REPOSITORIO PUCSP Teses e Dissertações dos Programas de Pós-Graduação da PUC-SP Programa de Pós-Graduação em Filosofia
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.pucsp.br/jspui/handle/handle/40014
Tipo: Dissertação
Título: A suspensão da ética mediante a fé em Kierkegaard: uma análise da relação entre fé e ética em “Temor e Tremor”
Autor(es): Alves, Ítina Fernandes Silva
Primeiro Orientador: Muñoz, Yolanda Gloria Gamboa
Resumo: A presente pesquisa investiga o conceito de fé na obra “Temor e Tremor” do filósofo dinamarquês Søren Kierkegaard, assinada por um dos seus pseudônimos Johannes de Silentio. O tema central da obra gira em torno do episódio de Abraão, personificando o cavaleiro da fé. Nela, o autor explora os desdobramentos da existência do patriarca e identifica características determinantes da fé. Deste modo, o trabalho seguirá, num primeiro momento, expondo um dos conceitos basilares do pensamento kierkegaardiano, ou seja, a angústia. Para Kierkegaard, ela está presente na trajetória do cavaleiro da fé do início ao fim. A partir da reflexão pautada nesta obra, nos deteremos em destacar a fé e seu aspecto paradoxal, a fé enquanto absurdo e a fé como paixão. Estes três aspectos servirão de base para a compreensão da categoria da fé e, por conseguinte, evidenciarão o distanciamento que a fé possui em relação a qualquer atitude racionalizadora. Ora, diante dessa diferenciação, observaremos os limites da ética diante da fé e, consequentemente da própria razão, visto que são estes limites que refletidos e apresentados por Kierkegaard, nos permitirão pensar a vida de Abraão como a mais paradoxal possível. Por meio do que Kierkegaard intitulou como suspensão teleológica da moral, concluiremos que a fé é este paradoxo que permite ao Indivíduo retirar-se do geral e colocar-se acima dele. O presente movimento permitirá distinguir o cavaleiro da fé do cavaleiro trágico, uma vez que o último não se retira do geral; pelo contrário, nele permanece e é compreendido pela ética. Em contrapartida, o cavaleiro da fé não pode ser compreendido, visto que sua ação não encontra respaldo na moralidade, mas apenas na fé. Por fim, observaremos que o Indivíduo possui um dever absoluto para com Deus, que o desobriga a cumprir seu dever moral quando este se torna uma tentação para não exercer o seu dever superior. Desta forma, nos deparamos com um modo de existência que vai além do estádio ético, ou seja, uma existência por meio da fé que é superior à primeira, por ir além de toda obrigação moral. É por este motivo que Abraão é salvo de ser condenado como um possível assassino e é reconhecido como pai da fé
Abstract: This research delves into the theme of faith in the work "Fear and Trembling" by Danish philosopher Søren Kierkegaard, authored under one of his pseudonyms, Johannes de Silentio. The central focus of the work revolves around the story of Abraham, embodying the knight of faith. The author explores the unfolding of the patriarch's existence and identifies defining characteristics of faith. Thus, this study proceeds by initially elucidating a foundational concept in Kierkegaard's thought: anguish. For Kierkegaard, anguish is present in the journey of the knight of faith from start to finish. Building upon the insights derived from this work, we will focus on highlighting faith and its paradoxical nature—the faith as absurdity and faith as passion. These three aspects will serve as a basis for understanding the concept of faith and subsequently highlight the divergence faith maintains from any rational stance. In light of this distinction, we will observe the limits of ethics in the face of faith, and therefore of the reason itself. These boundaries, as reflected and presented by Kierkegaard, invite contemplation of Abraham's life as supremely paradoxical, rather than that of a murderer. Through what Kierkegaard called the teleological suspension of the ethical, we will conclude that faith is this paradox that allows the Individual to step back from the general and elevate themselves above it. This trajectory will make it possible to differentiate the knight of faith from the tragic hero, as the latter remains within the general and is understood through ethics. In contrast, the former transcends it, with actions grounded solely in faith rather than morality. Finally, it is observed that the Individual has an absolute duty to God, which absolves them from fulfilling their moral duty when it becomes a temptation to forsake their higher duty. Thus, we encounter a mode of existence that goes beyond the ethical stage—a life of faith that supersedes the former by transcending all moral obligations. This is why Abraham is saved from condemnation as a potential murderer and acknowledged as the father of faith
Palavras-chave: 
Ética
Paradoxo
Cavaleiro da Fé
Faith
Ethics
Paradox
Knight of Faith
CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::FILOSOFIA
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da Instituição: PUC-SP
metadata.dc.publisher.department: Faculdade de Filosofia, Comunicação, Letras e Artes
metadata.dc.publisher.program: Programa de Estudos Pós-Graduados em Filosofia
Citação: Alves, Ítina Fernandes Silva. A suspensão da ética mediante a fé em Kierkegaard: uma análise da relação entre fé e ética em “Temor e Tremor”. 2023. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Programa de Estudos Pós-Graduados em Filosofia da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2023.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.pucsp.br/jspui/handle/handle/40014
Data do documento: 10-Out-2023
Aparece nas coleções:Programa de Pós-Graduação em Filosofia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Itina Fernandes Silva.pdf463,94 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.