections. Self-refexive and critical thinking, intertwined components of such a net, and understood in their constructive movement, became foundations for the eleven fields of critical procedures in which the communicative dimension of art in a number of directions is made evident: from the critic and their action contexts, in talks with artists and readers, as a perceptive experience when facing the works, as expansion and development of the work, to the public debate. In doing so, this study proposes an understanding of art critique in its complex reality and constant transformation as a creative and inventive exercise an act of communication
Palavras-chave: Comunicação
Mediação
Processos de criação
Critica de arte
Estratégias metodológicas
Critica de processo
Communication
Mediation
Creative processes
Art critique
Methodological strategies
Process critique
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::COMUNICACAO
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Comunicação
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Comunicação e Semiótica
Citação: Neves, Galciani. Crítica como criação: procedimentos e estratégias comunicacionais dos exercícios críticos no Brasil. 2014. 482 f. Tese (Doutorado em Comunicação) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2014.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/4611
Data de defesa: 21-Mar-2014
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Comunicação e Semiótica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Galciani Neves.pdf2,03 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.