???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/4380
Tipo do documento: Tese
Título: "Porcarias", inteligência, cultura: semioses da ecologia da comunicação da criança com as linguagens do entretenimento, com enfânse nos games e nos desenhos animados
Autor: Pereira, Mirna Feitoza 
Primeiro orientador: Machado, Irene de Araujo
Resumo: Esta tese volta-se a compreender a comunicação da criança com as linguagens do entretenimento, com ênfase nos games e nos desenhos animados, como processo de conhecimento. Frente a esse desafio, o conceito de semiose serviu como guia para direcionar a investigação, uma vez que designa uma ação inteligente que compreende processos de interpretação, pensamento, conhecimento. Seguindo esta orientação, definiu-se a relação da criança com as linguagens em questão como uma ecologia da comunicação mediada por processos sígnicos, da qual participam três sistemas semióticos altamente heterogêneos, a saber, sistemas biológicos humanos (crianças), sistemas tecnológicos (suportes das mídias) e sistemas do entretenimento (desenhos animados e games). Ao mergulhar nos processos sígnicos dessa ecologia, que funciona imersa na semiosfera, a criança alfabetiza-se nos códigos das linguagens disponíveis no ambiente, trabalhando suas demandas de elaboração de linguagem. Neste contexto, são os signos que a criança devolve para o mundo, em sua produção de comunicação, que representam os conhecimentos que ela adquire ao participar dessa ecologia. As análises buscam explicitar tanto a experiência semiótica que a criança desenvolve nesse ambiente, quanto os signos que ela devolve para o mundo em sua produção de comunicação. Esta perspectiva teórica foi construída a partir de um conjunto de concepções fundadas na semiótica geral de Charles Sanders Peirce, na semiótica da cultura da Escola de Tártu-Moscou, com ênfase no conceito de semiosfera de Iúri Mikhailovich Lótman, assim como na ecossemiótica, a partir das formulações de Winfried Nöth e Kalevi Kull, bem como no conceito de comunicação da cibernética, conforme Norbert Wiener. As hipóteses, os argumentos e as análises foram desenvolvidos a partir de observações de campo feitas com crianças de diferentes idades, nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro e Manaus, em suas casas, privilegiando o ambiente em que se dá, via de regra, a comunicação infantil com as linguagens em questão
Abstract: This thesis aims to understand how children communicate with the languages of entertainment, particularly games and cartoons, as a knowledge-generating process. Facing this challenge, the concept of semiosis was used to guide the investigation, given that it describes an intelligent action that involves processes of interpretation, thought, knowledge. Under this course of action, the relationship between the children and the languages in question was defined as en ecology of communication, mediated by sign processes, in which three highly heterogeneous semiotic systems play a part, namely the biological human systems (the children), the technological systems (the media supports) and the entertainment systems (cartoons and games). Immersed in the sign processes of this ecology, which is engrossed within the semiosphere, the child learns the codes for different languages available in her environment, working through her demands of language elaboration. In this context, the signs the child sends back into the world, in her communication, represent the knowledge she acquires through participating in this ecology. The analysis aim to understand both the semiotic experience the child undergoes in this environment, and the signs she or he sends back into the world in the communication process. This theoretical perspective was build with the help of a framework of concepts founded upon Charles Sanders Peirce s general semiotic, on the cultural semiotic of the Tartu-Moscow School, particularly the concept of semiosphere as proposed by Iúri Mikhailovich Lótman, on the ecosemiotics based on the formulations proposed by Winfried Nöth and Kalevi Kull, as well as on the concept of communication proposed by cybernetics via Norbert Wiener. The hypothesis, arguments and analysis were drawn from observations based on the field research of children of different ages, in the cities of São Paulo, Rio de Janeiro and Manaus, at their homes, favoring the environment in which takes place, most of the times, their communication with the languages in question
Palavras-chave: Comunicação
Criança
semiose
games
Desenhos animados
conhecimento
communication
children
semiosis
games
cartoon
knowledge
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::COMUNICACAO
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Comunicação
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Comunicação e Semiótica
Citação: Pereira, Mirna Feitoza. "Porcarias", inteligência, cultura: semioses da ecologia da comunicação da criança com as linguagens do entretenimento, com enfânse nos games e nos desenhos animados. 2005. 157 f. Tese (Doutorado em Comunicação) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2005.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/4380
Data de defesa: 11-Oct-2005
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Comunicação e Semiótica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MIRNA FEITOZA PEREIRA.pdf11,61 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.