???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/4432
Tipo do documento: Dissertação
Título: A cidade como imagem e os processos de mediação com os usuários
Autor: Balbi, Thiago Machado 
Primeiro orientador: Ferrara, Lucrécia D'Alessio
Resumo: Esta pesquisa tem como objeto a cidade como imagem, a questão se concentra em saber como aquela imagem interfere nas experiências de mediação desenvolvidas com os usuários. Através da visualidade urbana, o usuário/fruidor do espaço público vivencia a cidade considerando dois vetores básicos: um programado pelo poder público/privado, utilizando a cidade para comunicá-la em forma de mercadoria e ordenar o comportamento dos usuários; outro que desenvolve processos de comunicação que levam à apropriação da cidade pela ação cotidiana dos usuários. Através do método da deriva, proposto pela Internacional Situacionista nos anos 1950 e considerando que a base desse método consiste na apreensão do espaço público por andanças sistemáticas, sem uma preocupação com um deslocamento previamente planejado, procura-se resgatar as relações psicogeográficas entre o usuário e o espaço público a fim de apreender as relações comunicativas que se estabelecem entre sujeito e cidade transformada em mercadoria ou por ele assumida/apropriada. Neste sentido, a pesquisa terá como base empírica o deslocamento do pesquisador pela cidade de São Paulo e a consequente produção de um relato cartográfico e imagético, a fim de flagrar as possíveis contradições provenientes da relação entre programa e projeto proposta por Giulio Carlo Argan no ensaio A crise do design (1983) , os riscos da programação e seu clima pós-histórico em Vilém Flusser e as críticas à Sociedade do Espetáculo que se encontram em Guy Debord. As linguagens e os signos apreendidos nas derivas, serão analisados sob a luz da semiótica da cultura de Iuri Lótman e pelo paradigma indiciário proposto pelo historiador Carlo Ginzburg. A base teórica da pesquisa também conta com autores e pensadores sobre o espaço, as cidades e a vida urbana, como: Henry Lefebvre, Jane Jacobs, Lucrécia D Aléssio Ferrara, Massimo Canevacci, Manuel Delgado e Milton Santos. Além de outros conceitos, como as profanações e os dispositivos em Giorgio Agamben, os espaços lisos e estriados em Gilles Deleuze e Felix Guattari, incluindo os termos a eles relacionados como a máquina de guerra nômade e o aparelho de captura. O estudo dessas relações pode revelar como se dá o julgamento e o controle exercido pelos poderes publico/privado evidenciados na imagem da cidade e sua interferência sob o usuário e seu cotidiano
Abstract: This research has as object the city as image, the question focuses on how that image interferes on the experience of mediation developed with the city users. Through urban visuality, the user/fruitioner of the public space experiences the city considering two basic vectors: one programmed by the public/private powers that uses the city to communicate it as a trade and order the behavior of the users; and another that develops communication processes motivated by the appropriation of the city through the action of the users daily lives. Using the drift as method, proposed by the Situationist International in 1950, and considering that this method consists in the seizure of public space by systematic wanderings, without any concern about a previously planned shift, seeking to rescue the psychogeographical relation between the user and the public space in order to grasp the communicative relations established between the subject and the city transformed into a commodity or assumed/appropriate by this user. In this way, the research will be based on an empirical research which consists on the displacement of the researcher by the city of São Paulo, and the consequent production of a story and imagery cartography in order to find out the possible contradictions arising from the relation between program and project proposed by Giulio Carlo Argan at the essay The crisis of the design (1983) , the risk of programming and the post-historical climate by Vilem Flusser and criticism of the Society of the Spectacle by Guy Debord. The languages and signs seized at the drifts will be analyzed in the light of semiotics of the culture by Yuri Lotman and the indiciary paradigm proposed by the historian Carlo Ginzburg. The theoretical basis of the survey also includes authors and thinkers about the space, cities and urban life, such as Henry Lefebvre, Jane Jacobs, Lucrecia D Alessio Ferrara, Massimo Canevacci, Manuel Delgado and Milton Santos. In addition to other concepts, such as profanation and devices by Giorgio Agamben, smooth and striated spaces by Gilles Deleuze and Felix Guattari, including terms related to them as the nomadic war machine and the apparatus of capture . The study of these relations might reveal how the trial and the control exercised by public/private authorities highlighted in the city s image works and its interference on the users and their daily lives
Palavras-chave: Comunicação
Cidade
Espaço público
Cultura urbana
Imagem e cotidiano
Communication
City
Public space
Urban culture
Image and dailyness
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::COMUNICACAO
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Comunicação
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Comunicação e Semiótica
Citação: Balbi, Thiago Machado. A cidade como imagem e os processos de mediação com os usuários. 2012. 254 f. Dissertação (Mestrado em Comunicação) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2012.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/4432
Data de defesa: 3-Sep-2012
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Comunicação e Semiótica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Thiago Machado Balbi.pdf22,57 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.