REPOSITORIO PUCSP Trabalho de Conclusão de Curso - TCC Trabalho de Conclusão de Curso - TCC
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.pucsp.br/jspui/handle/handle/40378
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Título: Impactos da visita familiar do ponto de vista do paciente em UTI adulto
Autor(es): Rodrigues, Maria Fernanda Antunes
Barbosa, Paula Gonzaga Cardoso
Primeiro Orientador: Almeida, Janie Maria de
Resumo: Introdução: O processo de internação em uma unidade de tratamento intensivo pode gerar estresse, despertando sentimentos relacionados a angústia, medo e sofrimento. É neste cenário que os pacientes vivenciam desconfortos físicos e psicológicos, advindos da doença e eventos gerados da necessidade de internação. E consequentemente, neste momento, a maioria das famílias quer proximidade e informações acerca do estado de saúde do seu familiar hospitalizado. A visita familiar é indicada como um fator redutor da ansiedade e auxiliador no processo de recuperação da saúde. Objetivo: Compreender o impacto da visita familiar ao paciente crítico internado em UTI adulto e investigar sua capacidade de enfrentamento a partir desse estímulo familiar. Metodologia: Tratou-se de um estudo de caráter descritivo e exploratório, de abordagem qualitativa. Foram entrevistados pacientes maiores de 18 anos de ambos os sexos que receberam visita familiar durante internação na Unidade de Terapia Intensiva Adulto do Hospital Santa Lucinda e foram convidados a responder a seguinte pergunta: “Conte-me como o senhor(a) se sente quando recebe a visita de um familiar?”. Resultados: Os relatos revelaram que a experiência de receber familiares no ambiente de internação pode variar entre os indivíduos. De acordo com a significância das falas, foram elaboradas três categorias que demonstram o impacto da visita familiar para os pacientes. A categoria mais significativa foi “A visita familiar impactou positivamente na capacidade de enfrentamento” e revela que a visita familiar teve impacto positivo na capacidade de enfrentamento dos pacientes, gerando sentimentos de conforto e surpreendendo positivamente os entrevistados. A segunda categoria, “A duração e o número de visitantes na UTI são insuficientes”, aponta que os pacientes sentiram necessidade de visitas mais longas, horários flexíveis e permissão para mais visitantes, enfatizando que a falta de apoio familiar por meio das visitas é vista negativamente no sistema atual. Já a terceira categoria, "A visita familiar impactou negativamente na capacidade de enfrentamento," foi evidenciado que o processo de adoecimento e hospitalização pode levar o paciente a sentir-se impactado por circunstâncias que ele não controla, especialmente devido à fragilidade de sua condição e de suas relações afetivas. Conclusão: Identificou-se que a visita familiar tem impacto positivo na capacidade de enfrentamento dos pacientes, permitindo uma conexão com a realidade, evitando uma ruptura da rede social e auxiliando no processo de recuperação, evidenciado a partir das falas dos participantes que relataram sentimentos de alegria, felicidade, gratidão, conforto, motivação e confiança após a visita familiar. O estudo apresenta limitações devido ao tamanho da amostra. No entanto, destaca a importância de considerar a perspectiva do paciente na política de visitas em UTIs e sugere a necessidade de mais pesquisas sobre o tema
Abstract: The process of hospitalization in an intensive care unit can generate stress, awakening feelings related to anguish, fear and suffering. It is in this scenario that patients experience physical and psychological discomfort, arising from the disease and events resulting from the need for hospitalization. And consequently, at this moment, most families want proximity and information about the health status of their hospitalized family member. Family visits are recommended as a factor in reducing anxiety and helping in the health recovery process. Objective: To understand the impact of family visits to critical patients admitted to an adult ICU and investigate their ability to cope based on this family stimulus. Methodology: This is a descriptive and exploratory study, with a qualitative approach. Patients over 18 years of age of both sexes who received a family visit during hospitalization in the Adult Intensive Care Unit of Santa Lucinda Hospital were interviewed and will be invited to answer the following question: “Tell me how you feel when you receive the visit from a family member?” Results: The reports revealed that the experience of receiving family members in the hospital environment may vary between individuals. According to the significance of the statements, three categories were created that demonstrate the impact of family visits for patients. The most significant category was “The family visit had a positive impact on the ability to cope” and reveals that the family visit had a positive impact on the patients' ability to cope, generating feelings of comfort and positively surprising the interviewees. The second category, “The duration and number of visitors in the ICU are insufficient”, points out that patients felt the need for longer visits, flexible hours and permission for more visitors, emphasizing that the lack of family support through visits is seen negatively in the current system. The third category, "The family visit had a negative impact on the ability to cope," showed that the process of illness and hospitalization can lead the patient to feel impacted by circumstances that they cannot control, especially due to the fragility of their condition and of their emotional relationships. Conclusion: It was identified that family visits have a positive impact on patients' ability to cope, allowing a connection with reality, avoiding a rupture in the social network and helping in the recovery process, evidenced by the statements of participants who reported feelings of joy, happiness, gratitude, comfort, motivation and confidence after the family visit. The study has limitations due to the sample size. However, it highlights the importance of considering the patient's perspective in ICU visiting policy and suggests the need for more research on the topic
Palavras-chave: Unidade de terapia intensiva
Visita a pacientes
Relações familiares
Hospitalização
Assistência centrada no paciente
Intensive care unit
Visiting patients
Family relationships
Hospitalization
Patient-centered care
CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::ENFERMAGEM
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da Instituição: PUC-SP
metadata.dc.publisher.department: Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde
metadata.dc.publisher.program: Graduação em Enfermagem
Citação: Rodrigues, Maria Fernanda Antunes; Barbosa, Paula Gonzaga Cardoso. Impactos da visita familiar do ponto de vista do paciente em UTI adulto. 2023. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Enfermagem) - Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Sorocaba, 2023.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.pucsp.br/jspui/handle/handle/40378
Data do documento: 29-Nov-2023
Aparece nas coleções:Trabalho de Conclusão de Curso - TCC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Maria Fernanda Antunes Rodrigues e Paula Gonzaga Cardoso Barbosa.pdf513,14 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.