REPOSITORIO PUCSP Teses e Dissertações dos Programas de Pós-Graduação da PUC-SP Programa de Pós-Graduação em Educação: Currículo
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.pucsp.br/jspui/handle/handle/39324
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorMelo, Amanda Guerra-
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/1335315648950120pt_BR
dc.contributor.advisor1Feldmann, Marina Graziela-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/5107177703842569pt_BR
dc.date.accessioned2023-09-29T14:12:27Z-
dc.date.available2023-09-29T14:12:27Z-
dc.date.issued2023-03-09-
dc.identifier.citationMelo, Amanda Guerra. Racismo religioso: a repercussão e os desafios da implementação da Lei 10.639/03 nas escolas públicas do município de São Paulo. 2023. Dissertação (Mestrado em Educação: Currículo) - Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação: Currículo da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2023.pt_BR
dc.identifier.urihttps://repositorio.pucsp.br/jspui/handle/handle/39324-
dc.description.resumoA escola e seu projeto político pedagógico deveriam ser sinônimos de conhecimento, aprendizagem, respeito e democracia. No entanto, para os estudantes adeptos das religiões de matriz africana, por vezes, o ambiente escolar pode ser violento e hostil. Resultado de um processo histórico de coerção, negação e exclusão, ancorados no racismo estrutural, educadores e estudantes muitas vezes acabam reproduzindo violências simbólicas e físicas com discentes candomblecistas e umbandistas. Esta pesquisa visa investigar os desafios da implementação da Lei 10.639/03, sob a perspectiva do racismo religioso. Respalda-se nos subsídios teóricos e conceituais das pesquisadoras Cavalleiro (2003) que pesquisou os meandros e sutilezas do racismo estrutural nas relações em uma escola de educação infantil do município de São Paulo, Bakke (2011) que analisa os desafios da implementação 10.639/03 relacionados as religiões de matrizes africanas e em Nogueira (2020) com os conceitos relacionados ao racismo religioso. A pesquisa foi realizada com abordagem qualitativa, e utilizamos como fontes livros, artigos científicos, teses, documentos oficiais publicados pela Secretaria Municipal de Educação de São Paulo, periódicos virtuais e pesquisa de campo, com entrevistas semiestruturadas com professores e gestores de quatro escolas localizadas na Diretoria Regional do Ipiranga do município de São Paulo. Constatamos que o racismo religioso é um dos desafios para a implementação da Lei 10.639/03 e quando há trabalhos com intencionalidade pedagógica visando dirimir os equívocos do imaginário social relacionados às religiões de matriz africana há efetivamente a construção de uma escola democrática e equânime, que dizima as violências e empodera os estudantespt_BR
dc.description.abstractThe school and its Political-Pedagogical Project (PPP) should be synonymous with knowledge, learning, respect, and democracy. However, for students who belong to religions of African origin, the school environment can sometimes be both violent and hostile. As a result of a historical process of coercion, denial, and exclusion, anchored in systemic racism, educators and students often end up reproducing symbolic and physical violence with students who practice Candomblé and Umbanda. The main goal of this research is to investigate the challenges of implementing Law 10.639/03, from the perspective of religious racism. It is based on the theoretical and conceptual subsidies of the researchers Cavalleiro (2003) who studied the intricacies and subtleties of systemic racism in relationships in an early childhood education school in the city of São Paulo, Bakke (2011) who analyzes the challenges of implementation 10.639/03 related to religions of African origins and in Nogueira (2020) with concepts related to religious racism. The research was carried out with a qualitative approach and books, scientific articles, theses, official documents published by the Municipal Secretary of Education of São Paulo, virtual journals, field research, semi-structured interviews with teachers and managers of four schools located in the Regional Directorate of Ipiranga in the city of São Paulo were used as sources. It was verified that religious racism is one of the challenges for the implementation of Law 10.639/03 and when there are teachings with pedagogical intentions aimed at solving the misconceptions of the social imaginary related to religions of African origin, there is effectively the construction of a democratic and equitable school, which wipes out the violence and empowers the studentsen_US
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – CAPESpt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherPontifícia Universidade Católica de São Paulopt_BR
dc.publisher.departmentFaculdade de Educaçãopt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.initialsPUC-SPpt_BR
dc.publisher.programPrograma de Estudos Pós-Graduados em Educação: Currículopt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectEducação e violênciaspt_BR
dc.subjectRelações étnico raciaispt_BR
dc.subjectRacismo religiosopt_BR
dc.subjectEscola Públicapt_BR
dc.subjectEducation and violenceen_US
dc.subjectEthnic-racial relationsen_US
dc.subjectReligious racismen_US
dc.subjectPublic Schoolen_US
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO::CURRICULOpt_BR
dc.titleRacismo religioso: a repercussão e os desafios da implementação da Lei 10.639/03 nas escolas públicas do município de São Paulopt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
Aparece nas coleções:Programa de Pós-Graduação em Educação: Currículo

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Amanda Guerra Melo.pdf1,14 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.