???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/3988
Tipo do documento: Tese
Título: Cultura e patrimônio
Autor: Galves, Beatriz Lourenço Peixoto 
Primeiro orientador: Carvalho, Edgard de Assis
Resumo: Esta tese apresenta uma reflexão a respeito das noções de cultura e patrimônio histórico-cultural como pressupostos para a compreensão das atividades do Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico do Estado de São Paulo Condephaat. O Conselho surge em São Paulo por determinação federal nos primeiros anos da ditadura militar. Sua finalidade é proteger, valorizar e divulgar o patrimônio cultural paulista por meio do instituto jurídico do tombamento e suas atribuições são confirmadas pela constituição estadual. Esse patrimônio forma um conjunto representativo da história e da cultura no Estado de São Paulo entre os séculos XVI e XX e é composto de bens móveis, edificações, monumentos, bairros, núcleos históricos e áreas naturais. Inicialmente identificado ao monumento e às edificações arquitetônicas, a noção de patrimônio históricocultural ampliou-se em direção a outras competências, permeada pela lógica do consumo e do espetáculo. A palavra cultura é camaleônica e pode ser abordada e interpretada em perspectivas múltiplas e complementares. Firmou-se como conceito em círculos acadêmicos no século XX. Na década de 1930 quando se criou o Serviço de Proteção ao Patrimônio Histórico no Brasil Sphan, o termo atingiu uma posição teórica de glorificação, tornando-se um dos mais importantes na literatura antropológica: traços culturais, complexos culturais, tipos culturais, centros culturais, migrações culturais, convergências, difusões culturais. Nas discussões a respeito de cultura existe a idéia onipresente de unidade biológica pré-cultural na condição humana. Os agrupamentos humanos mantêm-se coesos por uma rede de comunicação e troca. Imerso em um contexto social pluralístico e heterogêneo, o indivíduo vive a experiência da irredutível dualidade humana e a percebe a partir da própria realidade; é uma experiência intuitiva e pré-teórica em sua essência. A dualidade natureza-cultura é problema-chave do esforço conceitual nesta tese. Mantê-la como oposição fragmentária implica reiterar as premissas do paradigma cartesiano, superá-la em direção a uma dialogia requer um esforço interpretativo complexo e transdisciplinar. Dessa perspectiva, constata-se a posição paradoxal assumida pelo Condephaat em sua obscura política de preservação patrimonial, a oscilar entre protecionismos, desmandos e negligências e o esforço de indivíduos emaranhados na teia de interesses particulares que os imobiliza em diversas oportunidades. As tentativas de dilapidação do patrimônio estadual revelam uma violência predatória transfigurada em progresso. As atividades do Conselho foram analisadas por meio da leitura de processos de tombamento do patrimônio do Estado, por meio de entrevistas com vários de seus presidentes do período entre 1979 e 2007 e com moradores do bairro do Pacaembu, que exercem cargo diretivo em suas associações ou que tiveram participação ativa na abertura do processo de tombamento desse bairro
Abstract: This thesis presents a reflection upon the notions of culture and historical-cultural heritage as presupposition for understanding the activities of the Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turistico [Council for the Defence of the Historical, Archaeological, Artistic and Touristit Heritage] of the State of São Paulo Condephaat. The Council was crated in São Paulo by federal determination during the first years of the military dictatorship. The finality of the council is to protect, appraise and divulgate the cultural heritage of São Paulo by means of the juridical institution known as tombamento [listing/classifying]; its attribution as confirmed by the State Constitution. This heritage forms a group of representative historical and cultural heritage elements within the 16th and 20th centuries. It encompasses objects, edifications, monuments, districts, historical nucleus and natural areas. The understanding of what historical-cultural heritage is was initially identified to the monuments and to the architectonic edifications. It has enlarged and went beyond a symbolic notion to other competencies permeated by consumption and spectacle. The word culture is like a chameleon and may be understood and interpreted in multiple and complementary meanings. It has obtained its status as a concept within the academic circles during the XX century. During the years 1930s, when the Serviço de Proteção ao Patrimômio Histórico [Service for the Protection of the Cultural Heritage] Sphan - was created in Brazil, the term culture reached a theoretical position of glorification and became one of the most important ones in anthropological literature: cultural traces, cultural complexes, cultural types, cultural centres, cultural migrations, convergences, cultural diffusion. Every discussion on culture contains the omnipresent idea o the pre-cultural biological unity of the human condition. Human groups keep together by means of a net of communication and exchanges. Immerse into a pluralistic and heterogeneous social context, the individual receives this duality from reality itself; it is an intuitive and pre-theoretical experience in essence. The nature-culture duality is a key-problem of the conceptual effort in this thesis. Keeping it as fragmental opposition means to reinforce the premises of the Cartesian paradigm; it demands a complex and transdisciplinar interpretative effort to overcome it in the direction of dialogical approach. From this point of view, this thesis discovers a paradoxal position assumed by the Condephaat in its obscure politics of heritage preservation, which oscillates among protectionisms, disobediences and negligent behaviour and the effort of individuals trapped in external interests which immobilizes them in many opportunities. The attempts to dilapidate the heritage in São Paulo reveal a predatory violence transfigured as progress. The activities of the council were analysed by mean of reading the processes for listing heritage and by mean of interviews. Many presidents of the Council between 1979 and 2007 were interviewed. There is room for the voice of people who live at the listed district of Pacaembu who are either leaders of the local residents´ associations, Associação de Moradores e Amigos de Perdizes, Pacaembu e Higienópolis [Residents and Friends Association of Perdizes, Pacaembu and Higienópolis], Amapph, and the Associação Viva Pacaembu por São Paulo [Living Pacaembu for São Paulo Association], or had active participation in opening the process for listing the district
Palavras-chave: Cultura
Patrimônio
Preservação
Culture
Heritage
Preservation
Conselho de Defesa do Patrimonio Historico, Arqueologico, Artistico e Turistico do Estado de Sao Paulo
Conservacao historica -- Sao Paulo (cidade)
Patrimonio cultural -- Sao Paulo (cidade)
Sitios historicos -- Conservacao e restauracao -- Sao Paulo (cidade)
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Ciências Sociais
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais
Citação: Galves, Beatriz Lourenço Peixoto. Cultura e patrimônio. 2008. 237 f. Tese (Doutorado em Ciências Sociais) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2008.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/3988
Data de defesa: 28-Oct-2008
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Beatriz Lourenco Peixoto Galves.pdf2,59 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.